Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1016
Menu

FEITOS & DESFEITAS >

Telejornal ignora artista

Por Renato de Souza Godinho em 16/12/2008 na edição 516

Tenho sempre acompanhado esse espaço, com mais ou menos dedicação, conforme posso, às vezes comentando alguma matéria, mas nunca havia sentido, como agora, indignação tão grande que me fizesse ignorar minhas limitações e escrever para o Observatório. O fato é que edição de segunda-feira (8/12) do Jornal Nacional, ao veicular matéria sobre convênio firmado entre o Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (MORHAN) e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), para assistência jurídica gratuita, simplesmente ignorou a presença do cantor e compositor Belchior, engajado no movimento.

Belchior apareceu demoradamente em segundo plano na telinha da Globo durante a entrevista com o coordenador do MORHAN, Artur Custódio Moreira de Souza. O artista agitou-se de forma nervosa – talvez estivesse, como todos nós, fãs, estávamos em nossas poltronas, sem acreditar que não seria ouvido, pois não foi, e nem ao menos citado pelo JN. Belchior foi simplesmente ignorado e, com ele, todos nós que nos anos setenta descobrimos através dele que não estávamos mais interessados ‘em nenhuma teoria’, ‘nessas coisas do oriente’ e nem em ‘romances astrais’, acordávamos aos poucos da alienação reinante então para as coisas do ‘dia-a-dia’, conhecíamos a saga dos homens e mulheres do norte, nos emocionamos com as paralelas…

Faltou reconhecimento

Não, Belchior não pode ser ignorado assim. Os adolescentes dos anos setenta e todos os seus fãs que assistimos ao jornal estamos consternados e ficamos imaginando as razões para tal omissão. Ignorância, simplesmente? O repórter e o cinegrafista, muito jovens, simplesmente não conheciam o artista? Posteriormente os editores do programa também sofriam da mesma e enorme ignorância? Fátima e Willian, por sua vez, só viram a matéria na hora e aí não dava mais tempo de citá-lo?

Tive o cuidado de pesquisar rapidamente outros veículos na internet e nenhum ignorou a presença de Belchior no evento, até porque sabem que todos nós temos saudades do tempo em que ele produzia boa música. Nós, que temos tudo gravado e escutamos sempre as coisas que Belchior cantava, queremos vê-lo sendo reconhecido, citado às novas gerações, nunca ignorado de forma tão desrespeitosa.

******

Fiscal municipal, Joinville, SC

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem