Sexta-feira, 24 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

IMPRENSA EM QUESTãO > DOSSIÊ VEDOIN, ANO II

Escândalos e Operação Abafa-Escândalo

Por Alberto Dines em 18/09/2007 na edição 451

O primeiro aniversário do Dossiê Vedoin produziu apenas sussurros, o caso prossegue apenas no escurinho das diligências policiais. Difícil imaginar que a Polícia Federal investigue e torne público o seu próprio desempenho no episódio. E o desempenho da PF no episódio foi crucial – ela revelou a armação do dossiê, ela vazou para a imprensa as fotos proibidas da dinheirama apreendida e, em seguida, participou ativamente da Operação Abafa-Escândalo.


Como aconteceu com os militares depois de terminada a ditadura, não se deve esperar que a impecável PF preste contas à sociedade sobre o que se passou em suas entranhas. Quem sabe de tudo são os diários do ex-ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, que certamente só os publicará dentro de algumas décadas.


A nenhum grupo político interessa levantar o tapete para ver o lixo que debaixo dele acumulou-se ao longo deste ano. O PT assim como o PSDB não se mostram interessados em ressuscitar o dossiê, obviamente por razões diferentes.


Destinos semelhantes


A mídia, por sua vez, não quer remexer numa ferida ainda não cicatrizada. E por duas razões:


** Entre os envolvidos pelo escândalo está uma tradicional revista de informações, IstoÉ. Colocá-la no banco dos réus significa admitir que a impoluta imprensa também necessita de uma rigorosa corregedoria.


** A publicação das fotos da montanha de dinheiro apreendida pela PF na mesma noite em que aconteceu a tragédia com o Boeing da Gol produziu um escândalo dentro do escândalo, o ‘Complô da mídia contra o governo’. Nenhuma das partes gostaria de relembrar como a mídia foi torpemente usada para veicular um dossiê forjado.


Esquecer é a solução. Destino igual terá o ‘Escândalo do Coríntians’ ou ‘Caso Berezovski’, que ocupou as quatro revistas noticiosas do último fim de semana. História complicada para contar, difícil de entender e, sobretudo, inconveniente quando for inteiramente apurada.


***


Fracasso eloqüente


Copyright Folha de S.Paulo, editorial, 18/9/2007


Sempre que confrontados com denúncias de corrupção no governo, entusiastas do lulo-petismo se apressam em brandir o emblema da Polícia Federal (PF). Afirmam que nunca antes na história deste país tantos criminosos de colarinho branco foram investigados e, dependendo do caso, presos.


É bem verdade que a PF vem, ao longo dos últimos anos, se tornando um órgão mais atuante, que produziu grande número de operações policiais de alta visibilidade. O impacto dessa atuação tende a ser positivo. Exageram, porém, os que decretam ter a PF se tornado uma polícia de Estado, impermeável a pressões políticas. Aqui, os fracassos da corporação se tornam mais eloqüentes que seus sucessos.


Na noite do dia 15 de setembro do ano passado, petistas ligados à campanha do presidente Lula foram presos com R$ 1,7 milhão que seria usado para comprar um suposto dossiê com acusações contra tucanos. Os tais documentos revelaram-se uma patranha, mas a PF, em flagrante contraste com a propaganda que faz de si mesma, não foi até hoje capaz de esclarecer a origem do dinheiro, que poderia comprometer petistas de alto coturno com crimes fiscais e eleitorais.


As investigações estão paradas, não só no âmbito policial, como também no do Ministério Público, da Justiça e do próprio PT, que prometera esclarecer tudo. O delegado da PF Edmilson Bruno, que, contra determinação da superintendência, repassou à imprensa as fotografias do dinheiro, ficou um ano afastado de suas funções e respondeu a dezenas de procedimentos internos.


A PF por certo melhorou, mas ainda está a anos-luz da polícia de Estado republicana que se deseja. Pelo visto, no Brasil ainda vale a pena ser amigo do rei.


 


Leia também


Perguntas (ainda) sem respostas – Alberto Dines


Jornalismo fiteiro em versão moderna – A.D


IstoÉ revive a imprensa marrom – A.D


Assalto à imprensa – A.D


Os jornalistas, as fontes e os bandidos – A.D, com Mauro Malin


Os neocríticos da mídia – A.D


IstoÉ tenta explicar, mas não convence – A.D


A crítica desonesta da mídia – Luiz Weis


A imprensa e os aloprados – A.D


Jornalismo de quinta categoria – A.D


A cobertura, o inconformismo e a radicalização – Venício A. de Lima


O presidente-observador da imprensa – A.D


Só a crítica genuína acabará com o `jornalismo fiteiro´ – A.D


Cinco questões-chave sobre as fotos do dinheiro – A.D


Os cabrestos estão esgarçados – A.D


A imprensa ganhou o primeiro tempo – Luciano Martins Costa


O papel da mídia nas decisões de voto – Venício A. de Lima


Jornalista não faz isso. Então, isso não é jornalismo – Marinilda Carvalho


A culpa dos holofotes – A.D


Culpar a mídia pode tirar votos – A.D


A mídia continua no palanque – A.D


Falta alguém na investigação da PF – A.D


O crime e a foto do crime – A.D


Cobertura da mídia, ‘cautela e serenidade’ – Venício A. de Lima


A miopia informativa da mídia tradicional – Marcelo Soares


A vilanização da imprensa – A.D


A mídia não é culpada pelos conflitos na PF – A.D


Mídia partidária e o interesse público – Venício A. de Lima


Réquiem do jornalismo – Luis Nassif


TV Globo contesta CartaCapital – Ali Kamel


Uma escola pouco recomendável – A.D


Lula defende a imprensa – A.D


O fantasma do paredón – A.D


Desvendar a caixa-preta do jornalismo político – Liziane Guazina


TV Globo, o delegado e outros assuntos capitais – Marcelo Salles


Novas cantilenas sobre a mídia – A.D


A mídia está em discussão – Venício A. de Lima


Sobre laranjas, dentadas e o futuro – Luciano Martins Costa


Abaixo-assinado frustrado da TV Globo – Marcelo Salles


O presidente, o Estado e a democratização da mídia – A.D


A ofensiva contra a mídia – A.D


A onda antimídia – A.D


Mãos limpas e cabeça no lugar – A.D


Empastelamento, modo de emprego – A.D


Acertos da imprensa, bordoadas do governo – Rolf Kuntz


A blogosfera e a mídia – Luis Nassif


Problemas estruturais da mídia – A.D


Governo esquece a República e investe contra a imprensa – A.D


A rotina e a não-notícia – A.D


Tragédia aérea, escândalo político, jornalismo complacente – A.D


Apagão aéreo e apagão da verdade – A.D


O presidente e a notícia ruim – A.D


Um caso de catatonia dupla – A.D


Bernardo Kucinski: ‘O autoritarismo veio da mídia, não do governo’ – Igor Gielow


Como esconder notícias ruins ou transformá-las em boas – A.D


Para valorizar a democracia – A.D


Memória do presidente, memória da imprensa – A.D


Os jornais e os políticos – A.D


O leitor nem sempre tem razão – Luciano Martins Costa


Sem imprensa, a cidadania fica indefesa – A.D


Um golpe contra o corporativismo na mídia – A.D


O ano em que a mídia esteve na mídia – A.D


Ex-repórter da Globo critica jornalismo da TV – Rodrigo Vianna


Diretor da Globo comenta saída de repórter – Luiz Claudio Latgé


A mídia e a opinião pública – A.D

Todos os comentários

  1. Comentou em 18/09/2010 Antonio Lassance

    Solicitar a vocês retificação a informação presente em meu artigo ‘Domadores de leões’, no 14o. parágrafo, e usem a seguinte:
    ‘Na verdade, é notório que a demissão foi motivada, de fato, não pela entrevista, na revista Ele&Ela, mas pela foto que a acompanhava: o jornalista foi fotografado na cama, coberto por uma toalha sobre o corpo (a mesma informação consta do Memória Globo, do portal da própria Rede Globo).’
    Isso deixa o texto mais fiel em relação à fonte citada.
    Quero agradecer e desculpar-me pelo transtorno.

  2. Comentou em 18/09/2010 Antonio Lassance

    Solicitar a vocês retificação a informação presente em meu artigo ‘Domadores de leões’, no 14o. parágrafo, e usem a seguinte:
    ‘Na verdade, é notório que a demissão foi motivada, de fato, não pela entrevista, na revista Ele&Ela, mas pela foto que a acompanhava: o jornalista foi fotografado na cama, coberto por uma toalha sobre o corpo (a mesma informação consta do Memória Globo, do portal da própria Rede Globo).’
    Isso deixa o texto mais fiel em relação à fonte citada.
    Quero agradecer e desculpar-me pelo transtorno.

  3. Comentou em 16/09/2008 JURANDIR BORGES carvalho

    uma pergunta… porque o jornal nacional de 16 setembro de 2008 durante a reportagem sobre queda das bolsas disse que o dolar aumentou mas nao falou que a bolsa do brasil subiu 1,68%. gostaria de saber se for possivel responder.o porque desta omissao.

    jurandir

  4. Comentou em 24/09/2007 Marco Antônio Milk

    Senhora Eliza Mônaco, você demostra que esta mais para ser intermediária dos guetos do mundo, do que escrever algo que os comentaristas possam digerir mentalmente. Esse moleiro se baseia em informações que o PT cearense passa, cuja impressão que fica é que elle tem um conhecimento profundo de assuntos que nem elle mesmo sabe o que significa, bem como é um inveterado sofista profissional. Não se iluda com palavras que muitas vezes não estão no contexto do comentário escrito pôr elle ou quem sabe pôr alguém do Partido dos ‘Trabaido’. Deforma que elle segue o linguajar do pai dos miseráveis, grande parceiro dos banqueiros e empresários nacional/internacional. Fique sabendo, a única e inevitável verdade é a morte?

  5. Comentou em 24/09/2007 Marco Antônio Milk

    Senhora Eliza Mônaco, você demostra que esta mais para ser cáften dos guetos da vida, do que escrever algo que os comentaristas possam digerir mentalmente. Esse moleiro se baseia em informações que o PT cearense passa, cuja impressão que fica é que elle tem um conhecimento profundo de assuntos que nem elle mesmo sabe o que significa, bem como é um inveterado sofista profissional. Não se iluda com palavras que muitas vezes não estão no contexto do comentário escrito pôr elle ou quem sabe pôr alguém do Partido dos ‘Trabaido’. Deforma que elle segue o linguajar do seu padrasto, grande parceiro dos banqueiros e empresários nacional/internacional. A única e inevitável verdade é a morte?

  6. Comentou em 20/09/2007 Cid Elias

    Ricardo, discordo completamente da sua opinião. Houve posição anti-governista gritante, basta ler o que saiu na época, repito, gritante. Por curiosidade, o senhor sabia que o Procurador Mario Lucio Avelar é PRIMO do ex-presidente nacional do psdb e atual senador ético Eduardo Azeredo? Seu currículo revela COINCIDÊNCIAS impressionantes, TODAS favoráveis à tucanos: caso Lanus/Roseana, candidatura implodida, serra favorecido, PF passa mensagem pro Alvorada ‘missão cumprida’; atuou também no caso que ficou com o nome de Waldomiro Diniz, do qual resultaram duas CPIs claramente intencionadas a desgastar o governo, da Loterj e dos Bingos; caso vendoin / sanguessugas, veja o que disse o Jânio de Freitas-fsp ‘Antes de qualquer investigação da PF ou da PR, o procurador Mário Lúcio Avelar, deu entrevistas com a insinuação inequívoca de que o dinheiro apreendido procedia do governo. Não indicou pista alguma nesse sentido.’ Posteriormente, pediu duas vezes a preventiva do Fred Godoy, sem observar indícios obrigatórios pra isso, e na segunda vez, o absurdo foi total, pois era véspera de eleição e a LEI PROIBIA prisões da forma que ele pedira. A imprensa adorou ‘só’ o pedido! O veiculou exaustivamente, sem informar a aberração que se tratava. Segundo a Folha, “até mesmo o procurador Lúcio Avelar, que pediu duas vezes a prisão de Freud, agora concorda com a PF, não há como indiciá-lo…’ETC

  7. Comentou em 20/09/2007 Cid Elias

    Ricardo, discordo completamente da sua opinião. Houve posição anti-governista gritante, basta ler o que saiu na época, repito, gritante. Por curiosidade, o senhor sabia que o Procurador Mario Lucio Avelar é PRIMO do ex-presidente nacional do psdb e atual senador ético Eduardo Azeredo? Seu currículo revela COINCIDÊNCIAS impressionantes, TODAS favoráveis à tucanos: caso Lanus/Roseana, candidatura implodida, serra favorecido, PF passa mensagem pro Alvorada ‘missão cumprida’; atuou também no caso que ficou com o nome de Waldomiro Diniz, do qual resultaram duas CPIs claramente intencionadas a desgastar o governo, da Loterj e dos Bingos; caso vendoin / sanguessugas, veja o que disse o Jânio de Freitas-fsp ‘Antes de qualquer investigação da PF ou da PR, o procurador Mário Lúcio Avelar, deu entrevistas com a insinuação inequívoca de que o dinheiro apreendido procedia do governo. Não indicou pista alguma nesse sentido.’ Posteriormente, pediu duas vezes a preventiva do Fred Godoy, sem observar indícios obrigatórios pra isso, e na segunda vez, o absurdo foi total, pois era véspera de eleição e a LEI PROIBIA prisões da forma que ele pedira. A imprensa adorou ‘só’ o pedido! O veiculou exaustivamente, sem informar a aberração que se tratava. Segundo a Folha, “até mesmo o procurador Lúcio Avelar, que pediu duas vezes a prisão de Freud, agora concorda com a PF, não há como indiciá-lo…’ETC

  8. Comentou em 20/09/2007 milton braga manoel

    sr. ad. , boa noite
    o sr não aprende mesmo. já velho vai ser dificil de mudar. a não ser que aconteça uma coisa (não espero) como o senador teotonio vilela
    que com o cancer lhe dilacerando resolveu rever seus pensamentos.
    até o cancer um senhor de engenho. depois mudou-se para o bem. mehlor assim. não que com isto todos os que pensam como pensava o teotonio, eu queira que venham a adquiri-lo.
    ontem-18-09, o sr. convidou o gabeira e o jungman. dois arautos da ética, etc… porque o sr só convida caras ressentidos com oPT? o sr não perguntou ao jungman sobre a denuncia que pesa sobre ele de 33 milhões, qdo ele ocupava o ministerio do fhc.-jornalista meia boca- e tambem não perguntou ao gabeira sobre o carteiraço que ele deu nos seguranças do senado. ou o sr não acha que foi uma pouca vergonha que o gabeira produziu? sou deputado, se coloque no seu lugar. ele e o julgman. tinha me esquecido. os dois fizeram uma de coronel do nordeste.. porque não perguntaste a eles sobre esse corolelismo? és como eles. e a policia de são paulo como vai?

  9. Comentou em 20/09/2007 João Marques

    Cid Elias, a grande (?) mídia deste país é, para dizer o mínimo, uma vergonha!!! Quanto ao Dines, a sua verdadeira função neste site há muito tempo é a de defensor radical da mídia golpista e observador (?) tucano/demista do governo Lula e do PT. Cid, aprecio bastante os seus comentários neste site, pois, baseados principalmente em fatos e dados, põem a nu as mentiras, as meias-verdades, as distorções, as omissões e as manipulações existentes principalmente no noticiário político dos veículos da grande (?) mídia. Algo muito interessante e que talvez possa dar uma grande contribuição para a democratização dos meios de comunicação de massa é o movimento encabeçado pelo Eduardo Guimarães (o MSM – Movimento dos Sem Mídia). Vivemos atualmente em uma ditadura midiática (no que diz respeito à grande mídia) e se uma parcela considerável da população perceber claramente isso e a partir dessa percepção se mobilizar de forma organizada e pacífica no sentido de acabar com essa ditadura, identificando e atacando os pilares de sustentação de sua estrutura, creio que não há como a mesma perdurar. Abraços.

  10. Comentou em 19/09/2007 Hélio Souza

    Ao hoteleiro????? que só diz inverdades aqui neste espaço. Deves mesmo calar a boca, pois te falta caráter para falar qualquer coisa. Não é petista? Você já foi desmascarado, esta tua farsa terminou. Conta outra e tenha vergonha na cara, que é o que te falta. Qualquer afirmação tua não tem nenhum crédito. Os dados verdadeiros a que você se refere, só existem na cabeça doente dos petistas radicais e aloprados, que é o seu caso. Por que fugistes do Sul e fostes se esconder no Ceará? Esta tua pocilga petista recebe hóspedes comuns ou só do partido? É de alta rotatividade? Este espaço não deve ser utilizado para propaganda partidárias e matérias postadas por elementos pagos.

  11. Comentou em 19/09/2007 Hélio Souza

    Ao hoteleiro????? que só diz inverdades aqui neste espaço. Deves mesmo calar a boca, pois te falta caráter para falar qualquer coisa. Não é petista? Você já foi desmascarado, esta tua farsa terminou. Conta outra e tenha vergonha na cara, que é o que te falta. Qualquer afirmação tua não tem nenhum crédito. Os dados verdadeiros a que você se refere, só existem na cabeça doente dos petistas radicais e aloprados, que é o seu caso. Por que fugistes do Sul e fostes se esconder no Ceará? Esta tua pocilga petista recebe hóspedes comuns ou só do partido? É de alta rotatividade? Este espaço não deve ser utilizado para propaganda partidárias e matérias postadas por elementos pagos.

  12. Comentou em 18/09/2007 Maria Izabel L. Silva Silva

    Sr. Alberto Dines. Nada sobre o relatorio da PF ‘vazado’ para a Isto É?? Nem uma titicazinha de nada??? Não se fala de outra coisa na internet … mas o senhor quer requentar o Dossiê Vedoin. Deixa o dossiê prá depois! O assunto do momento é o MENSALÃO do Azeredo! Deixa a gente chamar de ‘mensalão do Azeredo’??? Aproveita que o PT também esta metido em mais essa merda! Mas não esquece de destacar quem ‘inventou’ o famigarado esquema que serviu para irrigar as camapanhas do PSDB! Alguém do PSDB foi cassado? O Azeredo será cassado?? Será processado??? A Veja vai dar capa??? E o Lula é o culpado de tudo??? O senhor que gosta tanto da palavra ‘apagão’, acaba de ter um ‘apagão’ jornalistico!!!

  13. Comentou em 18/09/2007 BENEDITO F. DE OLIVEIRA

    Vamos exigir da imprensa manchetes indignadas para todas as patifarias, venham elas de que partido vierem. Vamos exigir novas mobilizações publicas do ‘Cansei’ e de outros movimentos congêneres contra mais esse revoltante caso de corrupção. Vamos aguardar ansiosos nova demonstração de bravura e independência do nosso Procurador da República e do nosso STF nesse caso do mensalão mineiro. Petistas, tucanos e democratas, todos que assaltaram os cofres públicos tem que ser denunciados, julgados e eventualmente condenados com a mesma severidade e justeza. Ou será que a justiça no Brasil só funciona pra pobre e preto e petista ?

  14. Comentou em 18/09/2007 ubirajara sousa

    Há uns caras aqui, metidos a inteligentes e a criticar o comentário dos outros e só dizem besteira. O Cid tem trazido excelentes contibuições a este observatório (pelo menos para nós, leitores). Sempre com dados. Mas, às vezes, é mal compreendido. O que o Cid defende não é que governo tal roubou menos que um outro, mas o destaque que se dá a um e nenhum ao outro. Houve neste País algum governo mais corrupto do que o de FHC? Pelo amor de Deus, vamos deixar de cegueira; partidarismo; emotividade. Somos adultos. Sejamos coerentes. Sejamos afinados com os fatos. Chega de estória. Precisamos de história. Parabéns Cid. Continue trazendo fatos. Tenho aprendido bastante.

  15. Comentou em 18/09/2007 Henry Fulfaro

    Se, como exposto acima, a apuração dos fatos não interessa a ninguém, resta saber porque a mídia deu tanto destaque, ou melhor, destacou apenas a compra do dossiê, fazendo um escarcéu danado com a publicação das fotos às vésperas do primeiro turno, mas se recusou, terminantemente, a divulgar o vídeo que rodou pela Internet inteira, mostrando o Alckmin e o Serra entregando dezenas de ambulâncias superfaturadas aos sanguessugas. Se aquilo não foi uma tentativa de golpe do PSDB em conjunto com a grande mídia, então não sei mais o que é jogo sujo.

  16. Comentou em 18/09/2007 Menjol Almeida

    Coisas que a imprensa não divulga e o Observatório não observa:

    http://viomundo.globo.com/site.php?nome=PorBaixoPano&edicao=1268

    Isso também pode ser chamado de picaretagem Dines?

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem