Quarta-feira, 18 de Outubro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº962

FEITOS & DESFEITAS > CAMPANHA DO BANCO DO BRASIL

O banco de cada brasileiro

Por Paulo Rogério Caffarelli em 06/01/2007 na edição 414

A campanha publicitária ‘Todo Seu’, lançada pelo Banco do Brasil no final de 2006, tem como objetivo aproximar a empresa de cada brasileiro, motivo pelo qual, no primeiro dia útil de 2007, o letreiro de algumas agências exibiam nomes representativos de uma grande parcela da população do país. É uma maneira simbólica de homenagear cada cidadão, correntista ou não, e de dizer que o BB está inteiramente à sua disposição. É também um tributo à brasilidade.


Sob o aspecto mercadológico, o Banco do Brasil busca mostrar que estabelece relacionamentos sob medida para cada segmento em que atua. Essa mensagem tornou-se vital com o início da portabilidade entre os bancos, que exigirá maior esforço na retenção da base de clientes. A personalização de produtos e serviços é importante ferramenta para que o BB tenha êxito nesse novo cenário ainda mais competitivo.


A troca temporária dos letreiros em 300 agências – das quase 4 mil que fazem parte da rede do BB – não pretende de forma alguma mudar o nome da empresa. Mesmo as peças publicitárias veiculadas na mídia trazem a assinatura Banco do Brasil. E assim vai continuar a ser.


Compromisso com a sociedade


Para divulgar e contextualizar a campanha, foi veiculado anúncio no dia 3 de janeiro nos principais jornais do país, além dos três filmes de 30 segundos – o primeiro explicando especificamente a troca das fachadas e os dois seguintes, de sustentação, explorando o slogan ‘Todo Seu’. A ação também está esclarecida em banners nas dependência que tiveram os letreiros modificados, assim como no site www.bb.com.br. Lembramos que essas fachadas voltam a exibir o nome Banco do Brasil em 31 de janeiro.


O Banco do Brasil respeita a posição de representantes sindicais que questionaram a campanha. A preocupação apresentada por eles foi a de que a mudança dos letreiros não se restringisse a uma ação de marketing. Mas é exatamente – e apenas – isso. Os funcionários do BB foram informados da campanha antes de ela ir ao ar. Essa é uma prática da qual não abrimos mão.


É justamente por ser uma instituição comprometida com a sociedade brasileira que o BB pôde adotar essa postura. Às vésperas de completar 200 anos, continua a ser o Banco da Ana, do Antônio, do João, do Paulo, da Teresa e de cada brasileiro. Continua a ser o Banco do Brasil.

******

Diretor de Marketing e Comunicação do Banco do Brasil

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem