Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

FEITOS & DESFEITAS > IMPRENSA PARAENSE

Os maiores jornais

Por Lúcio Flávio Pinto em 20/01/2009 na edição 521

O Diário do Pará é apenas o 38º maior jornal do Brasil em circulação, com tiragem média de 26.548 exemplares, acumulada em setembro do ano passado, conforme as estatísticas do Instituto Verificador de Circulação. É bem menos do que O Liberal proclamava ter quando era o líder no Pará, mas provavelmente supera a tiragem atual do jornal dos Maiorana. Para o Diário, a posição é uma vitória porque o jornal dos Barbalho avançou no mercado, ultrapassando o concorrente, que caiu muito e por isso fraudou a informação jurada fornecida ao IVC. E ainda parece disposto à fraude.

Romulo Maiorana Júnior anunciou, na festa de fim de ano, que O Liberal voltará ao IVC neste mês de janeiro, mas a próxima reunião da diretoria do instituto, durante a qual é feita a admissão de novos filiados, só será realizada em fevereiro. O IVC não se manifestará a respeito do possível retorno do jornal dos Maiorana, que se desligou para evitar nova auditagem, depois de constatada a fraude na declaração espontânea. Só quando a questão for apreciada pela diretoria.

A Tarde, de Salvador, que disputava com O Liberal a liderança no Norte e Nordeste, experimentou a mesma queda. Agora é o 30º jornal brasileiro com maior tiragem, superado no Nordeste pelo novo líder, o Jornal do Commércio, de Recife, com pouco mais de 61 mil exemplares. Subiram também à frente do jornal baiano o Diário do Nordeste, do Ceará, e o Diário de Pernambuco, de Recife.

O Diário do Pará tem quase o triplo da tiragem do Diário do Amazonas, de Manaus, que suplantou A Crítica, mas é só o 67º do país, com apenas 9.714 exemplares, embora a capital amazonense tenha 200 mil habitantes a mais do que Belém. Lê-se pouco jornal na Zona Franca.

Audiência

O Liberal bem que tentou usar seu inegável prestígio para conseguir uma audiência do prefeito Duciomar Costa com Barack Obama. Mas algum assessor mal informado deve ter bloqueado a via de acesso ou então os compromissos do novo presidente dos Estados Unidos não o deixam ir além da leitura do concorrente, o New York Times. O resultado é que a tão fartamente anunciada viagem do alcaide a Washington se frustrou em janeiro. Agora se fala que em fevereiro o tão aguardado encontro entre os dois líderes se realizará. Enquanto isso, o ‘Repórter 70’ dedica de duas a quatro notas diárias da coluna ao gestor da comuna belenense (foram quatro, por exemplo, no dia 30 de dezembro). É uma rica cobertura. Literalmente. Talvez Obama acabe por ser influenciado.

******

Jornalista, editor do Jornal Pessoal (Belém, PA)

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem