Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

GRANDE PEQUENA IMPRENSA > JORNAIS REGIONAIS

Oficina ‘Grande Pequena Imprensa de inovação digital’

18/11/2014 na edição 825

O Projor – Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo, entidade mantenedora do Observatório da Imprensa, irá realizar nos dias 28 e 29 de novembro de 2014, com apoio do Google Brasil, o “Workshop Grande Pequena Imprensa de Inovação Digital”, dirigido a jornais regionais. O objetivo é ensinar os pequenos veículos de comunicação a desenvolverem aplicativos móveis monetizáveis na plataforma Android, que poderão ser utilizados como canais de distribuição de notícias e serviços em âmbito local.

Serão dois dias de evento, realizado nas dependências do Google Brasil, em São Paulo. O primeiro dia será dedicado a palestras e apresentações, que definirão o arcabouço teórico e informativo do workshop. O segundo dia será reservado a uma maratona de criação de aplicativos, na qual as equipes participantes serão desafiadas a desenvolver protótipos. Os trabalhos serão avaliados por um júri de especialistas convidados e os melhores serão premiados.

O workshop será restrito à participação de convidados pelo Projor e, entre eles, estão os cinco jornais que participam este ano do projeto Grande Pequena Imprensa (ver abaixo). Outros 18 veículos regionais também estarão presentes ao evento, além de estudantes de jornalismo da Universidade Estadual Paulista (Unesp), de Bauru, a fim de aproximar esse público do mercado de trabalho e aproximar os veículos regionais do público jovem e de suas demandas.

Todos os participantes serão incentivados a montar suas equipes, que receberão a ajuda de desenvolvedores e mentores durante a maratona de programação. Os jornalistas Leandro Beguoci, editor-chefe da F451 (Gizmodo, Kotaku, Trivela e Extratime), e Angela Pimenta, ex-representante da Online News Association (ONA) no Brasil, são os mentores convidados do evento. A jornalista Marina Atoji, gerente da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), fará parte do júri da competição. O evento tem a curadoria da jornalista Adriana Garcia, fundadora e diretora criativa da OrbitaLab.

Projeto Grande Pequena Imprensa (GPI)

O GPI é um projeto desenvolvido pelo Projor e que presta consultoria estratégica aos veículos de comunicação regional nas áreas editorial, gestão administrativa, financeira e comercial e tecnologia. O projeto teve início em 2012, com o mapeamento e identificação de jornais em regiões em expansão econômica (áreas do pré-sal, cana-de-açúcar e da soja). No final de 2013, o Projor, também com o apoio do Google Brasil, realizou em São Paulo o Seminário Grande Pequena Imprensa, que foi o marco inicial da execução do projeto, reunindo representantes de 22 veículos regionais. Em 2014, em cogestão com a consultoria GIP, cinco veículos foram selecionados para receber o aconselhamento do projeto.

As fases do projeto receberam o suporte financeiro da Fundação Ford, Google Brasil e Organização Odebrecht. O instituto também conta com parceria operacional da Maxpress. O Projor pretende executar uma nova edição do projeto em 2015.

PROGRAMA

Local: Google Brasil – Av. Brigadeiro Faria Lima, 3.477, 18° andar – São Paulo, SP

>> 28 de Novembro de 2014 – Sexta-Feira

13h – Chegada, credenciamento e welcome coffee

14h – Boas Vindas (Projor)

14h10 – Abertura: Alberto Dines (Projor/Observatório da Imprensa)

14h30 – O Projeto Grande Pequena Imprensa – encerramento 2014

Apresentação: Carlos Eduardo Lins da Silva (Projor) e Ana Toni (GIP)

15h – Moneytech – Tendências de monetização para pequenos jornais, ou seriam empresas de informação e serviços em multiplataforma? A formação de portais de serviços com casos reais. As ameaças e oportunidades trazidas pela migração para mobile. A necessidade de diversificação de plataformas e fontes de receita. As estratégias para serviços hiperlocais com geotags de informação. O jornal como canalizador de público para comércio e serviços locais e como monetizar isso além de assinaturas e publicidade.

Palestrante: Prof. Francisco Belda (Unesp)

16h – Coffee Break

16h20 – Mobilidade e Classe C – A explosão dos smartphones é irreversível. Com sua adoção massiva no Brasil, toda uma geração de consumidores, especialmente os da classe C, entrará rapidamente em contato com notícias apenas pelo celular. Como conhecer melhor esse leitor e desenvolver uma estratégia de conteúdo e distribuição para abocanhar esse mercado?

Apresentação: Marketing Insights do Google Brasil

17h20 – Soluções de monetização para apps – Quer fazer dos seus aplicativos um modelo de negócio rentável? Conheça a AdMob, plataforma do Google para apps, ferramentas e soluções de monetização para todos os mercados (Android, iOS e WP8).

Apresentação: Caio Occhini (Google). Mediação: Adriana Garcia (OrbitaLab)

18h20 – Esquenta para o Hackathon

Descritivo rápido da atividade de sábado, incluindo o foco em superusuários (personas). Workflow de construção de um app. Explicação do processo.

Apresentação: Neto Marin (Google) e Adriana Garcia (OrbitaLab)

>> 29 de Novembro de 2014 – Sábado

8h – Credenciamento/café

9h – Apresentação da Jornada

9h30 – Formação de times

10h30 – Entrevistas com usuários

11h30 – Definição de ideias

12h45/13h45 – almoço

13h45 – Desenvolvimento – Atividades com mentores

Mentores: Leandro Beguoci e Angela Pimenta

15h45 – Coffee break

17h – Apresentação dos protótipos para julgamento

18h – Coquetel e premiação

Palestrantes, mentores e jurados

>> Adriana Garcia é sócia-fundadora e diretora criativa do OrbitaLab, um projeto baseado em São Paulo com missão de acelerar a inovação em jornalismo e comunicação. Consultora, professora e palestrante, é Stanford Knight Fellow (2012/13) e atuou como facilitadora no Hasso Plattner Institute of Design (d.school), na mesma universidade. Trabalhou na área editorial por mais de duas décadas em veículos como Folha de S. Paulo, Exame, Veja SP e na agência de notícias internacional Reuters, onde criou o serviço online em português em 1999. Tem mestrado em Jornalismo, mercado e tecnologia pela ECA-USP e foi professora da Faculdade Cásper Líbero. Acredita que o jornalismo só tem a ganhar ao adotar as metodologias das startups de tecnologia. Adriana é também curadora deste workshop.

>> Alberto Dines é jornalista e professor de jornalismo. Lançou e dirigiu diversas revistas e jornais no Brasil e em Portugal. Leciona jornalismo desde 1963. Em 1974, foi professor visitante da Escola de Jornalismo da Universidade de Columbia, Nova York. Foi editor-chefe do Jornal do Brasil durante 12 anos e diretor da sucursal da Folha de S.Paulo no Rio de Janeiro. Dirigiu o Grupo Abril em Portugal, onde lançou a revista Exame. Autor do clássico “O papel do jornal” (Artenova), entre outros livros. É diretor editorial do Projor e editor-responsável do Observatório da Imprensa na internet e na TV.

>> Ana Toni é formada em economia e estudos sociais (Universidade de Swansea), mestre em políticas da economia mundial (London School of Economics and Political Sciences) e doutoranda em políticas sociais (Universidade Estadual do Rio de Janeiro). Foi diretora da Fundação Ford no Brasil (2003-2011) e diretora executiva da ActionAid Brasil (1998-2002). Na ActionAid UK (1990-1993), foi assessora de políticas da organização. Teve uma longa trajetória no Greenpeace, como diretora da unidade de políticas do Greenpeace Internacional (1993-1997) e como Conselheira Sênior do Greenpeace Alemanha. Ana é membro do conselho editorial do Le Monde Diplomatique Brasil e do Fundo Baobá por Igualdade Racial, ex-conselheira da Wikimedia Foundation e integrante da Rede de Mulheres Brasileiras Líderes pela Sustentabilidade. Desde 2011, preside o Conselho do Greenpeace Internacional. Ana é sócia fundadora do GIP – Gestão de Interesse Público.

>> Angela Pimenta é mestre em jornalismo pela Universidade Columbia (EUA). Foi editora sênior da revista Exame (2007-2011), repórter e editora da revista Veja (1991-2001) e cobriu economia e relações internacionais de Nova York para a BBC Brasil e GloboNews, entre outros órgãos (2003 e 2007). Representou a Online News Association (ONA) no Brasil de 2009 a 2014.

>> Caio Occhini é formado em administração pública pela FGV-SP. Atua desde de 2011 no mercado digital e trabalhou com mídia performance na F.biz e com vendas e gestão de contas na RevMob, rede de anúncios mobile. É responsável por Parcerias Estratégicas para AdMob no Google Brasil.

>> Carlos Eduardo Lins da Silva é jornalista e professor de jornalismo. Mestre pela Michigan State University, doutor e livre-docente em comunicação pela USP, foi correspondente internacional nos EUA e diretor-adjunto de Redação dos jornais Folha de S.Paulo e Valor Econômico. Na Folha, exerceu também a função de ombudsman. Autor do clássico “Muito além do Jardim Botânico” (Summus), entre outros. É presidente do Projor, consultor de comunicação da Fapesp e editor das revistas Política Externa e Columbia Journalism Review (edição brasileira).

>> Francisco Rolfsen Belda é jornalista e mestre em Ciências da Comunicação pela ECA-USP e doutor em Engenharia de Produção pela EESC-USP. Atuou como repórter e editor de jornais impressos no interior paulista e fundou, em 2005, a editora Casa da Árvore. Foi bolsista do CNPq e atou como pesquisador no Instituto de Estudos Avançados da USP em São Carlos na área de difusão científica multimídia. Entre 2009 e 2011, foi gerente de internet e diretor do jornal Tribuna Impressa, tendo coordenado a criação do portal Araraquara.com. Atualmente, é professor do Curso de Jornalismo e do Programa de Pós-Graduação em Televisão Digital da Universidade Estadual Paulista (Unesp) em Bauru, e pesquisa novos modelos de negócio e conteúdo para veículos jornalísticos em mídia impressa e digital.

>> Leandro Beguoci é jornalista, é editor-chefe da F451, professor da FAAP e da Escola São Paulo, colunista da revista VIP e membro do OrbitaLab. Entrevistou o papa Bento 16 e Edward Snowden, o homem que revelou o sistema de espionagem do governo dos EUA. Foi um dos criadores do primeiro debate político-eleitoral da internet brasileira, no iG.

>> Marina Atoji é jornalista formada pela USP. É gerente-executiva da Abraji – Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo e secretária-executiva do Fórum de Direito de Acesso a Informações Públicas, coordenado pela Abraji. Responsável pelos cursos on-line oferecidos pela associação. Anteriormente, trabalhou na ONG Transparência Brasil como editora e redatora do projeto Excelências.

>> Neto Marin é graduado em análise de sistemas pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2007). Trabalha com desenvolvimento de software desde 2002 e desde 2005 tem se especializado em softwares para dispositivos móveis, com passagens pelas principais empresas de TI e institutos de pesquisa no Brasil e palestrante nos principais eventos nacionais e internacionais de tecnologia. Trabalha atualmente no Google em São Paulo como developer advocate, responsável por promover as tecnologias Android, Cloud e Social do Google para o Brasil e América Latina.

Informações

** Celestino Vivian – celestinoavivian@gmail.com – Tel. (11) 99686-5504

** Sandra Muraki – projetos@projor.org.br – Tel. (11) 99263-4746

www.projor.org.br

www.observatoriodaimprensa.com.br

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem