Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1018
Menu

IMPRENSA EM QUESTãO >

Jornalistas da BBC presos na Irlanda

18/03/2008 na edição 477

Jornalistas da BBC estavam entre um grupo de 11 pessoas presas em uma investigação da polícia irlandesa sobre atividades paramilitares. Em declaração, a polícia afirmou ter prendido os homens na fronteira do condado de Donegal. ‘Nós podemos confirmar que alguns dos presos esta manhã são jornalistas da BBC’, declarou a rede britânica no domingo (16/3), sem dar números. Os jornalistas trabalhavam em uma investigação para o programa Spotlight, da BBC irlandesa, sobre a atividade da organização paramilitar Real Irish Republican Army na região. ‘Eles tinham autorização editorial de acordo com as diretrizes da rede. Os outros presentes tinham plena consciência de que eles eram jornalistas da BBC’, declarou a rede. Segundo a BBC, as prisões foram feitas com base na seção 30 do ato de ofensas contra o estado, que permite que a polícia interrogue suspeitos por até 72 horas sem acusações formais. Informações da AFP [16/3/08].

Irã proíbe revistas com celebridades ocidentais

O governo do Irã proibiu a publicação de nove revistas especializadas em cinema e estilo de vida por estamparem em suas páginas fotos de astros e estrelas de cinema ‘depravados’ e detalhes sobre suas vidas ‘decadentes’. As revistas estariam também publicando anúncios publicitários de medicamentos proibidos e artigos contrários à moralidade e ofensivos a minorias étnicas. Entre as revistas de maior destaque, estão a Donya-ye Tasvir (Mundo da Imagem), Sobh-e Zendegi (Manhã de Vida), Talash (Esforço) e Haft (Sete). Outras 13 publicações receberam alertas do governo. As revistas costumam publicar artigos sobre atrizes de Hollywood – na última edição da Donya-ye Tasvir, havia matérias e fotos sobre Naomi Watts, Reese Witherspoon e Nicole Kidman. Como as atrizes iranianas têm que respeitar as rígidas regras de vestimenta do país, os exemplos passados pelas mulheres ocidentais não seriam positivos. Ainda que a indústria cinematográfica iraniana seja festejada no exterior, com diretores premiados internacionalmente como Abbas Kiarostami e Jafar Panahi, muitas vezes os filmes não conseguem obter licença para serem exibidos em seu próprio país – onde todas as produções devem ser fiscalizadas para garantir que estejam de acordo com os padrões culturais iranianos. Informações da AFP [16/3/08].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem