Quarta-feira, 26 de Setembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1006
Menu

FEITOS & DESFEITAS > MÍDIA & POLÍTICA

Onde está a imprensa?

Por Claudia Maria Luiz dos Santos em 18/03/2008 na edição 477

Desde o início do governo Lindberg Farias que muita coisa inusitada tem acontecido na cidade de Nova Iguaçu (RJ). Desde irregularidades inéditas até a mudança no relacionamento com a imprensa. O então deputado federal Lindberg Farias era o queridinho da dona imprensa – quem não o apoiava era simpatizante, me lembro bem. Mas, como para conhecer um homem é preciso dar poder a ele, logo que assumiu o moço mudou de ares e de reações. Logo no primeiro ano passou a tratar os jornalistas que ousavam publicar alguma coisa contra o governo de ‘jornalistas do mal’. Um deles, Almeida dos Santos, foi demitido de um jornal da cidade a pedido do governo porque postou críticas em sua coluna.

Outros repórteres da grande imprensa também foram hostilizados direta ou indiretamente. O antes ‘estrela carimbada’ passou a fugir da imprensa. Em três anos de governo, deu apenas uma coletiva para explicar por que não pagava as clínicas conveniadas ao SUS – respondeu com uma pérola que lhe rendeu um processo de improbidade (mas isso é motivo para outro artigo). Pois bem, o rapaz não parou por aí. Depois de tentar demitir e desmoralizar, passou a dizer que os jornalistas que lhe faziam críticas eram pagos pelo deputado federal Nelson Bornier (que deve estar muito rico para pagar tanta gente).

Tudo pode acontecer

Nesse caminho, ex-colaboradores do então candidato se juntaram às fileiras dos ‘jornalistas do mal’. Um deles, o radialista Gabriel Barbosa, passou a fazer duras críticas ao governo em seu programa Perfil da Baixada, na Rádio Tropical Solimões. Lindberg nunca aceitou o convite de Gabriel para ir à rádio se defender das acusações. Limita-se a tentar constranger o radialista quando o encontra em público, falando em voz bem alta: ‘Eu gosto muito de ti. Precisamos conversar’, para dar aparência de uma situação que não existe. Ultimamente, Gabriel tem recebido ameaças sérias. Na última semana, seu irmão Mauro foi raptado por dois homens armados que lhe mandaram o recado: ‘Diz para o seu irmão deixar o Lindberg em paz porque sua família vai sofrer.’

Sabemos que essa não é a maneira de Lindberg operar. Ele age nos bastidores, nas sombras, não teria coragem de cometer um ato como esse. Mas, é certo também que alguém pode querer agradá-lo ou incriminá-lo. O que causa maior espanto, entretanto, é que a imprensa, com exceção do Hora H e do Tribuna da Região, vem ignorando as ameaças feitas ao radialista. Nossos colegas estão cometendo o erro de acreditar que nada de mais grave vai acontecer. Estamos em ano eleitoral, quando os ânimos ficam cada vez mais acirrados e tudo pode acontecer. Não cometam esse erro. Hoje é o Gabriel; amanhã poderá ser qualquer um de nós.

******

Jornalista

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem