Pseudo-candidatos e propaganda eleitoral | Observatório da Imprensa - Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito
Sexta-feira, 17 de Agosto de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1000
Menu

FEITOS & DESFEITAS > MÍDIA & POLÍTICA

Pseudo-candidatos e propaganda eleitoral

Por Wemerson Augusto em 09/09/2008 na edição 502
Referências bibliográficas

ALMEIDA, Milton José de (1994). Imagens e Sons: A Nova Cultura Oral. São Paulo, Cortez Editora.

O horário eleitoral no rádio e na TV, que é dito ser gratuito, irrita alguns eleitores e inebria os candidatos. Personagens hilários, despreparados e encomendados acusam e desapontam a torto e a direito diversas gestões municipais. Essas presepadas infelizmente persistem em aparecer a cada novo pleito eleitoral pelo Brasil afora.

No YouTube é possível assistir a algumas destas afrontas à democracia e ao cidadão. Com domínio e ciência dos efeitos da imagem, os pseudo-candidatos mesclam em suas gravações trilhas sonoras espetaculares com crianças, idosos e trabalhadores. Todos de mãos dadas, conforme a solicitação da coligação beneficiada.

O conceito da força da imagem na memória das pessoas é o compartilhado por Almeida (1994, p. 9): ‘…Qualquer coisa ou pessoa que apareça, está sendo vista e não lida ou escutada. Existe porque está sendo vista. Essa proximidade real das imagens tem uma configuração muito próxima da oralidade, o que explica, em parte, o fato de que as imagens são, às vezes, mais fortes do que um texto’.

‘Boca na prefa’

E a quantia de textos e imagens neste caldo engrossa ou afina, de acordo com a temperatura das pesquisas internas e externas que revelam a preferência das pessoas em relação aos serviços públicos e às demais candidaturas. Os resultados por sua vez, indicarão a direção em que estes candidatos marionetes devem cutucar.

‘Um, dois, três, gravando’. É preciso aproveitar o tempo. Já que o espaço dos candidatos-laranja geralmente é curto. Porém, suficiente para cumprir com o objetivo. Isto é, fazer gravações simples, rápidas e diretas, com denúncias, especulações e fatos.

Mesmo com desconhecimento do texto, os pseudo-candidatos lêem com entusiasmo e dramaticidade as propostas sorrateiras a mando de agremiações políticas. Tudo isso arquitetado e planejado, num jogo de algozes, vítimas e heróis.

Sonhos, lutas e vontade do povo são atropelados em troca de uma ‘boca na prefa’ em 2009. Despreocupados em relação aos reais interesses da comunidade, os diretores e protagonistas desta história ainda encontram tempo para peregrinar durante as noites por igrejas, batizados e templos das cidades.

******

Jornalista, especialista em Linguagem, Cultura e Ensino, Foz do Iguaçu, PR

Todos os comentários

  1. Comentou em 27/05/2009 Fernando Portela Portela

    Quase todos os arquivos do Observatório que recebo têm problemas no texto: o acento é substituído por um sinal gráfico estranho.
    Isso acontece há mais de um ano e sempre aviso.
    O arquivo de ontem estava OK; o de hoje traz o mesmo problema.
    Muito obrigado pela atenção
    Fernando

  2. Comentou em 24/09/2008 Nathalia Amaral

    Olá, como vai?

    Eu sou uma moradora de Irajá e estou recolhendo livros para a Biblioteca Popular Municipal João do Rio, também em Irajá. Eu não trabalho lá, sou só uma estudante, mas devido a escassez de livros sobre diversos temas importantes, estou procurando pessoas ou bibliotecas que possam doar livros para aumentar o acervo de lá. Pode ser sobre qualquer tema e em qualquer língua, porque meu objetivo maior é dar oportunidade para os universitários e outros interessados que morem por perto tenham a possibilidade de ir em uma boa biblioteca perto de casa. Quem puder colaborar e tiver como levar alguns livros até lá, segue abaixo o endereço. Caso não tenha como levar, podemos marcar um dia no qual eu vá buscar alguns livros pela cidade e já marcamos um lugar de encontro. Se não for no RJ e tiver como manda por correio, seria ótimo, mas a biblioteca não tem como arcar com as despesas de envio (o que é uma pena, porque já foram perdidas ótimas doações por esse motivo!). Quem puder colaborar, é só mandar um e-mail para mim ou telefonar (de manhã ligar para o meu celular). Abs!


    Nathalia Amaral

    Tel.: 24738892
    Cel.: 88908403


    Biblioteca Popular Municipal João do Rio
    Diretora: Etna Guedes Antolin
    Av. Monsenhor Félix, 512, Irajá
    CEP 21235111 – Rio de Janeiro / RJ
    (Perto do Metrô de Irajá)

  3. Comentou em 09/09/2008 Roger Silva

    Embabacadas, o povo assiste estes palhaços manipuladas pelas máquinas eleitoreiras.

  4. Comentou em 09/09/2008 Simon Pereira

    É deprimente ver estes candidatos na tv. Sao os piores. Podres.

    Veja este video
    http://www.youtube.com/watch?v=DXa14dYsfXU&feature=related

    Eleições 2008 em Curitiba – Lauro Rodrigues (Comédia!!!)

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem