Sábado, 17 de Agosto de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1050
Menu

IMPRENSA EM QUESTãO >

Levy anuncia o fim
da Gazeta Mercantil

Por Luiz Antonio Magalhães em 25/05/2009 na edição 538

O empresário Luiz Fernando Levy informou à redação da Gazeta Mercantil, na tarde desta segunda-feira, que não pretende aceitar a devolução do jornal, anunciada na primeira página da Gazeta pelo também empresário Nelson Tanure, dono da editora JB S.A., atualmente responsável pela edição do diário econômico. Segundo informação de jornalistas da GZM, na prática a decisão de Levy significa o fim do jornal.


O comunicado da JB S.A., reproduzido abaixo, saiu na primeira página da edição desta segunda-feira da Gazeta Mercantil. Tanure anunciou o rompimento do contrato e a devolução da GZM ao antigo dono. Em entrevista ao jornal gaúcho , na sexta-feira, 22/05, o ex-dono da Gazeta havia afirmado que não gostaria de retomar o comando do jornal: ‘`Infelizmente está acontecendo, mas é bem complicado. O Tanure quer devolver, mas é uma coisa unilateral, por enquanto. No fundo a gente não desliga da Gazeta, mas pra mim é definitivo: a hipótese da minha participação não existe. É uma decisão pessoal, familiar. Não vou ter ações de uma empresa de comunicação!´ Prossegue Levy: `Algum tipo de solução vai ter que ter. Nada comigo. Evidentemente há esse espírito de renascer, eu estou disposto a contribuir. Mas tem que ver o que vai ser, não pode ser pior do que já foi. Minha participação? Pode ser num conselho editorial, num projeto sério. Mas sem envolvimento financeiro´’, disse o empresário ao jornal na semana passada.


Agora, o que deve acontecer no dia 1° de junho é a descontinuidade da edição da Gazeta, o que seria um golpe fortíssimo nas chances do jornal de se reerguer no futuro. A semana começa quente no setor de mídia brasileiro.


A seguir, a íntegra do texto que está na primeira página da Gazeta Mercantil.





COMUNICADO


A EDITORA JB S.A. comunica ao público em geral e aos assinantes e leitores do jornal GAZETA MERCANTIL que a partir de 1º de junho próximo não mais responderá pela publicação daquele jornal por haver exercido direito contratual de rescindir o Contrato de Licenciamento de Uso de Marcas e Usufruto Oneroso (‘CONTRATO’) celebrado por escritura pública de 16/12/2003, conforme Notificação, Interpelação e Protesto Extrajudiciais dirigidos (a) à Gazeta Mercantil S.A. (‘GZM’), proprietária das marcas nominais objeto dos registros 817.972.242, 817.972.250 e 817.972.269 (Classes 11, 38 e 41) do Instituto Nacional da Propriedade Industrial – INPI, e (b) às demais pessoas jurídicas e físicas integrantes do grupo econômico Gazeta Mercantil, partes no CONTRATO.


Na execução do CONTRATO a EDITORA JB S.A. observou os princípios da probidade e boa-fé que nortearam sua celebração, tendo cumprido suas obrigações contratuais com o grupo econômico Gazeta Mercantil, inclusive a de efetuar adiantamentos de recursos financeiros por conta dos royalties contratuais, de modo a propiciar à GZM renda para solução de suas obrigações pecuniárias anteriores à celebração do CONTRATO, em sua maioria de natureza trabalhista — adiantamentos que, por excederem aos royalties devidos, tornaram a EDITORA JB S.A. credora da GZM. Tais princípios, entretanto, deixaram de ser observados pela licenciadora na execução do CONTRATO, causando prejuízo à EDITORA JB S.A. e à normal exploração econômica das marcas objeto do CONTRATO, o que fundamentou a decisão de rescisão contratual.


A EDITORA JB S.A. já manifestou à GZM que está à disposição para colaborar no que estiver ao seu alcance para que o grupo econômico Gazeta Mercantil dê continuidade, sem interrupção, na publicação do jornal GAZETA MERCANTIL a partir de 1º de junho, reafirmando de público essa sua disposição de colaboração – que entende ser do interesse daquele grupo econômico, de seus funcionários, dos assinantes, dos leitores e do público em geral.


Ao fazer o presente comunicado sobre a rescisão do CONTRATO, com a retomada pela GZM da posse direta das marcas nominais, a EDITORA JB S.A
(a) consigna sua convicção de ter, como licenciada, contribuído para o fortalecimento e a modernização do jornal GAZETA MERCANTIL,
(b) agradece a confi ança, o apoio e a colaboração dos assinantes, leitores, funcionários, anunciantes, fornecedores e agências de publicidade durante o período em que exerceu o direito de uso da marca Gazeta Mercantil para a publicação daquele jornal e
(c) espera que a GZM e os demais integrantes do seu grupo econômico dêem continuidade à publicação do renomado jornal, preservando a marca e em benefício da mídia nacional.


Rio de Janeiro, 25 de maio de 2009


EDITORA JB S.A.

******

Jornalista

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem