Domingo, 17 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº970

IMPRENSA EM QUESTãO > SAÍDAS PARA A CRISE

NYT coloca anúncio na 1ª página

Por O Globo em 07/01/2009 na edição 519

O tradicional jornal americano The New York Times rompeu ontem [segunda, 5/1] uma tradição de seus 158 anos de existência: colocar um anúncio na primeira página. O próprio Times classificou a decisão de ‘concessão frente à pior queda na receita desde a Grande Depressão’.


A faixa publicitária é um contrato com a CBS, que vai usar o espaço às segundas-feiras durante a maior parte deste ano, para promover seus programas de TV e rádio. O presidente de Marketing do grupo CBS, George Schweitzer, disse à Bloomberg News que a empresa foi procurada pelo jornal, que avisou que iria vender espaço na primeira página:


– Há muito tempo que acreditamos no New York Times, no valor de anunciar lá.


O custo do anúncio e a duração exata do contrato não foram divulgados.


Grupo teve queda de 21% nos anúncios em novembro


Para justificar a medida, o Times ressaltou que essa prática já é comum em outros jornais americanos, como Wall Street Journal, USA Today e Los Angeles Times – apesar de outro tradicional diário, o Washington Post, continuar mantendo sua primeira página só com notícias.


O Journal começou a publicar anúncios em 2006, sob protestos dos funcionários, que argumentavam que as primeiras páginas dos jornais deveriam limitar-se à informação. Já o USA Today adotou essa prática em 1999.


O Times, que só em 2006 começou a colocar anúncios nas primeiras páginas dos cadernos internos, vem tentando driblar a acelerada queda na publicidade em meio à recessão nos Estados Unidos. Em novembro, a receita com publicidade do grupo – que abrange de jornais locais e rádios ao site About.com – caiu 21% em relação ao mesmo mês de 2007, para US$ 149,9 milhões. O New York Times Media Group, que engloba o Times e o International Herald Tribune, também registrou queda de 21%, para US$ 93,4 milhões.


O Times informou que os anúncios serão sempre na parte inferior da primeira página.


Segundo a porta-voz Diane McNulty, esses anúncios custarão um pouco mais do que se fossem em outras partes do jornal e vão requerer o compromisso de várias publicações.


Em meio à crise financeira global, o grupo New York Times, a terceira maior editora de jornais dos EUA, busca um comprador para sua fatia de 17,5% no time de beisebol Boston Red Sox – além de ter colocado à venda o prédio da sede do Times. Em maio, o grupo tem de pagar um vencimento de US$ 400 milhões.


O Times tem, em média, 2,8 milhões de leitores por dia, atingindo 4,2 milhões aos domingos, sendo o jornal mais lido dos EUA entre os que são publicados nos sete dias da semana. (Com Bloomberg News e agências internacionais)

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem