Sábado, 19 de Agosto de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº954

IMPRENSA EM QUESTãO > FOX NEWS vs CNN

Canais travam batalha em cobertura política

26/01/2007 na edição 417

Uma reportagem sobre o senador Barack Obama foi o estopim para uma verdadeira batalha travada esta semana entre os canais de notícias CNN e Fox News. Publicada no sítio da revista conservadora Insight – que pertence ao Washington Times –, a reportagem afirmava que o democrata Obama, quando criança na Indonésia, freqüentava uma madrassa, escola tradicional islâmica. O senador, que passou alguns anos em Jacarta quando garoto, é cristão. O artigo atribuía a informação a ‘pesquisadores ligados’ à também senadora democrata Hillary Clinton.


Os dois políticos devem ser os principais candidatos a disputar a vaga democrata na corrida presidencial de 2008. Representantes de Obama, do Illinois, e de Hillary, de Nova York, denunciaram a reportagem da Insight, que classificaram de falsa e de um esforço para caluniar dois nomes democratas ao mesmo tempo. Esta semana, com o anúncio de Hillary de que está na disputa, a cobertura sobre as eleições do ano que vem começou a ganhar destaque na mídia americana.


A conservadora Fox News debateu a reportagem sobre Obama em dois de seus programas. O tema foi abordado também por diversos programas de rádio conservadores. A rival CNN resolveu entrar na discussão determinada a provar a falsidade das informações da Insight e a questionar a qualidade jornalística da Fox News. O diretor político da CNN, Sam Fiest, enviou o correspondente John Vause de Pequim para Jacarta, após assistir ao debate sobre o assunto no programa Fox and Friends.


Alfinetadas


A reportagem produzida por Vause dava conta de que a escola citada não tinha ligações com o fundamentalismo islâmico. O diretor da escola afirmava que se tratava de uma ‘escola pública’ sem foco na religião. O presidente da CNN nos EUA, Jon Klein, afirmou que a reportagem da rede não foi exatamente uma resposta à Fox, ‘apesar deles [a emissora concorrente] terem repetido o rumor da Insight sem nem ao menos se preocupar em apurar os fatos’.


Em comentários após a reportagem de Vause, os apresentadores da CNN Wolf Blitzer e Anderson Cooper continuaram a cutucar a Fox News. ‘A CNN fez o que qualquer organização de notícias séria deveria fazer neste tipo de situação. Nós conduzimos uma investigação exclusiva em primeira mão na Indonésia para checar a escola’, afirmou Blitzer. ‘Esta é a diferença entre falar sobre notícias e reportá-las. Nós mandamos um repórter, apuramos os fatos, e você decide em casa’, completou Cooper.


Em resposta, Irena Briganti, porta-voz da Fox News, afirmou que a CNN está tentando ganhar publicidade ao atacar sua principal rival. Com relação ao comentário de Cooper, ela foi ríspida: ‘Mais uma tentativa desesperada por atenção da ‘Paris Hilton do jornalismo televisivo’, Anderson Cooper’. Informações de Bill Carter [The New York Times, 24/1/07].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem