Charge sobre abdicação do rei da Espanha é censurada | Observatório da Imprensa - Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito
Sexta-feira, 17 de Agosto de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1000
Menu

IMPRENSA EM QUESTãO > ‘EL JUEVES’

Charge sobre abdicação do rei da Espanha é censurada

Por Priscila Guilayn em 10/06/2014 na edição 802
Reproduzido do Globo.com, 6/6/2014

O rei Juan Carlos I coloca uma coroa suja e malcheirosa na cabeça do príncipe Felipe, que está ajoelhado e parece temeroso. Esta é a charge que deveria ter saído na capa do último número de El Jueves, a revista de humor mais antiga da Espanha. El Jueves vem fazendo, semanalmente, críticas sobre assuntos da atualidade desde 1977, e não seria diferente com a abdicação do monarca, na passada segunda-feira. No entanto, a revista foi censurada antes de chegar às bancas e 60 mil exemplares teriam sido destruídos. A foto da capa já tinha sido difundida, dias antes de sua distribuição, através da conta oficial de El Jueves em Twitter.

Por causa disso, veteranos da revista vão anunciando, entre ontem e hoje, suas demissões – por enquanto, oito já comunicaram sua saída –, entre eles, os ex-diretores Manel Fontdevila e Albert Monteys. Não é a primeira vez que Fontdevila, cartunista que desenhou a capa da abdicação do rei, teve uma charge sua relacionada com a Casa Real censurada. Em julho de 2007, a Audiência Nacional ordenou a retirada das bancas de El Jueves, cuja capa fazia referência ao chamado “cheque bebê”, uma ajuda de 2.500 euros por nascimento, que o governo acabava de aprovar. Era a caricatura dos príncipes de Asturias nus, fazendo sexo enquanto Felipe dizia: “Você já percebeu? Se você fica grávida…” E Letizia respondia: “Isso vai ser o mais parecido a trabalhar que eu tenha feito na minha vida.” Antes disso, a revista tinha sido censurada duas vezes, em 1977, antes da promulgação da Constituição.

A editora RBA, que comprou El Jueves há oito anos, tomou a decisão de censurar a charge da capa, mas não se sabe se houve ou não pressão direta da Casa Real, que nega qualquer interferência e afirma desconhecer que a abdicação seria o tema de capa de El Jueves. A ordem interna na revista, segundo fontes do semanal contam em meios locais, é não colocar o rei na capa nas próximas semanas.

A capa que substituiu a charge da abdicação do rei – e chegou ontem às bancas – foi a caricatura de Pablo Iglesias, líder do recém-nascido partido Podemos, que em apenas três meses, conseguiu mais de 1,2 milhão de votos e cinco cadeiras no Parlamento europeu. O título é “Nasce uma estrela”.

******

Priscila Guilayn, para o Globo

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem