Quinta-feira, 21 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

FEITOS & DESFEITAS > UOL

Tereza Rangel

11/09/2007 na edição 450

‘Ao mesmo tempo em que investe em fotos de qualidade, no produto Olho Mágico, o UOL tem caprichado nos últimos dias em fotos esquisitas, consideradas ‘inusitadas’ pela redação e ‘desrespeitosas’, de ‘mau gosto’, ‘sensacionalistas’ pelo público.

‘Acho uma extrema falta de respeito e uma grande falta de sensibilidade colocar foto de um pato com três patinhas, acho que isso é extremamente de mau gosto. Acho que ninguém que tem um defeito gostaria de ver ele estampado lá, assim… Eu odeio ver esse tipo de coisa, por que colocar na home? Eu fui ver a foto de uma simulação da extinção dos dinossauros e vejo uma tartaruga com duas cabeças… Isso realmente dá Ibope? Esse tipo de sensacionalismo?’, disse Carlos.

‘Sou assinante do UOL. Acesso diariamente. Considero a notícia da feira de funerárias, com a foto de pessoas dançando ao lado de um caixão, totalmente desrespeitosa, desnecessária, ultrajante e fora de qualquer contexto. Qual o motivo de divulgar este tipo de evento? Se os proprietários de funerárias, que promovem a feira, não tem respeito, que o UOL o tenha’, afirmou Helio.

‘Indiano verte leite pelo olho após sugá-lo pelo nariz. Qual a utilidade dessa notícia? É realmente relevante a ponto de merecer foto? Se fosse somente uma chamada tipo Blog do Lelê: Leocádio descobre em Passo Fundo que escritor é ‘tudo bobo’ (?) seria menos pior, só mais um link inútil, mas colocar uma foto, dando destaque para a notícia ??? Entre os grandes sites (UOL, Terra, iG, OGlobo) com certeza essa foi a pior imagem da semana. UOL – O melhor conteúdo? Sinto muito, mas desse jeito ainda falta muito para começar a ter conteúdo’, escreveu Carlos.

‘Sou leitor e admirador da página principal do UOL. Mas, por favor: não há coisa de pior gosto no mundo que esta foto do indiano soltando jorros de leite pelos olhos que vocês colocam em destaque. Por favor, tirem isso!!!!’.

Questiono alguns pontos em relação à escolha e edição das fotos.

1. O lugar em que são editadas: Últimas Notícias. Todas elas são de natureza das curiosidades e excentricidades. Ficariam melhores, se editadas, em UOL Tablóide.

2. A falta de informações complementares. ‘O indiano Judhisthir Rajbansi, 30, suga leite pelo nariz e o expele pelo olho em sua casa, em Agarpara (Índia); o carpinteiro quer entrar para livros de recordes por sua habilidade’. E daí, pergunto? Além da bizarrice, que notícia a foto traz? ‘Filhote de pato com três patas em uma fazenda na região de Shandong, China. Segundo especialistas chineses, mutações genéticas podem ter causado o problema’. Podem ter causado ou não. Apenas a da funerária tinha um link para informações complementares: reportagem da Folha de S.Paulo sobre o tema.

3. O destaque dados a elas. Todas foram parar no espaço mais nobre da página principal do UOL. Duas delas (a da funerária e a do pato) foram a primeira imagem vista pelos internautas que entraram na home page. Ou seja, ganharam status de foto mais importante do momento. A cena do indiano mereceu duas fotos no álbum do dia.

Das três, apenas a da funerária resultou numa audiência relevante. Foi a foto mais clicada do dia. A do pato (até agora) responde por 10% dos cliques. A do indiano teve um índice de cliques de apenas 4% em relação às fotos que estiverem no espaço nobre da home page do UOL em 31 de agosto.

A linha que separa o ‘inusitado’ do ‘mau gosto’ é tênue e perigosa de ser ultrapassada, porque pode arranhar a credibilidade do portal. Sugiro uma reflexão por parte da equipe que edita essas fotos.

***

Atendimento falho (3/9/2007)

‘Desde ontem, 02/09/07, estou tentando contato telefônico com vocês sem sucesso. O que está acontecendo? Ao selecionar a opção, o telefone fica chamando sem que seja atendido…’. A queixa foi feita pela assinante Vera à ombudsman. Como ela, outros assinantes também escreveram porque não conseguiram ser atendidos.

‘Venho tentando falar com a Central de Atendimento e não consigo porque não tem ninguém para atender o telefone. Quero que o UOL saiba disso. Nessa mesma situação minha deve haver vários outros clientes e uma providência precisa ser tomada e o único caminho que restou foi esse, que utilizo agora’, diz Fátima.

O que aconteceu foi que o SAC do UOL mudou de prédio no último final de semana. A mudança implicou numa piora temporária na qualidade de atendimento ao assinante. Segundo a diretora de relacionamento do UOL, Myrian Naime, trata-se de uma operação gigantesca. ‘É como trocar a turbina de um avião em pleno vôo’, comparou. A mudança física é complexa, porque, além dos postos de trabalho, é preciso reinstalar softwares, ajustá-los e iniciar efetivamente o atendimento em outro lugar. Havia pessoas para atender, mas, por falhas técnicas, os telefones não tocavam. Não foi uma questão de falta de gente, mas de ajustes para a implementação da nova sede do SAC. Ela afirma que o serviço está sendo normalizado e diz que a mudança visa a melhorar a qualidade do atendimento do UOL. O assinante merece.

Sem aprofundamento

Falta apuração e aprofundamento ao jornalismo do UOL. Deputados da UE decidiram pedir embargo à carne brasileira por conta da febre aftosa. O UOL decidiu dar o assunto como manchete do portal. Em todo o tempo em que ocupou o posto mais alto da home page, ou mesmo depois, quando virou submanchete, o UOL não investiu na repercussão da notícia. Se o pedido for aceito, qual será o efeito sobre a economia nacional? Quais são os países europeus que mais compram carne do Brasil? Quais são as alternativas para o caso de haver, de fato, o embargo?’

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem