Terça-feira, 22 de Agosto de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº955

FEITOS & DESFEITAS >

Pecados mortais, veniais e virtuais

Por Gabriel Perissé em 27/03/2007 na edição 426

Leitor atento sofre quando acessa a internet e leitor escrupuloso sofre duplamente. É sentar-se diante do computador… e encontrar erros e errinhos. Mas não pode fazer nada. (Antigamente, pegava a caneta vermelha e corrigia ele mesmo, no livro ou no jornal, falhas que o copidesque ou o revisor tinham deixado escapar.)

Diante da nova realidade, resta ao leitor fanático queixar-se com o bispo (já enviou centenas de e-mails com cópia para a CNBB). Outra idéia é aproveitar a iminente visita do papa e solicitar ao Sumo Pontífice que denuncie os pecados cometidos contra o texto virtual – uma verdadeira praga.

Erros de digitação

Dois pecados virtuais: a ambigüidade (mortal) e letras engolidas ou trocadas (venial). Ninguém está acima da gramática e da ética, os quais não são pecados originais; um ‘pouco de atenção’, medita o leitor em seu coração, ‘evitaria tantos incidentes’…

Na Folha Online (21/03/2007 – 13h49), a manchete: ‘Museu da Língua Portuguesa comemora 1 ano com entrada grátis’. Ora, ora… será que tivemos doze meses de entrada franca? Passada a surpresa, vem à mente do leitor uma alternativa jocosa: ‘No dia em que comemora 1 ano de existência… boca livre no Museu da Língua Portuguesa’.

O leitor obstinado não desgruda mais da Folha Online. Com clara propensão à paranóia, vai à caça, quer denunciar a troca e o desaparecimento de letras. Até esquece o conteúdo da notícia. O que lhe interessa mesmo é se escandalizar com erros de digitação: ‘As autoridades ordenaram o fechamento da todas as escolas secundárias na cidade para evitar uma explosão de violência.’ (22/03/2007 – 17h08)

Teologia do erro

E isso não é de hoje. Coleciona pecados cometidos em antigas edições… e jamais confessados:

‘Um grupo cover do Backstreet Boys vindo de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro, insite em entrar na coletiva de imprensa que o grupo vai conceder agora à tarde, no hotel Sheraton, na zona sul do Rio.’ (02/05/2001 – 13h15)

‘Dois eventos hoj deixaram clara a fragilidade das relações entre o premiê britânico, o trabalhista Tony Blair, e os sindicatos que apoiaram o Partido Trabalhista por mais de um século.’ (18/07/2002 – 21h26)

São pecados pequenos, quase imperceptíveis, mas a teologia do erro explica que, em seu conjunto, pecadilhos reincidentes são mais perniciosos do que grandes crimes. Estes, todos percebem. Os pecadilhos vão criando, paulatinamente, a permissividade sem volta.

******

Doutor em Educação pela USP e escritor; www.perisse.com.br

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem