Domingo, 17 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

IMPRENSA EM QUESTãO > INTERNET

Icann aprova adoção de novos domínios

27/06/2008 na edição 491

A Icann (Internet Corporation for Assigned Names and Numbers), organização mundial que administra os endereços da internet, votou na quinta-feira (26/6) pelo afrouxamento de suas regras, permitindo novos domínios além dos conhecidos ‘.com’, ‘.org’, ‘.net’ e aqueles com terminações de países, como ‘.br’. Agora, será possível obter sufixos como ‘.love’, por exemplo. A agência aprovou por unanimidade as novas diretrizes no último dia de sua conferência anual, em Paris. É a primeira grande mudança do sistema de endereços da rede em seus 25 anos de existência.


Os domínios de internet são essenciais para ‘ajudar’ os computadores a encontrar sítios e direcionar e-mails. A instalação de novos sufixos permitirá a ampliação de nomes fáceis e disputados de páginas de internet – hoje já tomados, em sua grande maioria, pelo sufixo ‘.com’. Também deverão ser permitidos nomes em caracteres de alfabetos como árabe e mandarim.


Ajustes


Na fase inicial do projeto, candidatos a novos nomes serão avaliados e objeções poderão ser feitas com base em quesitos como racismo, conflitos de marca registrada e similaridade a um sufixo já existente. Alguns membros do conselho da Icann afirmaram, entretanto, que é preciso certos cuidados para não transformar a organização em um regime de censura. ‘Se implementada de maneira ampla, estas diretrizes permitiriam que qualquer governo vetasse um arranjo de letras com que não concorde’, afirmou a professora de direito da Universidade de Yale Susan Crawford, membro do conselho. Apesar de ter votado a favor das mudanças, Susan pediu mais ‘clareza’ nas regras.


A Icann afirmou que ainda serão necessários ajustes técnicos para a implementação dos novos domínios, mas calcula que os primeiros deverão estar disponíveis já nos próximos meses. Detalhes como o preço para a obtenção dos novos nomes também deverão ser discutidos, mas a agência estima que excedam US$ 100 mil por endereço – com o objetivo de ajudar a Icann a cobrir os custos de mais de US$ 20 milhões do projeto. Com informações de Anick Jesdanun [AP, 26/6/08].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem