Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

Grande Pequena Imprensa (GPI)

 

Seis jornais regionais ganham apoio técnico do Projor

Já estão selecionados os veículos que serão beneficiados através do projeto Grande Pequena Imprensa (GPI), idealizado e executado pelo Projor – Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo. Neste primeiro ano de implementação, que se estenderá até o final de 2014, seis jornais do interior do país receberão apoio técnico gratuito dos melhores profissionais do Brasil, tanto de jornalismo como de outras áreas. Todos os consultores foram escolhidos pelo Projor.

O objetivo dessa iniciativa, idealizada por Alberto Dines e abraçada pelos demais integrantes do Projor há mais de dois anos, é proporcionar a veículos de comunicação regionais capacitação em técnicas de redação, técnicas de acesso ao mercado publicitário, em gestão financeira e administrativa, em tecnologia da informação e em logística e circulação.

Os veículos beneficiados foram escolhidos entre os 22 que, na primeira quinzena de novembro do ano passado, participaram de seminário promovido pelo Projor em São Paulo, com a participação de especialistas do Brasil e do exterior. Todas as palestras desse seminário estão disponíveis na página Grande Pequena Imprensa do Google+ ou no canal do YouTube Grande Pequena Imprensa. Além disso, no site do Projor – www.projor.org.br – você pode encontrar notícias relacionadas ao GPI e reportagens interessantes
sobre jornalismo local e regional.

Agora em fevereiro, os gestores do projeto visitam os seis veículos – O Imparcial (Presidente Prudente/SP), Folha da Região (Araçatuba/SP), Comércio do Jahu (Jaú/SP), Imprensa Livre (São Sebastião/SP), O Debate (Macaé/RJ) e Jornal do Povo (Três Lagoas/MS) – para realização de um diagnóstico detalhado das dificuldades, desafios e demandas de cada um. Será aplicado um questionário e serão levantados dados e realizadas entrevistas com funcionários e dirigentes. Depois da construção conjunta de um plano de trabalho com cada veiculo e a equipe de consultores, a empresa receberá a capacitação – um processo que deverá ser
concluído até novembro.

O GPI é um dos mais importantes e ambiciosos programas que o Projor já se propôs a realizar e é de grande relevância para o futuro do jornalismo no Brasil e da própria democracia no país – para o instituto, não pode haver democracia vigorosa sem jornalismo independente, forte e diversificado. Em todas as sociedades que têm sistemas institucionais democráticos consolidados, a presença de imprensa local ativa e saudável foi
registrada ao longo de sua história.

A restrição ao atendimento de seis veículos nesta fase se deve a limitações orçamentárias. Mas, a ideia do Projor é buscar novas fontes de financiamento para dar continuidade ao projeto em 2015. Os que não podem ser atendidos agora poder ser beneficiados mais adiante. Esta fase vai servir para o desenvolvimento de uma metodologia que possa ser usada para um número muito maior de veículos, de todas as regiões do país. As ações do projeto estão sendo possíveis graças à parceria com o GIP – Gestão de Interesse Público e ao apoio financeiro da Fundação Ford, Organização Odebrecht e Google.

Cenário da imprensa regional


Na maioria das cidades e Estados brasileiros fora dos eixos mais ricos, os veículos de comunicação – jornais, rádios, revistas – enfrentam dificuldades para sobreviver economicamente e não oferecem produtos com bom nível de qualidade. O grande crescimento econômico do país nos últimos 16 anos em áreas antes estagnadas ou quase estagnadas e a emergência de dezenas de milhões de brasileiros ao mercado consumidor fazem com que as perspectivas para a imprensa comunitária no Brasil se alterem de maneira significativa.

Essa imprensa demonstra um grande potencial frente às marés da crise financeira e das transformações tecnológicas. Mesmo com recursos modestos, esses jornais – impressos ou digitais ou nas duas plataformas – são capazes de oferecer um produto exclusivo e urgentemente necessário: as notícias de seu próprio território e a articulação entre sua região e o mundo.

Tanto a indústria da comunicação quanto a sociedade como um todo têm muito a ganhar nas décadas que se seguem se a imprensa local e regional for capaz de se viabilizar economicamente e de melhorar o seu desempenho como fornecedor de informações úteis para a sua comunidade e formador de opinião dos seus cidadãos.

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem