Sábado, 18 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

IMPRENSA EM QUESTãO > (AINDA) VALERIE PLAME

Jornalistas podem ser intimados novamente

23/01/2006 na edição 365

Jornalistas americanos pensaram que o inferno das intimações havia terminado, mas estavam enganados. Advogados de Lewis Libby planejam intimar profissionais e organizações de imprensa para a divulgação de documentos a serem usados no julgamento do ex-chefe de gabinete do vice-presidente Dick Cheney, segundo informações da Reuters [20/1/06].

Libby foi indiciado pelo promotor especial Patrick Fitzgerald na investigação do vazamento da identidade secreta da agente da CIA Valerie Plame. Ele se declarou inocente nas cinco acusações que recebeu – incluindo obstrução à justiça e perjúrio. O polêmico caso visa descobrir se alguém do governo Bush repassou a informação confidencial a membros da imprensa em 2003. Durante a investigação, jornalistas foram intimados a revelar fontes confidenciais e ameaçados de prisão. A então repórter do New York Times Judith Miller chegou a ficar presa por três meses após se recusar a colaborar com a justiça.

Os advogados de defesa de Libby declararam que as intimações a jornalistas e organizações de mídia teriam como objetivo obter documentos adicionais necessários ao caso. Eles não informaram, entretanto, quem intimariam ou o que especificamente estariam procurando. A próxima audiência está marcada para o início de fevereiro.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem