Presidente ou presidenta? | Observatório da Imprensa - Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito
Terça-feira, 14 de Agosto de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº999
Menu

FEITOS & DESFEITAS > LEITURAS DA FOLHA

Presidente ou presidenta?

Por Urariano Mota em 31/08/2010 na edição 605

Olhem só a que nível chega o reacionarismo ou, o que é igual ou pior, a prestação de serviço a um patrão reacionário. Na Folha de S.Paulo de sábado (28/8):

‘Petista é vendida como `presidenta´ em comícios e `presidente´ na TV

Ana Flor, de São Paulo

‘`Afinal, ela vai ser presidente ou presidenta?´, perguntou Rosane dos Santos, ao deixar um comício em São Paulo, na última semana. A militante se referia ao título que a candidata do PT ao Planalto, Dilma Rousseff, teria caso eleita. A confusão tem origem no uso, desde o início do ano, nos discursos da candidata, do presidente e de outros aliados, do termo `presidenta´. A alteração do gênero da palavra, que na ortografia não tem versão feminina, foi uma forma de reforçar o fato de Dilma ser mulher…’

Não bastasse o viés (santa palavra do jargão) enviesado, o primeiro parágrafo é uma exibição redundante da mais rotunda ignorância. Ignorância da própria língua: ‘A alteração do gênero da palavra, que na ortografia não tem versão feminina…’ A repórter poderia dizer ‘A variante do gênero da palavra, que no léxico …’, ou mesmo ‘A alteração do gênero da palavra, que no vocabulário corrente’, mas ortografia? Pelo amor de todas as flores, não. Ortografia, vale recordar, cuida das regras da escrita correta das palavras e dos pontos de acentuação, segundo a gramática normativa. Comete um erro ortográfico, por exemplo, alguém que escreva ‘estupideis’ em lugar de ‘estupidez’. Ou ‘confuzão’ em lugar de ‘confusão’.

A primeira mulher do Brasil na presidência

No caso, se erro houvesse (e não há) em ‘presidenta’, seria de significado ou semântica porque ‘presidenta’ se encontra há muito dicionarizada. Mas pra quê se importar com tais ninharias, quando o objetivo é jogar ‘ortografia’ no ventilador?

Seria bom que os redatores obedientes dessem uma olhada nos dicionários antes do atendimento ao estalo dos dedos do patrão. Como aqui:

No Dicionário Aurélio: Presidenta – S.f. 1. Mulher que preside. 2. Mulher de um presidente.

No Dicionário Houaiss: Presidenta. Acepções substantivo feminino 1 mulher que se elege para a presidência de um país – Ex.: a p. da Nicarágua 2 mulher que exerce o cargo de presidente de uma instituição – Ex.: a p. da Academia de Letras 3 mulher que preside (algo) – Ex.: a p. da sessão do congresso 4 Estatística: pouco usado. esposa do presidente.

Mas pra quê discutir contra a força do tacape, não é? O que importa mesmo é: Dilma, presidenta. Ou Dilma, presidente. Ou, se quiserem, a primeira mulher do Brasil na presidência. Para que suportem, ou não, uma presidenta nos próximos quatro anos.

******

Jornalista e escritor, Recife, PE

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem