Sábado, 21 de Setembro de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1055
Menu

FEITOS & DESFEITAS >

Uma conquista inegociável

Por Luís Olímpio Ferraz Melo em 28/07/2009 na edição 548

O presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva vive criticando a imprensa por divulgar os escândalos do país, mas é bom Lula lembrar que não é a imprensa que cria os escândalos de corrupção e de falta de ética, pois pode-se até discutir a parcialidade desse ou daquele veículo de comunicação, mas dizer que há conspiração orquestrada contra o governo é subestimar a inteligência dos leitores e da opinião pública em geral. Antes de chegar ao Planalto central, a turma do Lula usava a imprensa, onde tinha aliados. Hoje, todos da mídia parece que acordaram para farsa que é a esquerda no Brasil, para denunciar desvios de conduta dos governos anteriores.

A liberdade de expressão, no seu sentido mais amplo, é conquista inegociável e custou todo o sangue derramado na Revolução Francesa e não podemos abrir mão dela. Se alguém se sente prejudicado ou mesmo ofendido pelos excessos propagado pela mídia, saiba que há remédio jurídico idôneo para se buscar reparação, tanto na esfera civil – dano moral – quanto na criminal – crimes contra a honra. Daí, não ser razoável limitar a imprensa.

Esquerda é totalitária

Curiosamente, os governos comunistas e socialistas são preconceituosos em relação à liberdade de expressão e exemplos não faltam para ilustrar essa hipótese. Pode-se afirmar de forma peremptória que Marx e o seu marxismo, que deu égide ao esquerdismo, não tem qualquer apreço à liberdade de expressão. Stalin, na Rússia, dizia que não conversava com dissidentes, nem tampouco com opositores – mandava-os para os ‘paredões’ de fuzilamento ou os ‘gulag’ na Sibéria e Ucrânia para trabalhos pesados até a morte. Fidel Castro governou Cuba com mão-de-ferro e quem se atrevesse a criticá-lo era encarcerado e ainda hoje há críticos presos. O fascista italiano Mussolini, disse com apurada ironia a célebre frase que mostra como se comportam os totalitários: ‘Cuidado para não cairmos na armadilha fatal da coerência.’

A esquerda é totalitária e Marx copiou Hegel também nisto, pois na doutrina deles é impossível conviver com a pluralidade de opiniões e/ou criticas. Lula e seus companheiros mudaram o discurso e as bandeiras da ética, moralidade pública e transparência foram baixadas para sempre. É contradição lutar por igualdade e ideologia e não respeitar a liberdade de expressão, bem como não aceitar opiniões contrárias, pois qualquer regime de governo que não respeitar o sacrossanto direito à liberdade de expressão deve ser declarado ilegítimo.

******

Advogado e psicanalista, Fortaleza, CE

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem