Terça-feira, 18 de Dezembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1018
Menu

IMPRENSA EM QUESTãO >

Lula errou: cão que morde homem não é notícia

Por Luiz Weis em 15/02/2005 na edição 316

Queixou-se o presidente Lula, dias atrás, que a imprensa deu demasiado destaque às vaias que ouviu no Fórum Social Mundial, em Porto Alegre, ‘quando poderia ter dado que 12 mil aplaudiram e cem vaiaram’.

Primeiro, Lula não leu a imprensa com atenção. Os jornais registraram, sim, que ele também foi aplaudido. Depois, errou ao criticar o destaque, porque em outros tempos a mesma platéia o teria aplaudido, sem exceções. A vaia, pelo inusitado e pelo que denota, era o fato mais importante. Cachorro que morde homem não é notícia, presidente. Homem que morde cachorro, sim.



Dize-me com quem andas?

Na quarta-feira passada, o então candidato à presidência da Câmara, Virgílio Guimarães, visitou a Folha. E o jornal, como sempre faz, deu no dia seguinte a visita no pé da seção ‘Painel’. Como sempre faz também, informou quem acompanhava o visitante. No caso, eram quatro deputados, um publicitário, a assessora de imprensa e – curiosamente – ‘o gerente comercial da Nutriplus Alimentação e Tecnologia Ltda.’

O jornal não tinha nenhuma obrigação de informar numa nota protocolar o que fazia um executivo de uma empresa de tecnologia alimentar no séquito do deputado petista. Mas que ficou engraçado ficou.

[Textos fechados às 16h07 de 14/2]

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem