Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1005
Menu

IMPRENSA EM QUESTãO > CASA BRANCA

McClellan faz seu último informe no pódio

09/05/2006 na edição 380

A sala de imprensa da Casa Branca ficou lotada na sexta-feira (5/5), com repórteres preenchendo todas as cadeiras disponíveis e fotógrafos se posicionando estrategicamente em busca do melhor ângulo possível. Tanta atenção é comum nos dias de pronunciamento do presidente George W. Bush, mas sexta-feira não haveria pronunciamento. Os correspondentes da Casa Branca compareceram em peso para o último informe do secretário de Imprensa Scott McClellan, que se prepara para deixar o cargo em meio a uma reforma interna nos postos da sede do governo americano.

McClellan ainda trabalha com Bush esta semana, mas como o presidente tinha viagem marcada para a Flórida, o secretário deverá informar a imprensa da estrada. No fim da semana, ele passa o lugar para o comentarista da Fox News e apresentador de rádio Tony Snow. Os correspondentes passam de um porta-voz que, por (muitas) vezes, foi ridicularizado na TV e na internet por sua retórica excessivamente cuidadosa e seu temperamento genioso para um ‘telegênico’ e calmo representante do governo, que, por (muitas) vezes, foi bastante crítico ao presidente.

McClellan é um dos mais antigos servidores de Bush – esteve presente quando ele foi governador do Texas e trabalhou em um cargo menor no setor de imprensa da Casa Branca até assumir o posto de secretário de Ari Fleischer, em julho de 2003.

Bom humor

O porta-voz estava bem-humorado no último dos cerca de 300 informes à imprensa em dois anos e 10 meses no cargo. Sorrindo, comentou o grande número de jornalistas presentes, e brincou: ‘Tem alguma coisa acontecendo?’.

Após o informe, ele respondeu a questões sobre sua saída e seus planos em uma sessão mais informal com os repórteres. Disse que ainda não sabe bem qual seu próximo passo, mas que deve passar pelo lucrativo circuito de palestras e poderá escrever um livro. Sobre planos de férias, o secretário disse que ainda não teve tempo de pensar. Por fim, com um sorriso, afirmou que certamente iria sentir falta dos jornalistas da Casa Branca. ‘Pelo menos individualmente’, brincou. Informações de Jennifer Loven [AP, 5/5/06].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem