Quarta-feira, 18 de Outubro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº962

ENTRE ASPAS > FIM DE SEMANA, 6 E 7/01

Folha de S. Paulo

09/01/2007 na edição 415

MEMÓRIA / PAULO PERDIGÃO
Carlos Heitor Cony

Paulo Perdigão

‘Assistiu 82 vezes a ‘Os Brutos também Amam’ (‘Shane’), visitou quatro vezes as locações da obra de George Stevens, trouxe pedras e poeira de lá, tem uma cópia do filme em que enxertou uma cena na qual ele aparece no duelo final avisando a Alan Ladd que Jack Palance vai matá-lo.

Tinha um time de futebol de botão que em véspera de jogo importante ele colocava em cima do armário. Era a concentração ‘na montanha’, para que os botões tivessem oxigênio puro e renovado. Quando botava o time em campo, havia a trilha musical ‘Na Cadência do Samba’ (‘Que bonito é’), a mesma gravação de Waldir Calmon que acompanhava os flashes de futebol do Carlinhos Niemeyer que então passava nos cinemas.

Um dia, pegou a filmadora e fez dois vídeos, um com Jean-Paul Sartre, outro com Martin Heidegger, filósofo de sua predileção, dos quais deixou ensaios e uma tradução de ‘O Ser e o Nada’.

Foi durante anos programador dos filmes da Rede Globo e, nas horas vagas, escreveu ‘Anatomia de uma Derrota’, sobre a final do Campeonato do Mundo de 1950, que se tornara uma de suas obsessões existenciais.

Crítico de cinema dos mais respeitados, escreveu em ‘Manchete’, ‘O Globo’ e ‘JB’. Seus ídolos eram os já citados George Stevens, Sartre, Heidegger e Ademir da Guia, deste último tornou-se amigo pessoal.

Assim foi Paulo Perdigão, que morreu no último dia do ano passado, deixando um vazio em seus amigos e admiradores. Acompanhei sua carreira desde os tempos em que trabalhávamos no ‘Correio da Manhã’ e Paulo despontava como um dos jovens mais brilhantes de sua geração.

Era um personagem que o Justino Martins, diretor de ‘Manchete’, classificaria de ‘fascinante’.’



VENEZUELA
Folha de S. Paulo

Fechamento de TV opositora ‘parece censura’, diz OEA

‘A Organização dos Estados Americanos (OEA) afirmou ontem que a decisão do presidente venezuelano, Hugo Chávez, de não renovar a concessão de uma emissora de TV opositora é uma ameaça à liberdade de expressão.

Em discurso recente a militares, Chávez disse que a RCTV terá de sair do ar em maio, quando termina a concessão do governo. Em abril de 2002, a emissora apoiou o golpe de Estado que afastou o presidente venezuelano do poder por dois dias.

O secretário-geral da OEA, o chileno José Miguel Insulza, disse que a medida é intimidante e exortou o governo a reconsiderar a decisão, mas Chávez tem dito que não haverá recuo.

‘A adoção de uma medida administrativa para fechar um veículo de comunicação dá a aparência de uma forma de censura contra a liberdade de expressão e, ao mesmo tempo, serve como um alerta para outras organizações noticiosas, levando-as a limitar suas ações sob o risco de terem o mesmo fim’, afirmou Insulza, em nota com um raro teor crítico.

‘O fechamento de um veículo de comunicação de massa é um medida rara na história de nosso hemisfério e não tem precedentes nas últimas décadas de democracia’, afirmou o chileno.

Insulza advertiu ainda para as prováveis ‘repercussões políticas’ da medida.

Até o fechamento desta edição, a Venezuela não havia comentado a nota.

A OEA, formada por 35 países, entre os quais o Brasil e os Estados Unidos, tem atuado como mediadora entre o governo venezuelano e a oposição.’



TELEVISÃO
Laura Mattos

Record planeja gravar a sua nova novela em um cruzeiro marítimo

‘A Record planeja gravar as cenas iniciais de sua nova novela das 20h, que estréia em março, num cruzeiro marítimo. ‘Amor Perfeito’ (título provisório) será o primeiro folhetim da ex-global Ana Maria Moretzsohn na Record. Na Globo, ela escreveu, entre outras, ‘Estrela Guia’ (2001) e ‘Sabor da Paixão’ (2002/ 2003).

Uma das principais personagens, Urânia, será interpretada por Elke Maravilha. Estão no elenco ainda, entre outros ex-globais, Paloma Duarte, Françoise Fourton, Leonardo Brício, Floriano Peixoto, Gracindo Jr., Luísa Tomé e Zezé Motta.

A trama irá girar em torno da água. Terá esportes marítimos, estaleiros, fábrica de prancha de surfe etc. Se não houver alteração no cronograma, entrará no ar no dia 6 de março, no lugar de ‘Bicho do Mato’, que vem registrando boa audiência (anteontem marcou 13 pontos na Grande São Paulo).

Moretzsohn investirá nos conflitos familiares e em famílias ‘não convencionais’: mãe solteira com duas filhas de pais diferentes, bebê criado pelo pai e avô porque a mãe morreu no parto, pai que não havia reconhecido o filho e tem de cuidar dele após a morte da mãe.

A história se passa em um condomínio fechado da Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de Janeiro, e a autora pretende discutir também a ‘etiqueta’ entre a vizinhança. A exemplo de sua tramas globais, ‘Amor Perfeito’ terá muitos personagens jovens e crianças.

A direção é de Ivan Zettel, também ex-profissional da Globo. Outro diretor ex-global convocado é Fábio Junqueira.

As gravações estão atrasadas, e a equipe tenta adiar a estréia em pelo menos duas semanas. O diretor, parte da produção e do elenco são os mesmos de ‘Cidadão Brasileiro’, e, só após o final da novela, em 20 de novembro, puderam começar a trabalhar em ‘Amor Perfeito’. A decisão a respeito da mudança da estréia está agora nas mãos da direção da emissora.’

******************

Clique nos links abaixo para acessar os textos do final de semana selecionados para a seção Entre Aspas.

Folha de S. Paulo – 1

Folha de S. Paulo – 2

O Estado de S. Paulo – 1

O Estado de S. Paulo – 2

Comunique-se

Direto da Redação

Terra Magazine

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem