Quinta-feira, 19 de Setembro de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1055
Menu

FEITOS & DESFEITAS >

População míope

Por Luís Olímpio Ferraz Melo em 20/10/2009 na edição 560

Neste momento, na América do Sul, orquestram os híbridos governantes uma uniformização da imprensa ao modelo deles, ou seja, castrada e manipulada, que tenha olhos somente para as coisas positivas de seus governos – se é que existem. Deveria ser a pauta principal do jornalismo sul-americano essa investida contra a liberdade de imprensa e de expressão, pois a imprensa, mesmo capenga e cheia de mazelas, ainda consegue mostrar os desatinos dos governantes. O totalitarismo surge da desarticulação da sociedade civil e na total descrença nas autoridades. Daí, ‘surge’ um salvador que, coincidentemente, é sempre totalitário e prega igualdade e democracia, mas ao modo dele.

Imagine a alienação da minoria da população consciente que teve a felicidade de ter acesso à educação se não fossem as divulgações dos sucessivos escândalos do Senado federal na Era Sarney? A corrupção nos três poderes da República é algo inenarrável e, pior, a população perdeu a capacidade de se indignar e até acha ‘normal’. O crime organizado aproxima-se de engolir o tal Estado democrático de Direito que ninguém sabe ao certo o que quer dizer isto, e há hoje no país um poder paralelo que o próprio Estado não tem força nem tampouco vontade política para enfrentar. Membros de Tribunais Superiores de Justiça já foram pilhados pela Polícia Federal e o Ministério Público Federal com ligações criminosas e desonrosas para com a nobilíssima classe dos magistrados, mas ficou por isto mesmo e ninguém enxerga que o problema somente se agrava se não forem tomadas atitudes rigorosas.

Traição dói, mas ensina

A população carente e sem instrução fica à míngua de ilusões e sem conseguir enxergar que estão todos sendo manipulados e que o que os governantes menos querem é resolver os problemas, pois o objetivo principal é a eternização no poder a qualquer preço. Estamos à beira da convulsão social, pois a violência urbana desafia o Estado e não há qualquer esperança de reversão. Crianças, adolescentes e jovens que nascem e crescem sem dignidade se vêem desesperados e, sem qualquer perspectiva de melhora de vida, estão ingressando sem retorno no submundo do crime e das drogas.

A imprensa somente divulga o que lhe interessa e é sempre prudente desconfiar de tudo que se lê, pois, sem disfarce, há, aqui e acolá ideologias brotando em plantações midiáticas.

A solução para as questões cruciais da sociedade passa pela ‘correção’ médico-cirúrgica da miopia da população.

Não há elementos válidos para negar que o Partido dos Trabalhadores traiu a pátria e que seus membros e ex-esquerdistas furtaram a esperança do povo. Traição dói, mas como ensina…

******

Advogado e psicanalista, Fortaleza, CE

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem