Quarta-feira, 21 de Fevereiro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº975

FEITOS & DESFEITAS > NEWS CORP

Murdoch adia plano de cobrar por conteúdo online

05/11/2009 na edição 562

O empresário Rupert Murdoch, maior defensor da cobrança pelo conteúdo de jornais na internet, afirmou que seu plano de começar a cobrar pelos sites de sua empresa em junho de 2010 poderá ser adiado. ‘Estamos trabalhando duro, mas não posso prometer que iremos cumprir o prazo’, declarou o dono da News Corporation em entrevista após o anúncio dos resultados do primeiro trimestre fiscal da companhia. Questionado sobre o que estaria causando o atraso, Murdoch respondeu: ‘Tudo’, completando que o processo é longo e envolve muitas pessoas e muito trabalho.


Atualmente, o Wall Street Journal é o único jornal do grupo que cobra aos leitores pelo acesso online – o site possui mais de um milhão de assinantes. Entre os outros jornais da News Corp estão o Australian, o New York Post e o Times of London.


Lucro


Apesar da receita com jornais ter caído 81% no início do ano fiscal, a receita da divisão de TV a cabo subiu 41%. O mesmo aconteceu com as divisões de filmes e publicação de livros, o que levou a um aumento de 11% dos lucros do trimestre. Murdoch classificou os resultados de ‘fortes’, apesar dos ‘constantes desafios da economia’. ‘Os passos estratégicos que tomamos no ano passado para garantir estabilidade durante a recessão se provaram eficazes, com uma significativa redução de custos amenizando as perdas de receita em nossos canais de TV e jornais’, afirmou o empresário. ‘Nosso ambiente econômico está claramente melhor agora do que há um ano’. Informações da AFP [4/11/09].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem