Quarta-feira, 14 de Novembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1013
Menu

FEITOS & DESFEITAS >

Vereadores das capitais com ‘ficha suja’

Por Transparência Brasil em 01/07/2008 na edição 492

Dos 709 vereadores atualmente em exercício nas capitais de estado, pelo menos 89 têm ocorrências na Justiça ou foram punidos por Tribunais de Contas. O número, porém, pode ser maior, já que em Tribunais de Contas e Tribunais de Justiça de alguns estados não é possível ter acesso, pela internet, a informações sobre processos.

Esses dados estão no sítio de internet do Excelências, projeto da Transparência Brasil que já conta com informações de todos os vereadores das 26 capitais de estado. As últimas Câmaras incluídas foram as de Boa Vista (RR), Macapá (AP) e Porto Velho (RO), que sequer possuem sítio de internet.

Apesar da dificuldade para se ter acesso a informações na maioria das Câmaras Municipais, o projeto Excelências vai monitorar o comportamento de seus ocupantes.

Assim, são mais de 2,2 mil parlamentares brasileiros constantes no sítio de internet do Excelências. Além dos mais de 700 vereadores, o projeto reúne informações sobre todos os deputados estaduais, senadores e deputados federais.

Muitos desses parlamentares serão candidatos em outubro, por isso é importante que o eleitor recolha informações sobre esses políticos, para conhecer melhor quem pedirá seu voto.

No projeto Excelências, cada parlamentar tem uma ficha, onde há dados como processos na Justiça, citações em matérias jornalísticas sobre corrupção e perfil do financiamento eleitoral.

Câmaras com maior parcela de vereadores com ‘ficha suja’

As Câmaras Municipais de Goiânia, onde 32% dos vereadores são réus ou foram punidos por Tribunais de Contas, e Porto Velho (25%) são as que contam com a maior parcela de vereadores encalacrados.

Em seguida vêm São Paulo, João Pessoa e Manaus. Nessas três cidades, 24% dos vereadores têm a ficha ‘suja’. Outras três Câmaras de capitais contam com ao menos 15% de seus integrantes nessa categoria: Belém, Palmas e Boa Vista.

Onze Câmaras têm menos de 10% de seus integrantes com problemas na Justiça. Porém, em quatro desses locais (Macapá, Teresina, Aracaju e Maceió), é dificultado o acesso ao respectivo Tribunal de Justiça ou Tribunal de Contas. Portanto, o número de ocorrências pode ser maior no caso dos vereadores dessas cidades.

Outras informações reunidas no Excelências

** Cargos relevantes ocupados no passado por cada parlamentar;

** Afinidades com grupos de interesse (evangélicos, sindicalistas, policiais, entre outros);

** Nome completo, endereço eletrônico (e-mail) e CPF;

** Histórico de filiações partidárias.

[Contato: (11) 3062 3436; Fabiano Angélico e Cláudio Weber Abramo]

******

www.transparencia.org.br

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem