Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

FEITOS & DESFEITAS > CASO DIÁRIO DE MARÍLIA

Pai de assassino denuncia mandante

Por Adilson de Lucca em 10/04/2006 na edição 376

O funcionário de serviços gerais José Aparecido dos Santos, pai de Renan dos Santos, assassino confesso do estudante Rafael Almeida Camarinha, disse na terça-feira (4/4), em entrevista à TV TEM (afiliada da Rede Globo em Marília) que o jornalista José Ursílio (editor do jornal Diário de Marília) foi o mandante da execução.

‘O menino [Renan] me falou que o mandante foi o José Ursílio. Conversei com meu filho um dia antes dele ser preso. Deram pra ele uns três mil reais’, afirmou José Aparecido na entrevista. Ele disse ainda que escreveu uma carta com esse teor e remeteu para a Promotoria Pública. Falou também que procurou a emissora de televisão porque estava sendo ameaçado em com muito medo.

Segundo laudo da Polícia Civil, Rafael Camarinha, de 24 anos, foi executado de joelhos com um tiro de revólver calibre 38 na cabeça, na manhã do dia 14 de março, dentro de sua residência, no bairro Salgado Filho, em Marília.

Perfil

Dos cinco acusados do crime – uma simulação de assalto –, quatro estão presos. Renan dos Santos foi preso no dia 19 de março e confessou ao delegado Tadeu Rossi, do DHPP, ter sido o autor do tiro fatal contra Rafael e também do tiro que atingiu o ombro da empregada da casa, Ana Aparecida Manoel. Ela passa bem. Era a única pessoa que estava na casa, além de Rafael e foi rendida pelo bando quando chegava para trabalhar, por volta das 8h40. Renan foi o único a entrar na casa, indo direto ao quarto do estudante, onde praticou a execução e fugiu. A ação durou menos de três minutos.

Abelardo Camarinha, ex-prefeito de Marília e pai de Rafael, disse que o acusado de ser o mandante do crime, José Ursílio, tem um perfil de periculosidade e vem perseguindo sua família há vários meses com uma campanha de injúrias e agressões. ‘O pai do assassino falou o que a cidade toda comenta. Vou procurar as autoridades e exigir providências urgentes, pois eu e minha família estamos constantemente ameaçados. Meu filho Vinícius [deputado estadual] está andando com proteção policial. Queremos justiça por essa bárbara crueldade’, disse Camarinha.

******

Assessor de imprensa

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem