Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1005
Menu

IMPRENSA EM QUESTãO > VIETNÃ

Jornalista intimado após agressão policial

26/09/2008 na edição 504

O Ministério das Relações Exteriores do Vietnã intimou um jornalista americano que afirma ter sido espancado pela polícia por ter coberto um protesto de católicos contra a construção de um parque em um terreno tirado deles há mais de 50 anos. A convocação de Ben Stocking, chefe da sucursal da Associated Press em Hanói, foi confirmada na segunda-feira (22/9) – segundo o diário Cong An Nhan Dan, publicado pela polícia do país, ele iria ‘receber um aviso’. Outro jornal oficial, o An Ninh Thu Do, publicou a mesma informação, ressaltando que o Ministério havia acusado o jornalista de difamar as forças de segurança ao dizer que foi espancado por elas.


A AP acusa a polícia vietnamita de bater em Stocking quando ele tentava cobrir o início da construção de um parque público em Hanói, na semana passada, em uma área que supostamente seria da igreja católica. Policiais pegaram a câmera do jornalista e, quando ele a pediu de volta, bateram com ela em sua cabeça e o socaram. Stocking teve que passar duas horas e meia em uma delegacia até ser levado a uma clínica para receber pontos na cabeça.


Autoridades policiais refutaram as alegações da agência de notícias, e acusaram o jornalista de violar a lei vietnamita ao tirar fotografias em uma zona proibida. A embaixada americana no Vietnã queixou-se ao governo pelo incidente no local da construção da praça, onde dezenas de representantes da igreja católica se reuniam para protestar. Esta semana, a obra foi retomada, cercada por uma barreira de segurança com arame farpado.


Há meses, os católicos fazem vigílias pedindo pelo retorno de terras que dizem ter sido tiradas deles depois que os comunistas chegaram ao poder em 1954. Autoridades do país afirmam, por outro lado, que a igreja católica doou as terras ao Estado. A construção de dois parques nestas áreas foi autorizada pelo governo na semana passada, o que aumentou os protestos. O Vietnã é uma nação unificada sob o regime comunista desde o fim da guerra, em 1975, e tem a segunda maior população católica do Sudeste Asiático, ficando atrás apenas das Filipinas – são pelo menos seis milhões de católicos em um total de 86 milhões de pessoas. Informações da AFP [24/9/08].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem