Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

IMPRENSA EM QUESTãO > ELEIÇÕES NOS EUA

Crise financeira leva MTV a aceitar anúncio político

26/06/2008 na edição 491

Vinte e sete anos depois de sua criação, a MTV dos EUA abandonou a regra de não veicular anúncios políticos em sua programação. De acordo com o CEO Phillippe Dauman, da Viacom, os motivos foram financeiros. ‘Não estamos em posição de recusar um bom pagador’, diz. As ações da companhia estão em queda desde o dia 15/5. O canal de música voltado ao público jovem estipulou, entretanto, algumas normas: só valem peças das campanhas dos candidatos presidenciais Barack Obama e John McCain ou dos partidos Democrata e Republicano. Não serão aceitas as de grupos independentes – em geral, mais polêmicas.


Agora, o único canal da Viacom que não aceita anúncios políticos é o infantil Nickelodeon. Os canais Comedy Central e Spike TV já aceitavam propagandas deste tipo desde as últimas eleições. ‘Até agora, a MTV estava conectada aos votos dos jovens através da campanha ‘Escolha ou Perca’, que os incentiva a votar’, explica a porta-voz Jeannie Kedas. ‘Revimos a política da emissora e decidimos que permitir os anúncios seria bom para a nossa audiência jovem e complementaria a campanha deste ano’. Com informações de Michael Learmonth [Silicon Alley Insider, 25/6/08], Andy Fixmera [Bloomberg, 25/6/08] e Alex Weprin [Broadcasting & Cable, 25/6/08].


Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem