Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

IMPRENSA EM QUESTãO > CASO JÚLIO LANCELLOTTI

A guerra santa na TV

Por Alberto Dines em 02/11/2007 na edição 457

Foi uma sábia decisão das autoridades manter sob sigilo as investigações sobre o caso do padre Lancellotti, mas é preciso lembrar que as irresponsabilidades na cobertura do caso não se limitam ao vazamento de informações por parte da polícia; alguns veículos da mídia estão procurando confundir o andamento das investigações com pistas falsas e  testemunhas suspeitas.


A rede Record ganha de longe neste tipo de manipulação do noticiário.  Exemplo é a  testemunha-bomba, ex-funcionária da Casa Vida, que teria visto o padre em situações embaraçosas.


A personagem e suas revelações estão envoltas em suspeições, mas sua aparição serviu para mostrar como informações capciosas marteladas por um poderoso veículo de comunicação podem tumultuar a busca da verdade.


Está parecendo que o conglomerado Record pretende reeditar a Guerra Santa dos anos 90 quando um dos seus pastores chutou diante das câmeras uma imagem católica.


Se esta é a tática que o conglomerado do bispo Edir Macedo  pretende adotar para acabar com o que chamou de ‘monopólio da informação’, fez a opção errada.


O telespectador pode ser enganado algumas vezes, mas não pode ser enganado sempre.

Todos os comentários

  1. Comentou em 09/04/2009 Rafaela Ribeiro

    Olá,
    Tenho um trabalho a ser feito sobre a história do Barão Vermelho e gostaria de saber mais sobre a história da banda.
    Por acaso vcs teriam o e-mail do Ezequiel Neves ou Rodrigo Pinto? Autores do livro sobre o Barão.

    Aguardo retorno

    Rafaela

  2. Comentou em 06/11/2007 Paulo9 Bandarra

    O comportamento da TV de propriedade de uma religião apenas aponta para o erro igual de se deixar criar estados religiosos ou mídias com o mesmo objetivo particular!

  3. Comentou em 02/11/2007 marcos omag

    O surgimento de suposta testemunhas de romance homossexual do Padre em nada influi na opinião do público laico sobre a honestidade ou não do Sacerdote.Esta ‘informação’ interessa ao público ‘interno’ da denominação religiosa chefiada pelo Sr. Edir Macedo, mais sensível ao assunto ‘moral’.O uso, condenável,da tal testemunha em ‘off’ da vida íntima do Padre, por parte da televisão Record desmonta a tese de setores conservadores pela qual a ‘Record News’ seria um instrumento do PT para combater o ‘jornalismo’ da televisão ‘Globo’. O Padre Júlio Lancellotti,porta-voz dos ‘sem-nada’ da sociedade paulistana,incomoda bastante a elite econômica da capital paulista e seus representantes reacionários que estão à testa do Estado e prefeitura da capital,respectivamente.Em um momento em que os moradores da Cracolândia são despejados de suas moradias, e deixados ao léu em face da entrega daquela área a grandes empresas (através de negociações que já são alvo de investigação na Câmara Municipal),desacreditar o Padre Júlio seria alvo bem conveniente para poderosos interesses.

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem