Domingo, 21 de Outubro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1009
Menu

IMPRENSA EM QUESTãO >

Blogueiro saudita libertado após quatro meses

29/04/2008 na edição 483

O blogueiro saudita Fouad al-Farhan, preso há quatro meses sem acusação formal, foi libertado no sábado (26/4). Farhan foi detido em dezembro por ‘violar as regras’, mas nenhuma acusação formal foi feita. O blogueiro teria enviado uma mensagem a amigos, duas semanas antes de ser preso, dizendo que esperava a detenção por ter escrito sobre um grupo de reformistas presos em fevereiro de 2007 por supostas ligações com financiamento de ações terroristas. Farhan também havia criticado diversas figuras públicas sauditas e o extremismo religioso no reino muçulmano.

Seu caso levou a protestos na blogosfera e de organizações internacionais pelos direitos humanos. O governo dos EUA chegou a se manifestar contra a prisão. Segundo o porta-voz do Departamento de Estado americano, Sean McCormack, o assunto foi discutido com autoridades sauditas em Riad, em janeiro. ‘Nossa mensagem ao governo saudita foi clara. Os EUA defendem a liberdade de expressão… Se as pessoas quiserem se expressar, seja pela internet ou por outros meios, seja na Arábia Saudita ou em qualquer outro lugar do mundo, nós estaremos do lado da liberdade de expressão’, afirmou.

Violação

Amigos de Farhan mantinham um blog para tratar de seu caso, mas a página foi bloqueada no início de abril junto com dois outros sítios com o mesmo tema. De acordo com Mufleh al-Kahtani, vice-presidente da Sociedade Nacional pelos Direitos Humanos, é positivo o fato de o blogueiro ter sido libertado dentro do período legal de seis meses em que um preso deve ser ou acusado oficialmente e julgado ou libertado.

‘Esperamos que ele não tenha sido detido por expressar suas opiniões, já que isso seria uma violação de regras que garantem a liberdade de expressão para qualquer pessoa’, completou, lembrando, entretanto, que as razões para a detenção de Farhan continuam um mistério. O diário al-Watan citou o vice-ministro do Interior, príncipe Ahmed bin Abdul Aziz, dizendo que o blogueiro teria ‘se prejudicado’, mas não entrou em detalhes. Informações da AFP [27/4/08].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem