Sábado, 18 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

ENTRE ASPAS > TV DIGITAL

Daniel Castro

05/10/2005 na edição 349


‘Em audiência pública no Senado, na semana passada, o ministro das Comunicações, Hélio Costa, disse que as primeiras transmissões da TV digital no país deverão ser feitas nas principais capitais durante a Copa de 2006.


A Globo, que detém os direitos do Mundial, e a Eletros (associação dos fabricantes de televisores) dizem que isso será impossível.


A Eletros afirma que os primeiros televisores digitais fabricados no país e adequados às transmissões feitas no Brasil só estarão nas lojas de um ano a um ano e meio após o governo federal escolher qual sistema de TV digital (‘brasileiro’, americano, europeu ou japonês) será adotado.


Se o governo cumprir a atual promessa de definir o sistema até fevereiro de 2006, na melhor das hipóteses haverá televisores digitais no mercado sete meses após o fim da Copa da Alemanha.


A Globo prevê estar pronta para transmitir em TV digital dez meses após a escolha do padrão, ou seja, só no final de 2006. E a emissora implantará seu sistema de transmissão digital paulatinamente. Começará por São Paulo.


Mesmo na TV paga, que já está parcialmente digitalizada, será praticamente impossível assistir à Copa em alta definição. O SporTV diz que está preparado para receber e transmitir em alta definição, mas depende das operadoras. E as operadoras afirmam que não farão isso porque não haverá televisores digitais suficientes.


OUTRO CANAL


Índex Lista de aparições politicamente incorretas só no primeiro capítulo de ‘Bang Bang’, nova novela das 19h (horário livre) da Globo: cigarro, bebidas alcoólicas destiladas, armas de fogo, tiros, assassinatos, assaltos, maus-tratos a animais e preconceito contra idosos. Sem contar que teve um desenho animado sangrento.


Ranking A audiência da estréia de ‘Bang Bang’ foi de 37 pontos, contra 32 de ‘A Lua me Disse’, prejudicada quando entrou no ar pelo sofrível desempenho de sua antecessora, ‘Começar de Novo’. O último capítulo de ‘A Lua’, na última sexta, cravou 40 pontos.


Beicinho Fernanda Lima, como atriz, até que coreografa bem.


Luto A família de Ronald Golias, que morreu na semana passada, pediu e o SBT atendeu: a exibição do seriado ‘Meu Cunhado’, mesmo com boa audiência, está temporariamente suspensa desde o último domingo. Foi substituído pelo enlatado ‘Everwood’. Sete episódios permanecem inéditos.


Agenda A Band exibirá em dezembro mais três especiais sobre Chico Buarque, produzidos pela DirecTV (os três primeiros foram ao ar em julho). ‘Anos Dourados’, sobre Chico e Tom Jobim, vai ao ar dia 4 de dezembro, às 22h30. Depois, dia 11, também às 22h30, vêm ‘Estação Derradeira’ (Chico com a Mangueira) e, dia 18, às 23h30, ‘Bastidores’ (Chico e sua criação para o teatro).’



TV RECORD


Daniel Castro


‘Apocalipse abre documentário na Record’, copyright Folha de S. Paulo, 4/10/2005


‘A Record vai gastar R$ 1,4 milhão e mobilizará 23 repórteres na produção de quatro documentários que exibirá em dezembro. Todos os programas, tratados como ‘superproduções’, abordarão o mesmo tema: ‘Fim dos Tempos – Ameaças de Extinção da Existência Humana na Terra’.


A série inaugurará o núcleo de documentários (atualmente, só a Cultura tem estrutura para o gênero). ‘É um embrião para a grade do ano que vem’, diz Douglas Tavolaro, diretor de jornalismo.


Segundo Tavolaro, ‘Fim dos Tempos’ contemplará aspectos científicos, religiosos, políticos e econômicos do apocalipse. Haverá reportagens internacionais sobre clonagem humana (Japão e Coréia do Sul), fome (Moçambique, Índia, Haiti), aids (África do Sul), cenários de guerras (Hiroshima, faixa de Gaza, Afeganistão), civilizações desaparecidas (México, Finlândia, Itália), terror islâmico (EUA, Reino Unido, Espanha, Turquia) e crenças.


Serão usados de ‘Último Dia’, produção da BBC, que mostra cinco formas de fim do mundo (supervírus, catástrofes naturais, chuva de meteoros, explosões atômicas e guerra nuclear).


Recursos de animação em 3D mostrarão a virtual desertificação da Amazônia. Dramatização com atores reconstituirá a disseminação do vírus da gripe do frango. Todo o material será telecinado, acabamento que o deixará parecido com filme feito para cinema.


OUTRO CANAL


Escala Christiane Pelajo desembarca amanhã de Paris e à noite já apresenta o ‘Jornal da Globo’, ao lado de William Waack. Mesmo de férias, fez duas entrevistas na França.


Plebiscito As participações de Wagner Moura e Lázaro Ramos no horário eleitoral do referendo do desarmamento, sábado, contrariam normas da Globo. A emissora não permite que atores que estão no ar se engajem em campanhas. Até o final de semana, Moura estava em ‘A Lua me Disse’ e Ramos, no ‘Fantástico’. Como a Globo, ambos defendem o desarmamento.


Estrutura Ex-presidente da Record, Dennis Munhoz assumiu o cargo de superintendente jurídico e de gestão estratégica da Rede TV!. Também ontem, todos os diretores da emissora (como o de jornalismo e o artístico) passaram a ter status de superintendentes.


Vem aí Silvio Santos está gravando um novo programa para o SBT. ‘Rei Majestade’, que ele mesmo criou, é uma espécie de competição musical entre dois veteranos da música brasileira.


Sucesso O canal pago Nickelodeon gravou sábado no Hopi Hari a sexta edição do ‘Meus Prêmios Nick’. A maratona de shows, que terminou em grande estilo com Capital Inicial sob chuva, não irá ao ar em um programa especial, como nos anos anteriores. A exibição será, a partir do dia 12, em pílulas de até três minutos.’



IBOPE


Keila Jimenez


‘Ibope põe fim ao ‘caderninho’ ‘, copyright O Estado de S. Paulo, 5/10/2005


‘O Ibope, instituto que mede audiência da TV, marca hoje o fim da era do ‘caderninho’ entre os seus métodos de aferição dos dados. Florianópolis (SC) ganha hoje os primeiros dados aferidos pelo peoplemeter , aparelho instalado em residências que registra a audiência e transmite os dados automaticamente para a central do Ibope.


Florianópolis era a última praça atendida pelo Ibope a usar o método ‘questionável’ de medição de audiência por caderninho. Pelo antigo método, as pessoas da amostragem anotam diariamente o programa e o horário em que assistiram a um canal. No final do mês, um agente do Ibope passava nas casas que fazem parte da amostragem para pegar o tal ‘caderninho’ e contabilizar os dados.


Antes de Florianópolis, Brasília e Fortaleza também abandonaram o ‘caderninho’ e ganharam peoplemeter. Ao todo são dez capitais que utilizam o método.


Em Florianópolis, o peoplemeter será instalado em 220 domicílios, o que também ampliará o horário de pesquisa para 24 horas (o método anterior media a audiência entre 6h e 1h).


Instalado há poucos dias, o método de aferição era uma antiga reivindicação das emissoras locais. No ano passado, a Rede SC (SBT), Barriga Verde (Band) Rede TV Sul e Rede Record SC publicaram anúncio institucional reivindicando urgentemente e instalação do peoplemeter na região.


Segundo as emissoras, nas cidades onde foi adotado o peoplemeter verificou-se uma alteração de cerca de 30% na audiência com relação à aferição anterior.’



NET & EMBRATEL


Renato Cruz


‘Embratel incorpora participação na Net ‘, copyright O Estado de S. Paulo, 4/10/2005


‘A Embratel Participações decidiu incorporar os 37,1% de participação na Net, maior empresa de TV a cabo do Brasil, que pertencem à sua controladora, a mexicana Telmex, segundo fato relevante. A operadora também vai ficar com 100% do capital da Telmex do Brasil, que detém a infra-estrutura que pertencia à AT&T Latin America. A Embratel convocou uma assembléia de acionistas para o próximo dia 24 para tratar do assunto.


Segundo comunicado, a incorporação permitirá expandir a atuação da Embratel em outros segmentos, ‘notadamente na prestação de serviços de telefonia local para os mercados de pequenas e médias empresas e residencial’.


A rede da Net passa por 6,7 milhões de residências e 700 mil empresas pequenas e médias. Ela possui mais de 6 mil quilômetros de fibras ópticas. A Telmex do Brasil, por outro lado, conta com 500 quilômetros de redes de fibras metropolitanas em oito cidades, conectando mais de mil prédios corporativos. A empresa destacou que as incorporações irão transformar a Embratel Participações ‘no veículo único na estratégia de crescimento da Telmex no mercado brasileiro de telecomunicações.’


Os ativos a serem incorporados foram avaliados em R$ 978 milhões. A holding da Embratel irá emitir um montante equivalente de ações ordinárias, que serão trocadas pelas participações. De acordo com o fato relevante, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) já deu sinal verde para a operação, não sendo mais necessária aprovação governamental.


O banco Merrill Lynch destacou, em relatório, que o movimento era bastante esperado, pois a Embratel anunciou em maio que iria avaliar os ativos de sua controladora no Brasil. Com a operação, a Telmex receberá 230,4 bilhões de ações com direito a voto da Embratel, elevando sua participação de 64% para 72%. A instituição considerou razoável o preço de R$ 0,84 por ação da Net, que ficou entre os R$ 0,64 pagos pela Telmex às Organizações Globo há seis meses e a atual cotação, por volta de R$ 1.


Já a corretora Brascan questionou a estratégia de oferecer telefonia com tecnologia de voz sobre protocolo de internet (IP, na sigla em inglês), usando a rede da Net. ‘Há um efeito reverso que passa pela canibalização do código de longa distância da operadora, pois certamente o uso da telefonia IP por estes novos assinantes da operadora será uma alternativa mais barata’.’


Todos os comentários

ENTRE ASPAS > TV DIGITAL

Daniel Castro

05/10/2005 na edição 349


‘Em audiência pública no Senado, na semana passada, o ministro das Comunicações, Hélio Costa, disse que as primeiras transmissões da TV digital no país deverão ser feitas nas principais capitais durante a Copa de 2006.


A Globo, que detém os direitos do Mundial, e a Eletros (associação dos fabricantes de televisores) dizem que isso será impossível.


A Eletros afirma que os primeiros televisores digitais fabricados no país e adequados às transmissões feitas no Brasil só estarão nas lojas de um ano a um ano e meio após o governo federal escolher qual sistema de TV digital (‘brasileiro’, americano, europeu ou japonês) será adotado.


Se o governo cumprir a atual promessa de definir o sistema até fevereiro de 2006, na melhor das hipóteses haverá televisores digitais no mercado sete meses após o fim da Copa da Alemanha.


A Globo prevê estar pronta para transmitir em TV digital dez meses após a escolha do padrão, ou seja, só no final de 2006. E a emissora implantará seu sistema de transmissão digital paulatinamente. Começará por São Paulo.


Mesmo na TV paga, que já está parcialmente digitalizada, será praticamente impossível assistir à Copa em alta definição. O SporTV diz que está preparado para receber e transmitir em alta definição, mas depende das operadoras. E as operadoras afirmam que não farão isso porque não haverá televisores digitais suficientes.


OUTRO CANAL


Índex Lista de aparições politicamente incorretas só no primeiro capítulo de ‘Bang Bang’, nova novela das 19h (horário livre) da Globo: cigarro, bebidas alcoólicas destiladas, armas de fogo, tiros, assassinatos, assaltos, maus-tratos a animais e preconceito contra idosos. Sem contar que teve um desenho animado sangrento.


Ranking A audiência da estréia de ‘Bang Bang’ foi de 37 pontos, contra 32 de ‘A Lua me Disse’, prejudicada quando entrou no ar pelo sofrível desempenho de sua antecessora, ‘Começar de Novo’. O último capítulo de ‘A Lua’, na última sexta, cravou 40 pontos.


Beicinho Fernanda Lima, como atriz, até que coreografa bem.


Luto A família de Ronald Golias, que morreu na semana passada, pediu e o SBT atendeu: a exibição do seriado ‘Meu Cunhado’, mesmo com boa audiência, está temporariamente suspensa desde o último domingo. Foi substituído pelo enlatado ‘Everwood’. Sete episódios permanecem inéditos.


Agenda A Band exibirá em dezembro mais três especiais sobre Chico Buarque, produzidos pela DirecTV (os três primeiros foram ao ar em julho). ‘Anos Dourados’, sobre Chico e Tom Jobim, vai ao ar dia 4 de dezembro, às 22h30. Depois, dia 11, também às 22h30, vêm ‘Estação Derradeira’ (Chico com a Mangueira) e, dia 18, às 23h30, ‘Bastidores’ (Chico e sua criação para o teatro).’



TV RECORD


Daniel Castro


‘Apocalipse abre documentário na Record’, copyright Folha de S. Paulo, 4/10/2005


‘A Record vai gastar R$ 1,4 milhão e mobilizará 23 repórteres na produção de quatro documentários que exibirá em dezembro. Todos os programas, tratados como ‘superproduções’, abordarão o mesmo tema: ‘Fim dos Tempos – Ameaças de Extinção da Existência Humana na Terra’.


A série inaugurará o núcleo de documentários (atualmente, só a Cultura tem estrutura para o gênero). ‘É um embrião para a grade do ano que vem’, diz Douglas Tavolaro, diretor de jornalismo.


Segundo Tavolaro, ‘Fim dos Tempos’ contemplará aspectos científicos, religiosos, políticos e econômicos do apocalipse. Haverá reportagens internacionais sobre clonagem humana (Japão e Coréia do Sul), fome (Moçambique, Índia, Haiti), aids (África do Sul), cenários de guerras (Hiroshima, faixa de Gaza, Afeganistão), civilizações desaparecidas (México, Finlândia, Itália), terror islâmico (EUA, Reino Unido, Espanha, Turquia) e crenças.


Serão usados de ‘Último Dia’, produção da BBC, que mostra cinco formas de fim do mundo (supervírus, catástrofes naturais, chuva de meteoros, explosões atômicas e guerra nuclear).


Recursos de animação em 3D mostrarão a virtual desertificação da Amazônia. Dramatização com atores reconstituirá a disseminação do vírus da gripe do frango. Todo o material será telecinado, acabamento que o deixará parecido com filme feito para cinema.


OUTRO CANAL


Escala Christiane Pelajo desembarca amanhã de Paris e à noite já apresenta o ‘Jornal da Globo’, ao lado de William Waack. Mesmo de férias, fez duas entrevistas na França.


Plebiscito As participações de Wagner Moura e Lázaro Ramos no horário eleitoral do referendo do desarmamento, sábado, contrariam normas da Globo. A emissora não permite que atores que estão no ar se engajem em campanhas. Até o final de semana, Moura estava em ‘A Lua me Disse’ e Ramos, no ‘Fantástico’. Como a Globo, ambos defendem o desarmamento.


Estrutura Ex-presidente da Record, Dennis Munhoz assumiu o cargo de superintendente jurídico e de gestão estratégica da Rede TV!. Também ontem, todos os diretores da emissora (como o de jornalismo e o artístico) passaram a ter status de superintendentes.


Vem aí Silvio Santos está gravando um novo programa para o SBT. ‘Rei Majestade’, que ele mesmo criou, é uma espécie de competição musical entre dois veteranos da música brasileira.


Sucesso O canal pago Nickelodeon gravou sábado no Hopi Hari a sexta edição do ‘Meus Prêmios Nick’. A maratona de shows, que terminou em grande estilo com Capital Inicial sob chuva, não irá ao ar em um programa especial, como nos anos anteriores. A exibição será, a partir do dia 12, em pílulas de até três minutos.’



IBOPE


Keila Jimenez


‘Ibope põe fim ao ‘caderninho’ ‘, copyright O Estado de S. Paulo, 5/10/2005


‘O Ibope, instituto que mede audiência da TV, marca hoje o fim da era do ‘caderninho’ entre os seus métodos de aferição dos dados. Florianópolis (SC) ganha hoje os primeiros dados aferidos pelo peoplemeter , aparelho instalado em residências que registra a audiência e transmite os dados automaticamente para a central do Ibope.


Florianópolis era a última praça atendida pelo Ibope a usar o método ‘questionável’ de medição de audiência por caderninho. Pelo antigo método, as pessoas da amostragem anotam diariamente o programa e o horário em que assistiram a um canal. No final do mês, um agente do Ibope passava nas casas que fazem parte da amostragem para pegar o tal ‘caderninho’ e contabilizar os dados.


Antes de Florianópolis, Brasília e Fortaleza também abandonaram o ‘caderninho’ e ganharam peoplemeter. Ao todo são dez capitais que utilizam o método.


Em Florianópolis, o peoplemeter será instalado em 220 domicílios, o que também ampliará o horário de pesquisa para 24 horas (o método anterior media a audiência entre 6h e 1h).


Instalado há poucos dias, o método de aferição era uma antiga reivindicação das emissoras locais. No ano passado, a Rede SC (SBT), Barriga Verde (Band) Rede TV Sul e Rede Record SC publicaram anúncio institucional reivindicando urgentemente e instalação do peoplemeter na região.


Segundo as emissoras, nas cidades onde foi adotado o peoplemeter verificou-se uma alteração de cerca de 30% na audiência com relação à aferição anterior.’



NET & EMBRATEL


Renato Cruz


‘Embratel incorpora participação na Net ‘, copyright O Estado de S. Paulo, 4/10/2005


‘A Embratel Participações decidiu incorporar os 37,1% de participação na Net, maior empresa de TV a cabo do Brasil, que pertencem à sua controladora, a mexicana Telmex, segundo fato relevante. A operadora também vai ficar com 100% do capital da Telmex do Brasil, que detém a infra-estrutura que pertencia à AT&T Latin America. A Embratel convocou uma assembléia de acionistas para o próximo dia 24 para tratar do assunto.


Segundo comunicado, a incorporação permitirá expandir a atuação da Embratel em outros segmentos, ‘notadamente na prestação de serviços de telefonia local para os mercados de pequenas e médias empresas e residencial’.


A rede da Net passa por 6,7 milhões de residências e 700 mil empresas pequenas e médias. Ela possui mais de 6 mil quilômetros de fibras ópticas. A Telmex do Brasil, por outro lado, conta com 500 quilômetros de redes de fibras metropolitanas em oito cidades, conectando mais de mil prédios corporativos. A empresa destacou que as incorporações irão transformar a Embratel Participações ‘no veículo único na estratégia de crescimento da Telmex no mercado brasileiro de telecomunicações.’


Os ativos a serem incorporados foram avaliados em R$ 978 milhões. A holding da Embratel irá emitir um montante equivalente de ações ordinárias, que serão trocadas pelas participações. De acordo com o fato relevante, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) já deu sinal verde para a operação, não sendo mais necessária aprovação governamental.


O banco Merrill Lynch destacou, em relatório, que o movimento era bastante esperado, pois a Embratel anunciou em maio que iria avaliar os ativos de sua controladora no Brasil. Com a operação, a Telmex receberá 230,4 bilhões de ações com direito a voto da Embratel, elevando sua participação de 64% para 72%. A instituição considerou razoável o preço de R$ 0,84 por ação da Net, que ficou entre os R$ 0,64 pagos pela Telmex às Organizações Globo há seis meses e a atual cotação, por volta de R$ 1.


Já a corretora Brascan questionou a estratégia de oferecer telefonia com tecnologia de voz sobre protocolo de internet (IP, na sigla em inglês), usando a rede da Net. ‘Há um efeito reverso que passa pela canibalização do código de longa distância da operadora, pois certamente o uso da telefonia IP por estes novos assinantes da operadora será uma alternativa mais barata’.’


Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem