Terça-feira, 21 de Maio de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1038
Menu

FEITOS & DESFEITAS >

Quando a pauta do Congresso Nacional é só escândalos

Por Teresa Leonel em 21/04/2009 na edição 534

Essa é muito boa. O tal deputado do Rio Grande do Norte, o patricinho Fábio Faria (PMN), deu uma declaração à imprensa no mínimo inusitada.

Tudo aconteceu porque veio à tona a notícia de que o parlamentar levou as atrizes Kayky Brito, Sthefany Brito e Sâmara Felippo para o carnaval fora de época em Natal, assim como a namorada (na época) Adriana Galisteu, sogra e amigo para passeios internacionais, sendo todos os bilhetes aéreos pagos pela viúva. Leia-se: nós, contribuintes.

Com a cara mais lisa e bonitinha (e também ordinária) que ele tem, explicou à grande imprensa que a responsabilidade pelo ocorrido pertence aos seus assessores. Segundo ele, os detalhes dessa tarefa burocrática ficam a cargo do corpo técnico do seu gabinete.

Faria foi mais profundo ainda, apresentou sua bandeira de trabalho tendo como uma de suas ‘prioridades’ como parlamentar ‘atuar com transparência e probidade’.

O que fez a presidência da Câmara? Nada, para não mexer com todos.

Limpeza ou o abismo

Se o deputado Faria diz o que diz e fez o que fez, imagine você, caro leitor, o que fazem os demais parlamentares que, na calada da noite, fretam aviões para amantes, desviam verbas em projetos culturais, negociam superfaturamento com empreiteiras e construtoras nas licitações para o governo?

Que país é este? Que dia-a-dia movimenta um alto índice de escândalos, corrupções e desmandos na gestão pública?

Tudo isso que está ocorrendo no Congresso Nacional e vindo a público para conhecimento da sociedade só pode mesmo ser um filme de ficção. É uma situação muito kafkiana, surrealista, para lá de pós-moderna, contemporânea ou qualquer coisa do gênero. Shakespeare perde longe. Não tem Nelson Rodrigues que dê conta de histórias tão absurdas e mortais.

Das duas uma: ou fazemos uma verdadeira limpeza em 2010 que renove o quadro político-ético-moral desse Congresso, ou caminhamos para o abismo da inoperância na certeza de que não teremos o amanhã para os nossos filhos e netos.

******

Socióloga e jornalista, professora da Universidade do Estado da Bahia e da Faculdade São Francisco de Juazeiro (BA)

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem