Sábado, 16 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

FEITOS & DESFEITAS > O PETRÓLEO É NOSSO

Mídia ajuda governo a vender
como novo produto de segunda-mão

Por Alberto Dines em 12/11/2007 na edição 458

A mídia está devendo uma explicação à sociedade desde quinta-feira passada, quando o governo anunciou em grande estilo os novos depósitos de petróleo na bacia de Santos.


Na verdade trata-se de uma notícia requentada, anunciada em julho do ano passado, no auge da temporada eleitoral. Como bom vendedor, o governo agora preferiu esquecer que o produto era de segunda-mão e apresentou-o como novo, zero quilômetro.


Os portais, rádios e telejornais de quinta comeram mosca porque no dia seguinte, sexta, O Globo mostrou que a nova descoberta era uma velha descoberta.


E até domingo, passados quatro dias, nenhum veículo – inclusive o próprio Globo – cobrou do governo um esclarecimento. Exceto alguns colunistas isolados.


A omissão não diminui a enorme importância da descoberta, mas desvenda os procedimentos de propaganda do governo. E talvez explique porque o caudilho Chávez gozou o presidente brasileiro chamando-o de ‘magnata do petróleo’.


Chávez sabia que o novo campo é o mesmo do ano passado, mas aos operadores políticos e especuladores do mercado de capitais não interessava diminuir a repercussão do anúncio.


E por que a mídia não denunciou a manipulação?


Simplesmente porque o fim de semana é um buraco negro: o que se publica não é o que acontece, o que acontece não é o que se publica.

Todos os comentários

  1. Comentou em 13/11/2007 José Galindo

    Eu acho que o Dines só publica este tipo de texto para ver se cria uma certa polêmica. Tenho certeza de que ele não é tão mal informado assim. Ele sabe que as ações da Petrobrás subiram, ele sabe que as estimativas das reservas de petróleo eram inferiores ao que foi descoberto, ele sabe enfim, que se trata de uma grande notícia que merece uma cobertura mais aprofundada, assim como também sabe que isto o independe do uso político do governo – qual governo do mundo não faria? – sobre a descobeta.
    Começo a achar que o Dines está buscando entrar para o time dos Mainardis, dos Reinaldos Azevedos, das Mirians Leitões ou dos Alexandres Garcias da vida. O time dos polemizadores sem fundamento parece que cresce à cada dia.

  2. Comentou em 13/11/2007 Renato Silva

    Esperemos que o Dines comente o ‘produto de segunda mão’ (risos) que o Financial Times ajudou a vender então.

  3. Comentou em 12/11/2007 antonio nunes

    Estou percebendo que a irresponsabilidade está tomando contas de alguns artigos publicados, inclusive este. Informação tendenciosa, para dizer o mínimo, parece que foi a tônica do texto. Triste, muito triste.

  4. Comentou em 12/11/2007 antonio nunes

    Estou percebendo que a irresponsabilidade está tomando contas de alguns artigos publicados, inclusive este. Informação tendenciosa, para dizer o mínimo, parece que foi a tônica do texto. Triste, muito triste.

  5. Comentou em 12/11/2007 Agostinho Rosa

    Dines. o leitor Marcelo Ramos tem razão. O que havia sido anunciado era a possibilidade de um campo petrolífero mas com reservas ainda não confirmadas. Neste caso não cabe especulação e a Petrobras agiu corretamente. Após a confirmação das reservas, que são ainda conservadoras no meu ponto de vista, publicou-se o anúncio. Se fosse notícia requentada, as ações da Petrobrás teriam subido 15% a época da ‘suposta’ primeira notícia e não agora. Será que os acionistas da Petrobras e da Bovespa não perceberam a primeira ‘suposta divulgação’? Duvido muito. No fundo mesmo, a grande imprensa já estava com a crise do gás pronta para ser amplificada e reverberada nos próximos meses, mas que se enfraquece com esta notícia fenomenal e ainda fornece maiores subsídios ao Presidente Lula para voltar a negociar com a Bolívia, mas sem a volúpia da mídia em ‘ocupar militarmente’ este pobre país, como alguns comentaristas econômicos (G1 e Globo) deixaram transparecer nas entrelinhas alguns meses atrás.

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem