Sábado, 07 de Dezembro de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1066
Menu

IMPRENSA EM QUESTãO >

Grupo português vai lançar
jornal de economia no Brasil

Por Luiz Antonio Magalhães em 30/07/2009 na edição 548

A crise econômica mundial parece não ter afetado o apetite do grupo português Ongoing Strategy Investments por novos negócios. Proprietário do jornal Diário Económico e da revista Semanário Económico, sócio do Banco Espírito Santo e acionista de empresas como a Portugal Telecom (dona da operadora de telefonia Vivo), Impresa e Zon Multimédia, o grupo Ongoing decidiu investir no lançamento de um jornal de economia e negócios no Brasil.


O projeto do jornal ainda não foi anunciado oficialmente, de forma que não se sabe se há ou quem são os sócios brasileiros na empreitada – pela Constituição Federal, estrangeiros só podem deter até 30% do capital de empresas de comunicação.


No início de julho, o vice-presidente do Ongoing confirmou, em entrevista à Agência Lusa, que o grupo iria apostar na comunicação social do Brasil ainda este ano, com o objetivo de ser ‘o maior grupo português de econômicos nos países de língua portuguesa’. ‘O nosso próximo objetivo é o Brasil e isso acontecerá ainda este ano’, afirmou Rafael Mora no último dia 2, em Lisboa. ‘Queremos ser o maior grupo português de [media de] economia nos países de língua portuguesa’, completou. Segundo ele, a meta do grupo Ongoing ‘é cobrir o triângulo virtuoso de Lisboa, Luanda e São Paulo’. Em Angola, informa a matéria da Agência Lusa, o grupo já está presente com o título econômico Expansão, criado em parceria com o grupo angolano Score Media.


O boletim Jornalistas & Cia. Informou na edição de quarta-feira (29/07) que o novo jornal será dirigido pelo jornalista Ricardo Galuppo, com passagens nas revistas Veja, Exame e Forbes, e que o lançamento do título está previsto para setembro.


De acordo com as informações disponíveis no site oficial da Ongoing, o grupo tem origem na Sociedade Nacional de Sabões (SNS), empresa da família Rocha dos Santos, que após a revolução de 1975 se tornou no maior conglomerado privado de Portugal, com atividades nas indústrias química e agrícola, publicidade, mídia, alimentação, saúde e no mercado financeiro, entre outras. A Ongoing Strategy SGPS nasceu em 2004, quando Nuno Rocha dos Santos de Almeida e Vasconcellos fundou a companhia para organizar e profissionalizar os investimentos da família, com foco nas atividades em Portugal e países de língua portuguesa.


Este Observatório tentou contato tanto com a direção do Diário Económico, em Portugal, como com o jornalista Ricardo Galuppo, a fim de obter mais informações sobre o projeto, mas não havia obtido retorno até o fim da tarde da quinta-feira (30/07).

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem