Terça-feira, 20 de Fevereiro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº974

FEITOS & DESFEITAS > CAETANO & LULA

O que se comentou na Grande Teia

24/11/2009 na edição 565

Em entrevista ao jornal Estado de S.Paulo Caetano Veloso ultrapassou os limites do bom senso e derrapou na curva da civilidade ao atacar – segundo sua mãe, Dona Canô, gratuitamente – o presidente Lula. Chamou-o de analfabeto, cafona e grosseiro.

‘Ela [Marina Silva] é meio preta, é uma cabocla, é inteligente como o Obama, não é analfabeta como o Lula que não sabe falar, é cafona falando e grosseiro. Ela fala bem’. (Estadão, 4/11/2009)

Antes de desancar Lula o artista baiano poderia se informar mais sobre a realidade brasileira. Se isso fizesse veria que o Brasil aparece como o país com o maior número de analfabetos na América Latina. Temos 14,1 milhões de brasileiros, o que equivale a 10,5% da população maior de 15 anos, que não saber ler nem escrever. Nos últimos dez anos esse número era aumentado em 2 milhões. Sinal que, aparentemente tímidos, tivemos progresso nessa área que tem relação direta com o exercício da cidadania. Esses dados foram divulgados pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) por ocasião do último Dia Internacional da Alfabetização, celebrado em 8 de setembro.

Por que tão palavroso? Por que desferir ataques ao léu cometendo a grosseria que condena contra aquele que, por eleição direta, representa o povo brasileiro, esse mesmo povo que abarca formidáveis 10,5% de seu contingente na mesma situação do presidente? (Claro, isso se levarmos a sério a diatribe de Caetano e aceitarmos o gato por lebre dando conta que Lula é realmente analfabeto.)

Curiosos, saborosos

Desde quando cultura passou a ser sinônimo de inteligência? Eloquência passou a definir caráter ou competência? E cafonice entrou para a categoria de vícios de estadista? Conhecemos muitos tiranos que sempre foram elegantes, eloqüentes e além de apreciar a música de Wagner sabiam de cor longos poemas de Heine. Muitos opinaram que Caetano desejava se autopromover, divulgar seu novo CD e novo show. Aquele que foi alvo dos ataques minimizou todo o episódio demonstrando que (1) não iria partir para a denunciada grosseria; (2) passaria a usar surrada expressão latina sine qua non em pronunciamentos porque se ‘o Caetano pode usar, o Lula também pode’; e, (3) demonstrou que pode ‘não ser adepto da última moda musical mas que tinha juízo suficiente para responder a Caetano ao som da música de Chico Buarque de Hollanda’.

Seu irmão Rodrigo, secretário municipal de Cultura de Santo Amaro da Purificação (BA), achou por bem emitir nota oficial:

‘Venho a público esclarecer que a recente declaração, feita pelo cantor e compositor Caetano Veloso sobre o presidente Lula, não expressa, em nenhuma hipótese, a opinião da família Velloso. Sua matriarca, Dona Canô, por meu intermédio, deseja se dirigir ao governador Jaques Wagner, a todos os brasileiros e, principalmente, ao presidente da República, com um sincero pedido de desculpas’. (Rodrigo Velloso, 15/11/2009)

A repercussão foi tanta que a matriarca dos Veloso, Dona Canô, a mulher centenária mais famosa do Brasil, decidiu se manifestar:

‘Lula não merece isso. Quero muito bem a ele. Foi uma ofensa sem necessidade. Caetano não tinha que dizer aquilo. Vota em Lula se quiser, não precisa ofender nem procurar confusão.’ (O Globo, 16/11/2009)

O assunto poderia ter morrido aí. Mas, em se tratando do bardo de Santo Amaro da Purificação, as coisas nunca morrem por inanição. Elas parecem ter sete vidas. E tiveram. Suas declarações continuaram sendo repercutidas em jornais e revistas e depois nos blogues, primeiro dos tais analistas de políticas e em seguida em blogues de internautas, esses mortais comuns que dão um sentido de cidadania mundial à web.

Resolvi recolher alguns comentários para termos a dimensão que o assunto tomou. De 106 comentários pinçados na Grande Teia, apenas 11 davam razão a Caetano. Poucas vezes fiz uma pesquisa tão divertida na internet e acabei encontrando nos comentários virtuais novas facetas dando conta da sabedoria popular dos brasileiros.

Até Dona Canô ter entrado no circuito com a repreensão oficial ao filho famoso, com repercussão inclusive no vistoso O Globo, os comentários eram desancando o artista, denunciando seu pedantismo e egolatria, fazendo comparações deste com Chico Buarque e com Gilberto Gil – e Caetano levando a pior. Depois da nota da matriarca dos Veloso encontramos aquele jeito brejeiro, prosaico no mais das vezes, de aconselhamento. E aí vicejam conselhos ora para Dona Canô, ora para Caetano e muitos dirigidos à vítima dos ataques. Expressões de afeto para Dona Canô são recorrentes. Algumas manifestações são bem curiosas e, por isso mesmo, mais saborosas. É difícil deixar de ter um sorriso no rosto após a leitura desses comentários. Aqui, uma amostra.

Conselhos para Caetano

** Antonio: Deixo aqui um conselho que ouvia sempre da boca do meu falecido e visionário avô! ‘Cada um no seu quadrado!’ Caetano, pega o violão, senta pra não cair e toca qualquer coisa… Não faça como o Pelé, deixe a seara alheia…

** Vitor: Toda minha admiração para Dona Canô, que já vivenciou todos os desmandos neste país e tem lucidez suficiente para reconhecer e separar o joio do trigo. Caetano, mãe é mãe (e sempre tem razão!) e só resta a você lavar a boca com sabão. Da próxima vez Caetano deveria primeiro ouvir sua mãe antes.

** Vânia: Caetano precisa de um psicólogo que o faça refletir sobre as qualidades de sua mãe. Talvez ele consiga depois disso saber a importância de chamá-la de mãe. No momento ele não passa de fedelho.

Conselhos para dona Cano

** Marília: Dona Canô: bote Caetano pra ajoelhar no milho! Já imagino seus [pensamentos] na cadeira de balanço, desalentada: Onde foi que errei na educação desse menino?

** Antonio Pereira: Democracia começa em família! Dona Canô: aquele abraço e peço que dê dois puxões de orelha no Caetano. Está merecendo. Parabéns à família Veloso, menos ao seu filho mais pavão.

** Vera: Essa briga é do Caetano, Dona Canô. Gosto muito da senhora e lhe peço que mantenha distância. Por favor não se envolva. E se alguém tem que pedir desculpas, somos nós por darmos ouvidos às crises de holofotite do Caetano.

Conselhos para Lula

** Herbert: Aconselho o Lula a parodiar o Chico e cantar para o Caetano: ‘Você não gosta de mim, mas sua mãe gosta…’

** Jean: Ao Lula: Adorei sua entrevista na Rede TV, vi duas vezes. Agora, coitado do Caetano… está levando chapuletada de todo lado.

** Sérgio: Então acho de bom termo que Lula diga de Caetano o mesmo que Mick Jagger disse dele: ‘Que Caetano? Ah! Aquele subdesenvolvido de miolo mole do terceiro mundo?’

Defendendo Caetano

** Paulo: Caetano está certo! Falou apenas a verdade! Dona Canô era ‘gente’ do ditador ACM…

** Fernando: Caetano está certo, certíssimo. Assino embaixo de tudo o que ele falou sobre o Lula. Vai dizer que o presidente não é analfa? Não é cafona?

** Carlos: Por acaso Lula é o quê? Caetano foi franco, honesto e não dissimulado. O Estado de São Paulo Censurado, agora Caetano não pode falar o que pensa! A Bolívia é aqui.

Defendendo os analfabetos

** Lia: O Caetano devia dar graças a Deus por o Brasil ter tantos analfabetos, assim a maioria não precisa entender as músicas ruins que ele canta!

** Jamile: Dona Canô, um exemplo de educação e respeito. Quando se referiu ao Presidente como analfabeto, quem Caê achou que estava ofendendo? Como um homem com um pensamento desses se acha inteligente e culto? Ah, Caetano, não envergonhe a nossa Bahia! Você quer criticar? Critique o governo, o presidente e não o ser humano que é analfabeto teve suas dificuldades/motivos, porém é o presidente da República! E você? Alfabetizado, inteligente… Quem é mesmo você?

** Rita: O Caetano tem todo direito de dizer o que pensa, porém achar que chamar uma pessoa de analfabeto é diminuí-la é simplesmente mesquinho. Caetano deixa os baianos envergonhados com sua falta de educação.

Curiosos

** Jane: O que deve mais ter doído no Caetano: o puxão de orelha da D. Canô (sempre maravilhosa) ou o Lula – e nós também – preferir o Chico? Onde andará a egolatria do Caê? O passinho do Caetano também é bem cafona, pois as quedas nos palcos indicam que: ou ensaios não acontecem, ou os tombos são resultantes do peso da grosseria.

** Rodrigo: Depois desta dona Canô vai revelar que Chico Buarque é filho dela e que Caetano foi adotado. Não é à toa que CAItano, teve novamente uma queda no palco. Está tropeçando na própria língua felina. Né, Leãozinho?

** Rivaldo: Caetano esculhambou o Lula e foi premiado com uma capa da revista Caras. Confiram na fila do supermercado. Ele é a nova Regina Duarte. E foi escalado pelos jornalões para bater no Lula.

******

Mestre em Comunicação pela UnB e escritor; criou o blog Cidadão do Mundo; seu twitter

Todos os comentários

  1. Comentou em 07/05/2010 luciana moret

    Encontrei este site por acaso, estava procurando matérias ‘sobre’ ou ‘de’
    Waldemar W. Setzer, já que não consigo entrar no site do próprio de maneira alguma. Será que já estão querendo calar o homem por causa das verdades que diz? Gostaria de saber se o site dele ainda existe ou ele teve que destivá-lo por pressão da máfia televisiva.
    Bem, meus sinceros elogios ao OI pela matérias, em especial as que alertam sobre o perigo da programação atual das redes de televisão.

  2. Comentou em 30/11/2009 Marcelo Silvestre

    Juro que não entendo o raciocínio de Max Suel: ‘Ridículos os comentários da Patrulha Ideológica de esquerda. O rei está nu, e não se pode falar que o rei está nu.’ Como assim não se pode falar? Caetano disse, e o que disse foi repercutido aos quatro cantos do Brasil. O Brasil é uma democracia, nada foi censurado. Agora, quem fala o que quer também escuta o que não quer. A ‘Patrulha Ideológica de esquerda’ tem todo o direito de descer lenha nele. Ou a liberdade de expressão é só para a Patrulha Ideológica de direita? Mudando de assunto, o amigo Canindé Santos disse que o Lula ‘parece eternamente plantado num palanque’. Até onde eu lembro, ele é um político, certo? Já o Alexandre Lobianco disse ‘como diria Nélson Rodrigues a maioria é burra’. O FHC e o Serra também foram eleitos por maioria. ‘e completo dizendo que votam muito mal mesmo’. Concordo. Votam muito mal mesmo, pelo menos duas em três vezes. 🙂

  3. Comentou em 28/11/2009 Caio do Palco Também

    Arnaud Mattoso, jornalista: escreveu ‘pq’ e ‘analfa’! Se é para fazer faculdade e depois, escrever dessa forma, teria sido melhor não cursá-la. Arnaud é mais um exemplo do tipo de indivíduo que se crê melhor que outros seres humanos, apenas por ter cursado uma faculdade. Enfie seu diploma no bolso, como o fizeram FHC e Serra, e responda por quê o povo preferiu Lula em 2002 e 2006!

  4. Comentou em 28/11/2009 Wellington Andrade

    Alexandre lobianco , rio de janeiro-RJ – professor bem que podia devia deixar o Brasil já que tudo aqui está abaixo de seu grau de satisfação. Poderia ir morar em Miami ou em Havana e ninguem aqui daria por sua falta. Além de bossal e metido a intelectual o Lobianco está sempre metido com o que há de mais atrasado e reacionário na política brasileira. Seus repentes em sites de discussao sao sempre assim, atacando todos que falem bem do Brasil. Parece aquelas viuvas da ditadura brasileira e deve ter a idade já provecta do famigerado Golbery Couto e Silva. E nao vou perder mais meu tempo com ele pois como professor ele parece ser um ótimo arquiteto de ideias torpes. Concordo com o Sr. Carlos Aires que já conheço como comentarista e idealista em outros sites e mais, ele tem cerca de 40 e poucos anos mas de qq forma o que idade tem a ver com ideias??? Isso apenas mostra a mesquinhez do Lobiano que ainda consegue gente pra ser seu aluno, isso sim deve ser mot5ivo de desgraca brasileira

  5. Comentou em 28/11/2009 Cristiana Castro

    É Carlos Ayres, esse é o nosso jornalismo, é para isso a tal liberdade de imprensa. Depois da ‘ cabrita ‘ da Veja, a tentativa de estupro de um preso da FSP. Isso sem mencionar o Brasil dos marginais do JN de hoje. Fátima Bernardes e Willian Bonner, deviam saber sobre o que falavam qdo diziam que para cá vem os bandidos atrás da proteção do judiciário, afinal, trabalham para uma Organização que se estabeleceu aqui e nesses moldes. Foi nojento, o mais impressionante é que parecem ter esquecido que quem promoveu o sucesso do filho de Ronald Biggs, foi a própria TV Globo, amizade é tudo, né? Se isso aqui é paraíso de marginais, é bom que o casal se lembre que três dos jovens marginais brasileiros estão na casa deles com o auxílio luxuoso do Dr. Roger Abdelmassih. Tá começando a ficar esquisito isso. A propósito, antes que o OI entenda agressivo o meu post, sugiro assistir o VT do JN de hoje. Eu sou brasileira e esse é o meu país, não sou obrigada a ser ofendida, passivamente.

  6. Comentou em 27/11/2009 Carlos Ayres

    O artigo de César Benjamin publicado na Folha de S.Paulo de 27 de novembro último ocupa toda a página e é encimado pelo atraente título “Os filhos do Brasil” e foto de quatro colunas do Rui Fabiano em sua interpretação do presidente Lula no recém-estreado filme de Fabio Barreto “Lula, o filho do Brasil”. O texto flui bem. E fica por aí mesmo. Ora, por que cargas d´água a Folha concederia tão generoso espaço ao texto do César Benjamin? Não se tratava de apenas mais um texto de quem passou pelos presídios do Brasil durante os anos 1964/1984? Qual a novidade? Qual a relevância jornalística? Mas existia um objetivo editorial. Está lá na parte final do caudaloso artigo. Uma passagem em que o autor diz ter ouvido confidência do sindicalista Luiz Inácio da Silva sobre sua dificuldade para manter abstinência sexual nos 30 dias em que esteve preso. O artigo do César Benjamin revela a calhordice e falta de escrúpulos dos que decidem pautas e políticas do jornal dos Frias. E dizer que ele, o autor do artigo, não foi um “garoto do MEP” que não conseguiu resistir às inverstidas fica bem difícil de comprovar até porque em 2 passagens Benjamin diz que “não gosta de tratar do assunto’. Aí tem coisa. Lembrei disso porque o senhor escreveu muito bem sobre a estreia do filme em Brasília.

  7. Comentou em 27/11/2009 José Valadares

    muito bom e engracado mesmo é o comentário da Jane: Jane: O que deve mais ter doído no Caetano: o puxão de orelha da D. Canô (sempre maravilhosa) ou o Lula – e nós também – preferir o Chico? Onde andará a egolatria do Caê? O passinho do Caetano também é bem cafona, pois as quedas nos palcos indicam que: ou ensaios não acontecem, ou os tombos são resultantes do peso da grosseria.

  8. Comentou em 27/11/2009 Thomaz Nonô

    excelente approach apesar do título ser muito genérico. Estou conforme com comentário do ”’Rivaldo: Caetano esculhambou o Lula e foi premiado com uma capa da revista Caras. Confiram na fila do supermercado. Ele é a nova Regina Duarte. E foi escalado pelos jornalões para bater no Lula.””

  9. Comentou em 26/11/2009 Renan Andrade Pedrosa

    Divertido e revelador da sabedoria popular, muito boa ideia destacar os comentarios por tópicos, assim todo mundo foi citado, os contra e os favor do Caetano, os conselhos são muito engraçados e o melhor é o que pede pra dona Canô não se meter nessa peleja e a informação que Caetano é adotado é muito hilária mesmo!!! Esse professor Alexandre Lubianco parece que vive em Marte ou em Venus pois é muita alienção numa pessoa só!!! Dizer que o Brasil não tem democracia e que nossa economia não está bem, professor, tire um mês de férias e se debruce nas pesquisas do IBGE sobre a saúde do Brasil. Ah, não são confiáveis? Então corra atr[ás das pesquisas do IPEA OU DO DIEESE. Também não são confiáveis? Então vá se catar

  10. Comentou em 21/11/2006 JOSE MOISES AGUIAR

    O Observatório da Imprensa, tem prestado um grande serviço a democracia ao criticar mídia em geral por esta em alguma situações não agir com imparcialidade. A final a mídia tem que ter responsabilidade pelo fato de ser formadora de opinião. Neste caso a imprensa deve fazer uma permanente auto-crítica, para não cometer injustiças.
    Ainda bem que temos o Observatório de Imprensa, que tem a palavra a favor da sociedade na defesa da ética por parte da mídia.

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem