Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1050
Menu

FEITOS & DESFEITAS >

O exemplo do alternativo e ousado The eXile

17/10/2006 na edição 403

No meio da controlada e intimidada mídia de Moscou, a publicação com o sugestivo nome em inglês The eXile (O exílio, tradução livre) se destaca. O jornal alternativo gratuito já existe há nove anos e sempre manteve sua posição editorial bem clara e definida. ‘Nós falamos mal de todos da mesma maneira’, resume o editor Jake Rudnitsky, revelando o sucesso da publicação.

Em uma cidade na qual, pelos últimos seis anos, a liberdade de expressão vem deixando de existir, o bissemanal The eXile constitui uma das únicas opções independentes de leitura. Fundado em 1997, o jornal nunca deixou de ser impresso desde então. O The eXile tem atualmente tiragem de 25 mil cópias e seu sítio atrai cerca de 125 mil visitantes únicos, mas a publicação não tem planos de se tornar rentável. ‘Se fôssemos pessoas do mundo de negócios, nosso sítio seria responsável por 90% dos nossos lucros, mas nunca lucramos um centavo com ele. No impresso, entretanto, publicamos alguns anúncios’, conta Rudnitsky.

O jornal não foi fundado com o objetivo de ser comercial, mas de dar aos leitores uma visão singular de um país singular. ‘Acho que todos nós acreditamos que a Rússia é um lugar que ainda não está morto. Não é como o Ocidente, onde nada de interessante acontece. Ninguém sabe o que acontecerá com a Rússia daqui a dez anos’, opina o editor. Informações do Independent [9/10/06].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem