Terça-feira, 16 de Julho de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1045
Menu

FEITOS & DESFEITAS >

Práticas anticoncorrenciais na publicidade

Por Silvia Noronha em 28/07/2009 na edição 548

Li com entusiasmo a decisão recente do Cade de considerar prática anticoncorrencial o programa de fidelidade ‘Tô contigo’, da Ambev. Será que esta decisão não abre caminho para uma discussão jurídica a respeito do que jornais como O Globo fazem? A área comercial oferece descontos maravilhosos para o anunciante que garantir fidelidade, ou seja, que só anunciar nos veículos das Organizações Globo! Uma prática antiga e antiética, na minha visão, mas que pode vir a ser considerada anticoncorrencial pelo Cade. Quem sabe? Um advogado que defende jornais prejudicados pode avaliar melhor. Não custa sonhar!


Difícil é ler algum jornal do Rio de Janeiro. Eu já desisti. Leio apenas profissionalmente, mas se pudesse, não leria nunca.


***


Após a prisão, nos EUA, de um professor negro por um policial branco, o presidente americano Barack Obama fez um comentário e depois, com a repercussão, fez outro comentário e convidou os dois, o policial e o professor, para tomarem uma cerveja na Casa Branca. Pergunto: será que aquele jornalista que chamou o presidente Lula de bêbado, e vocês da imprensa deram razão a ele alegando liberdade de imprensa, vai chamar também o presdente Obama de bêbado? Como a imprensa dos EUA reagiria? (Jair Batista da Silva, auxiliar administrativo, Goiânia, GO)

******

Jornalista, Rio de Janeiro, RJ

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem