Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

GRANDE PEQUENA IMPRENSA > REINO UNIDO

Receita de jornais com anúncios cresce; aumenta renda no meio digital

Por Mark Swenney em 11/11/2014 na edição 824
Reproduzido do The Guardian, 20/10/2014, tradução de Celestino Vivian

As receitas com a veiculação de anúncios nos jornais de alcance nacional do Reino Unido voltarão a crescer no próximo ano. Será o segundo aumento anual desde o registrado em 2007 – o outro foi em 2010 – e será puxado pelo aumento da receita publicitária no meio digital da indústria jornalística. Os jornais nacionaisesperam atrair em torno de 1,42 bilhão de euros em gastos com publicidade em 2015, uma alta de 1%, de acordo com os números de um relatório da AA (Advertising Association/Warc).

Nos últimos anos, os jornais têm se empenhado em lidar com a transferência dos gastos com publicidade do impresso para o digital. Os últimos resultado anuais positivos, com crescimento na veiculação de anúncios, ocorreram em 2007 e 2010. A reviravolta agora projetada pelo relatório da AA é alimentada porum aumento nos gastos com anúncios digitais em jornais de circulação nacional.

De acordo com as estimativas da AA, os ganhos dos veículos de circulação nacional vão subir19,5% este ano, para 220 milhões de euros, e mais de 22,8% no próximo ano, para 270 milhões de euros.

Já os jornais regionais, que foram os mais afetados pelas mudanças envolvendo a transição do impresso para digital, acompanhada da migração de gastos com publicidade, vão enfrentar perdas de 5% este ano e de 4,3% no próximo ano. Os gastos com publicidade digital nos jornais regionais vão crescer 17,4% neste ano, para 163 milhões de euros, mas apenas 8,1% no próximo ano, para 176,4 milhões de euros.

Omercado de revistas do Reino Unido também está na expectativa de um retorno ao crescimento no próximo ano, o primeiro desde 2010, com receitas de publicidade em alta de até 0,1%. Como nos jornais, também nas revistas o crescimento é alimentado por um aumento no gastos com publicidade digital. Deverão subir 6,9% neste ano, para 269 milhões de euros, e 9,5% em 2015, para 295 milhões de euros.

A indústria deTV também está começando a colher os frutos da publicidade veiculada junto com a comercialização de vídeos sob demanda (video on demand – VoD), através de serviços como o ITVPlayer,4oD e DemandaFive. De acordo com a AA, a receita publicitária com VoD vai crescer 27% este ano, para 160 milhões de euros, e 31,3% no próximo ano, para 210 milhões de euros.

No geral,segundo a AA, o mercado de publicidade do Reino Unido cresceu 8,5% no segundo trimestre de 2014. É a maior taxa registrada desde 2010, decorrente principalmente da publicidade vinculada à Copa do Mundo. No total, os gastos com publicidade no Reino Unido cresceram 6,3% no primeiro semestre.

******

Mark Swenney, do Guardian

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem