Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

IMPRENSA EM QUESTãO > THOMSON-REUTERS

EUA e Europa dão sinal verde para fusão

21/02/2008 na edição 473

A Comissão Européia e o Departamento de Justiça dos EUA aprovaram, na terça-feira (19/2), a compra da agência de notícias Reuters pelo grupo canadense Thomson – fusão que criará a maior fornecedora do mundo de notícias e dados analíticos para o mercado financeiro. As autoridades antitruste americana e européia afirmaram entretanto que, como proposto pelas duas companhias, o acordo gerava preocupações de monopólio. Por esta razão, elas concordaram em vender alguns de seus serviços de dados financeiros para permitir a competição de mercado.


A Thomson declarou a intenção de comprar a Reuters em maio do ano passado, com oferta m torno de US$ 15,4 bilhões. As duas companhias esperam poder concluir o negócio até a segunda semana de abril. A nova empresa, que deverá se chamar Thomson-Reuters, poderá contar com mais de dois mil jornalistas da agência de notícias espalhados por mais de cem países. Juntas, Reuters e Thomson irão superar a Bloomberg, atual líder no serviço de informações e análises para o mercado financeiro. Informações da Reuters [19/2/08].


 

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem