Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1017
Menu

FEITOS & DESFEITAS >

Prostituta vira celebridade instantânea

14/03/2008 na edição 476

Ela se tornou o personagem da semana na mídia americana. Aos 22 anos, a prostituta Kristen viu-se em meio a um escândalo que levou à renúncia do governador de Nova York, Eliot Spitzer. A primeira notícia de que o democrata estava envolvido em uma rede de prostituição foi divulgada pelo jornal New York Times, na segunda-feira (10/3). Spitzer havia sido flagrado em grampos telefônicos da polícia federal contratando os serviços de uma empresa de prostitutas de luxo. O nome de Kristen – que, de acordo com os grampos, teve um encontro com o então governador em Washington, em fevereiro – veio à tona dois dias depois, e instantaneamente ela virou celebridade.


A página da prostituta – e também aspirante a cantora – no sítio de relacionamentos MySpace foi inundada pela visita de curiosos. O perfil de Kristen – que na realidade se chama Ashley Alexandra Dupre – foi retirado do sítio na quinta-feira (13/3) depois de mais de cinco milhões de visitas online.


Em sua página, ela se apresentava como uma jovem de Nova Jersey que foi para Nova York seguir carreira na música. ‘Eu estive sozinha’, escreve ela. ‘Usei drogas, fiquei dura e sem teto. Mas eu sobrevivi, sozinha. Estou aqui, em NY, por causa da minha música’. Ashley também postou duas canções no sítio de compartilhamento de músicas Aime Street, onde os cantores recebem 70% do lucro gerado por downloads. Na noite de quinta, as músicas já tinham sido ouvidas por cerca de 200 mil internautas – com o preço de download a 98 centavos de dólar. Algumas estações de rádio também começaram a tocar ‘What You Want’ e ‘Move Ya Body’.


Clipe, livro e filme


Com a fama repentina, descobriu-se também que Ashley participou de um videoclipe do rapper Mysterious, onde interpretou a namorada do cantor. ‘Ela foi muito profissional’, afirmou o diretor do vídeo, Jonathan Ehlers. ‘Tinha uma boa vibração e era realmente divertida’. Ehlers diz que não falava com Ashley há um ano. ‘Fiquei chocado quando ouvi a notícia. Só pensava onde ela poderia estar e esperava que ela estivesse bem’.


Revistas masculinas americanas, como Hustler e Penthouse, já estão em busca de um ensaio fotográfico com ela. ‘Nós adoraríamos tê-la em nossa revista’, afirmou Diane Silberstein, presidente e publisher do Penthouse Magazine Group. ‘Até consideraríamos chamá-la para ser capa. E achamos que podemos ajudá-la em sua carreira musical’. Já Larry Flynt, também publisher da Hustler, tem dúvidas quanto às chances da revista de conseguir conquistar Ashley, pois, no momento em que começar a falar com a imprensa, ela deverá se tornar, segundo ele, um grande fenômeno midiático com muitas ofertas pela frente. ‘Sem dúvida ela irá fazer um livro. E provavelmente haverá um filme’, afirmou. Informações de Jake Coyle [AP, 14/3/08].


 

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem