Sexta-feira, 24 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

ENTRE ASPAS > FIM DE SEMANA, 31/12/05 E 1/01/06

No Mínimo

03/01/2006 na edição 362



PERSPECTIVAS / 2006
Mario Sergio Conti

Notícias de 2006: annus mirabilis, 1/01/06

‘2 de janeiro Depois da bomba na rua 25 de Março, o terrorismo volta a atacar no Brasil: a Fração Pára Com Isso, Pô! do Movimento Bruna Surfistinha Nunca Mais (FPCIP-MBSNM) incendeia e faz pichações na casa do marido da prostituta, em São Paulo, com as palavras ‘Corno manso’, seguidas de um grotesco desenho de um homem com chifres. O governador Geraldo Alckmin reza dois rosários ajoelhado no milho. O presidente Lula acusa a Al Qaeda de estar por trás do atentado.

***

2 de fevereiro O presidente americano George W. Bush desembarca em São Paulo para prestar solidariedade à prostituta-blogueira. Seu recado aos terroristas é firme: ‘Bruna Surfistinha sim, Osama Bin Laden não’. O presidente americano indaga a Alckmin: ‘Por que a cidade cheira tão mal?’ O governador explica que o problema é o rio Tietê, que extravasa de seu leito com as chuvas de verão e, conforme diz, ‘espalha merda por tudo quanto é canto’.

***

4 de fevereiro Fugindo do fedor e das enchentes paulistanas, Bush viaja ao Rio de Janeiro, pega dengue e é seqüestrado com a ex-ministra Benedita da Silva durante um culto evangélico no Morro do Chapéu. Rosinha Garotinho responsabiliza José Serra pela epidemia de dengue.

***

5 de fevereiro Serra polemiza com Rosinha. ‘Não sou mais ministro da Saúde, sua burra’, argumenta. ‘Burra é a sua mãe’, retruca a governadora. Frente à presença maciça da imprensa internacional, Lula pede moderação a Serra e Rosinha. ‘Até minha mãe, que não era burra, nasceu analfabeta’, pondera.

***

6 de fevereiro A FPCIP-MBSNM revindica a autoria do seqüestro. Diz que só libertará Bush e Benedita se Bruna Surfistinha for deportada para o Paraguai. Lula cede às pressões do vice-presidente Dick Cheney e garante: ‘Por mais escrota que seja, não deportarei puta nenhuma, ainda mais para o Paraguai’.

***

12 de fevereiro A Companhia Docas divulga nota oficial comunicando a compra do Partido dos Trabalhadores. A firma do empresário Nelson Tanure adquiriu a agremiação partidária pelo valor da sua dívida junto ao publicitário Marcos Valério, 100 milhões de reais, a ser saldada em 240 prestações anuais. A dívida será paga com assinaturas do ‘Jornal do Brasil’, passagens da ponte-aérea da Varig, camisetas da Coteminas e com o volumoso encalhe do livro ‘A esperança destroçada’.

***

13 de fevereiro Enormes passeatas de protesto em Assunção reivindicam a concessão de asilo a Bruna Surfistinha.

***

15 de fevereiro Homer Simpson ganha o processo que moveu contra o apresentador William Bonner, junto à Corte Internacional de Crimes de Guerra, em Haia, na Holanda, por ‘apropriação indébita de personalidade’. Ele adquire o direito de editar e apresentar o Jornal Nacional durante quatro meses. ‘Vamos fazer o telejornal imaginando que o público é formado por pessoas como William Bonner’, diz Simpson na sua primeira reunião com a equipe do Jornal Nacional.

***

17 de fevereiro O presidente Lula se manifesta a favor da venda do PT. ‘É preciso reafundar o partido’, diz.

***

28 de fevereiro George W. Bush e Benedita da Silva reaparecem (ele fantasiado de odalisca; ela, de Bento 16) no Baile da Terça-feira Gorda da boate Le Boy. O presidente diz não lembrar o que lhe aconteceu. ‘Deve ser a dengue’, diz. Já Benedita informa que, em solidariedade a Bush, também perdeu a memória, e foi ao baile do Le Boy para apresentar o presidente americano à sua amiga Vera Fischer. Antonio Pitanga prega a deportação de Benedita para o Paraguai.

***

1 de março Gilberto Gil é nomeado ministro da Cultura da França.

***

2 de março Passeatas colossais em Assunção demandam a interdição da entrada de Benedita no país. Lula ameaça invadir o Paraguai.

***

15 de março Heloísa Helena e Jorge Bornhausen negam, na tribuna do Senado, que mantenham um caso amoroso clandestino, como vinham insinuando diversos colunistas sociais. ‘Vamos acabar com a raça desses petistas maledicentes’, diz o pefelista. ‘Marcamos o casamento para maio, o mês das noivas’, completa a psolista. Os noivos prometem casar na Catedral de Brasília, vestindo camisetas brancas e superfaturadas da Coteminas, e convidam o deputado Babá e o senador ACM para padrinhos.

***

22 de março Roberto Mangabeira Unger confirma o nome do seu candidato a vice nas eleições para a presidência da República: o parajornalista Diogo Mainardi. A única exigência de Mainardi para aceitar a indicação foi, em caso de vitória, a sua nomeação para a direção da Casa da Moeda. ‘Quero roubar com tranqüilidade’, justifica o paraescritor.

***

30 de março Mario Lobo Zagalo ganha a parada na Comissão Técnica: a seleção estreará na Copa do Mundo na Alemanha com treze atacantes.

***

2 de abril Não aceitando que Paulo Marinho passe a exercer a função de tesoureiro do PT, Delúbio Soares trava na Justiça a compra do partido por Nelson Tanure.

***

14 de abril Terminam as CPIs dos Bingos, dos Correios e do Fim do Mundo. O relatório conjunto atesta que ‘foi tudo um mal entendido’. Delúbio Soares volta à tesouraria do PT e José Genoíno retoma a presidência do partido.

***

18 de abril O ex-presidente José Sarney anuncia sua adesão ao MMM, o Movimento Mangabeira-Mainardi. A chapa perde dezessete pontos nas pesquisas eleitorais.

***

30 de maio O Congresso aprova, por unanimidade, a proposta de emenda constitucional conhecida pelo nome de ‘Mary Jane Corner’, de autoria do deputado Professor Luizinho (PT-SP,) impedindo o uso em bordéis de celulares que tiram fotos.

***

10 de maio Os meios políticos, a imprensa escrita, falada, televisada, os quartéis, a ONU, o Kremlin, o Vaticano, o blog de Bruna Surfistinha e as Senhoras de Santana se agitam com a revelação bombástica feita pelo ex-ministro José Dirceu no seu livro com o jornalista Fernando Morais: ‘Fui cassado pelo meu passado, pelo que represento para a esquerda’, sustenta o ex-deputado no livro.

***

14 de maio A CBF anuncia em Frankfurt, na Alemanha, a venda da seleção nacional para a Companhia Docas, do empresário Nelson Tanure, que nomeia o escritor infantil Ziraldo capitão do time.

***

18 de maio Num comício em São Luiz, no Maranhão, Lula diz que será candidato a vice-presidente da República na chapa liderada por Rosinha Garotinho. ‘Depois do Evo Morales, esse negócio de ser presidente perdeu a graça’, justifica.

***

22 de maio Sacramentado o Acordo de Pedregulho, segundo o qual Orestes Quercia transfere seu título eleitoral de São Paulo para o Amapá, e José Sarney do Amapá para o Maranhão.

***

30 de maio Numa conturbada entrevista coletiva, Paula Lavigne anuncia que o humorista Tutty Vasques fará o papel-título na sua nova superprodução cinematográfica, ‘2 Filhos de Francisco Parte 2: o Neto’. O ex-marido da empresária, Caetano Veloso, interrompe a entrevista revirando os olhinhos e gritando para Paula Lavigne: ‘Tire suas mãos do homem que eu amo!’

***

3 de junho Mangabeira Unger promete a expulsão de Bruna Surfistinha e Benedita da Silva para o Kuait. Diogo Mainardi defende que as duas tomem o lugar dele e de Magabeira na propaganda eleitoral na televisão. ‘O Brasil merece’, diz.

***

15 de junho A seleção brasileira é desclassificada da Copa na Alemanha devido a sua insistência em entrar em campo com treze jogadores. ‘Se ao menos dois dos treze não estivessem no ataque, daria para ter dado um jeitinho’, lamenta João Havelange.

***

17 de junho O Congresso aprova medida, proposta pelo senador Eduardo Suplicy, tornando obrigatório o uso de Caixa 2 pelos partidos políticos.

***

29 de junho Saddam Hussein é considerado inocente de crimes contra a humanidade pelo tribunal que o julgou em Bagdá, no Iraque.

***

9 de julho Em editorial na revista ‘CartaCapital’, Mino Carta saúda o lançamento da chapa Rosinha-Lula na disputa pelo Planalto, tendo Ciro Gomes como marqueteiro. ‘É o primeiro movimento popular no Brasil desde que Orestes Quercia concorreu à Presidência’, escreve o diretor da publicação.

***

10 de julho A Petrobrás, a Caixa Econômica Federal, o Banco do Brasil, a Varig, o PMDB de Orestes Quercia, a Daslu, a Coteminas e a Igreja Universal do Reino de Deus anunciam a criação de um pool publicitário: doravante, todos os anúncios das empresas serão veiculados exclusivamente em ‘CartaCapital’. ‘É uma vitória da imprensa independente contra a elite brasileira’, festeja Mino Carta num editorial.

***

20 de julho O Jornal Nacional apresentado por Homer Simpson bate recordes de audiência no seu primeiro mês no ar. ‘Os brasileiros são mais Bonner do que eu pensava’, filosofa Homer.

***

15 de agosto O ex-ministro José Dirceu volta de um curso de inglês de seis meses em Harvard com um sotaque idêntico ao de Mangabeira Unger, só que em vez de baiano, caipira.

***

24 de agosto José Serra abandona a prefeitura de São Paulo para concorrer à presidência do Palmeiras. ‘Ele vai afundar o time’, ataca Rosinha Garotinho.

***

1 de setembro Estoura o escândalo para acabar com todos os escândalos: Heloísa Helena puxa da peixeira e capa Jorge Bornhausen aos pés do altar da Catedral de Brasília, segundos depois do cardeal D. Paulo Evaristo Arns dizer ‘quem tiver algo a dizer contra esse casamento fale agora ou cale-se para sempre’, e do ex-presidente José Sarney gritar, do fundo do templo: ‘O noivo perdeu a virgindade comigo!’ Sarney toma a peixeira de Heloisa Helena e comete haraquiri. A chapa Mangabeira-Mainardi sobe 43 pontos nas pesquisas eleitorais.

***

5 de setembro Ao volante de sua BMW blindada, Caetano Veloso atropela e estraçalha a patinete do humorista Tutty Vasques. O cantor baiano é preso em flagrante e deportado para o Paraguai pelo prefeito Cesar Maia, que lhe empresta a sua própria camisa-de-força para que ele viaje do Rio a Assunção.

***

7 de setembro A candidatura da aliança PMDB-PT desaba nas pesquisas depois que Rosinha declara, referindo-se a Lula, que ‘a função do vice é dormir com a candidata a presidente’. Patricia Pilar rompe com Ciro Gomes e se refugia em Harvard com Anthony Garotinho.

***

9 de setembro Apoiado pela Mancha Verde, Fernando Henrique Cardoso lança sua candidatura à presidência do Palmeiras e classifica Serra de ‘neobobo’.

***

10 de setembro O ex-ministro José Dirceu, o jornalista Fernando Morais e o mago Paulo Coelho anunciam que escreverão, a seis mãos, a comédia musical ‘À beira do Lago Sul eu Sentei num Havana Aceso e Chorei’.

***

11 de setembro O Congresso aprova, por unaminidade, a reconcessão do mandato legislativo a José Dirceu, ‘à condição de que ele pare imediatamente de se dedicar à literatura memoralística e às comédias musicais’.

***

12 de setembro O presidente Lula elastece o benefício a Dirceu: ‘Se o Zé parar de dar entrevistas, chamo ele de volta para o Ministério’, promete.

***

13 de setembro O presidente do Supremo Tribunal Federal, Nelson Jobim, promete anistia ampla, geral e irrestrita a José Dirceu ‘se ele voltar ao Congresso, ao governo e, portanto, à clandestinidade’.

***

14 de setembro Dizendo-se sensibilizado, José Dirceu aceita as oferendas do Legislativo, do Executivo e do Judiciário. ‘Só vou compor uma écloga e depois volto a lutar em silêncio por tudo o que represento’, diz.

***

17 de setembro Serra denuncia a ingerência do governo fluminense em favor de Fernando Henrique Cardoso nas eleições no Palmeiras.

***

1 de outubro O Conselho de Segurança da ONU aprova por unanimidade a resolução 2469, impedindo a fusão do blog de Bruna Surfistinha com o de Cesar Maia. ‘É muita safadeza junto’, sustenta a resolução.

***

2 de outubro A sede da ONU, em Nova York, amanhece com uma gigantesca pichação na fachada: ‘Nelson Tanure vem aí’.

***

9 de outubro A Justiça Eleitoral cassa o registro eleitoral de Geraldo Alckmin à presidência devido à comprovação de que a Opus Dei trocava votos no tucano por picolés de chuchu no sertão nordestino.

***

13 de outubro José Sarney ressuscita e anuncia sua candidatura ao governo Maranhão.

***

17 de outubro José Serra perde as eleições para a presidência do Palmeiras. ‘Bem feito’, diz Rosinha Garotinha. ‘Vivemos um novo Renascimento’, comemora FHC.

***

30 de outubro Realizam-se as primeiras eleições livres e diretas da para Grão-Vizir da República do Iraque. George W. Bush discursa num porta-aviões ao lado de Benedita da Silva, tendo ao fundo a faixa ‘Missão Cumprida’. Ele renuncia no fim do dia, com a notícia de que Saddam Husseim, cujo nome não constava nas cédulas, foi o mais votado.

***

15 de novembro Mangabeira Unger é eleito presidente da República e, em conseqüência, é expulso do corpo docente de Harvard. De quebra, Harvard também expulsa Patrícia Pilar e Anthony Garotinho de seu corpo discente.

***

18 de novembro O ‘New York Times’ sustenta que a ex-governadora fluminense Benedita da Silva passou duas noites na ala residencial da Casa Branca em oububro. ‘O presidente e a pastora rezavam’, informa o porta-voz de Bush.

***

20 de novembro William Bonner retorna à bancada do Jornal Nacional e a audiência do telejornal desce para 4 pontos negativos. ‘Jamais vi isso, ainda mais em país tropical’, diz Carlos Augusto Montenegro, presidente do Ibope.

***

22 de novembro A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood divulga mudanças nas regras do prêmio Oscar, de maneira a que Tutty Vasques possa concorrer ao prêmio de melhor ator, devido ao seu desempenho (‘másculo, bem-dotado e excitante, sobretudo na cena da suruba na sauna gay’, segundo resenha assinada por Mario Sabino em reportagem de capa da revista ‘Veja’) no filme ‘2 Filhos de Francisco Parte 2: o Neto’.

***

24 de novembro Fernando Henrique Cardoso anuncia no Parque Antarctica a venda do Palmeiras para a Coteminas. A filósofa Marilena Chauí denuncia a ‘conspiração da direita’.

***

28 de novembro Alegando que a Constituição exige que o presidente da República fale inglês, Nelson Jobim, o presidente do Supremo Tribunal Federal, impugna a posse de Mangabeira Unger.

***

32 de novembro O Vaticano reconhece como milagrosa a ressureição de José Sarney.

***

33 de novembro A fachada da basílica de São Pedro, em Roma, aparece pichada com os dizeres ‘Nelson Tanure vem aí’.

***

10 de dezembro O parapresidente eleito Diogo Mainardi diz que não promoverá a tão prometida devassa do governo anterior, ‘desde que Lula aceite trabalhar para mim como churrasqueiro na Granja do Torto’.

***

11 de dezembro Os governadores de São Paulo (Paulo Maluf), Rio (Anthony Garotinho), Minas (Newton Cardoso), Maranhão (Orestes Quercia) e do Amapá (José Sarney) aprovam a iniciativa de Mainardi em tornar Lula churrasqueiro-emérito.

***

12 de dezembro Tendo como convidados de honra Osama Bin Laden, Nelson Tanure, Amazonino Mendes, Kim Jong Il, Zelia Cardoso de Melo, Fidel Castro, Delubio Soares, Bento 16, José Sarney e Bernardo Cabral, Saddam Hussein toma posse como grão-vizir do Iraque. No discurso inaugural, Sadan promete invadir todos os países que tiverem armas de destruição em massa, ‘a começar pelo Brasil, onde vive José Dirceu’.

***

13 de dezembro O mercado entra em polvorosa com os boatos de que Antonio Palocci será mantido à frente do ministério da Fazenda. O parapresidente eleito convoca uma cadeia nacional de TV e rádio e, vestido com uniforme militar, anuncia a nomeação de Roberto Jefferson como ministro plenipotenciário da nova pasta de Assuntos Econômicos e Canto Lírico. Explosão de alegria nas bolsas de São Paulo e do Rio.

***

20 de dezembro Em reportagem de capa, a revista ‘CartaCapital’ festeja a outorga pela Petrobrás, a Caixa Econômica Federal, o Banco do Brasil, a Varig, o PMDB de Orestes Quercia, a Daslu, a Coteminas e pela Igreja Universal do Reino de Deus do prêmio Menor Jornalista do Brasil a Mino Carta. ‘Ele é uma gracinha’, diz a apresentadora Hebe Camargo ao fazer a entrega do trofeuzinho.

***

25 de dezembro George W. Bush avisa, num carioquês castiço, que viajará ao Brasil para ‘levar um lero com a Benê’ e aproveitará para assistir à posse de Mainardi.

***

28 de dezembro Bento 16 se engasga com um caroço de jaca que lhe foi presenteada por José Sarney e tem morte fulminante.

***

29 de dezembro Um conclave extraordinário elege o novo papa, José Sarney, que adota o nome de Ribamar I e transfere a Santa Sé para a Fundação José Sarney, na Ilha do Curupu, no litoral maranhense.

***

30 de dezembro O papa Ribamar I anuncia a venda do antigo Estado do Vaticano, em Roma, para Nelson Tanure.

***

31 de dezembro Lula aceita a proposta de Diogo Mainardi. O Brasil entra em 2007 reconciliado consigo mesmo.’



******************

Clique nos links abaixo para acessar os textos do final de semana selecionados para a seção Entre Aspas.

Folha de S. Paulo

O Estado de S. Paulo

Agência Carta Maior

No Mínimo

Comunique-se

Jornal do Brasil

Correio Popular

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem