Terça-feira, 17 de Outubro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº962

IMPRENSA EM QUESTãO > IGREJA RENASCER

Os dólares da mídia de Deus

Por Alberto Dines em 11/01/2007 na edição 415

O escândalo envolvendo o casal de bispos fundadores da Igreja Renascer é um prato muito apetitoso para a nossa mídia. Especialmente nesta entressafra noticiosa.


Não é todo o dia que se pode juntar num mesmo pacote religião, a polícia americana, uma Bíblia recheada de dólares, fortunas em Miami e um casal muito bem-sucedido na empreitada de enganar os crentes.


Na quarta-feira (10/1), o advogado dos ‘bispos’ Hernandez definiu o noticiário como ‘calúnia’ e acusou nossa imprensa de estar enganada. O noticiário está correto, as fontes são boas, a apreensão dos dólares ocorreu de fato, a dupla está evidentemente encalacrada. O que falta dizer ao distinto público é que não é a primeira vez que uma seita religiosa sediada no Brasil é pega em flagrante com um montão de dinheiro ilegal.


Em 2005, um jato da Igreja Universal do Reino de Deus foi apreendido pelas autoridades com uma fábula de dinheiro em malas e cuja origem nunca foi devidamente esclarecida. Acontece que a Igreja Universal, além de seita multinacional, é uma poderosa entidade política muito bem representada no Congresso e muito próxima do governo. E, como se não bastasse, domina um poderoso grupo de mídia eletrônica encabeçado pela Rede Record.


As trapalhadas fazem parte de um contexto infinitamente maior e, por isso mesmo, não podem ser vistas isoladamente.

Todos os comentários

  1. Comentou em 15/08/2009 Wellingto Luiz da silva

    Amigos internautas,será que vocês são burros o bastante para não enxergarem que esse jornalistinha de 5 categoria,que ninguem conhece(to conhecendo esse sujeito agora),que não sabe o que está falando e mal informado está querendo incitar você a ser tão podre quanto à ele?Dines,vai procurar o que fazer cara que pra jornalista você não presta.Ao invés de jornalismo limpo você só sabe acusar.E burro é quem concorda contigo.

  2. Comentou em 22/01/2007 Nivaldo Rampazzo

    Dou a César o que é de César, e os César dos nossos dias abusam do nosso suado dinheiro e não nos dão satisfação nem muito retorno desse dinheiro, por que infelismente usam o nosso dinheiro para nos manipular e impor o que querem, cuidado hoje estão preocupados com o dinheiro que estavam carregando o que não é crime ( ou você só pode andar com uns trocados no bolso ) amanhã pode ser você a vítima de estar andando com notas vivas no bolso para pagar uma compra feita a vista e querer ficar livre das taxas bancárias que nos é impostas ( ex. CPMF, IOF, IRPF ), imprensa cuidado com o que publicam amanhã pode ser vocês.

  3. Comentou em 11/01/2007 Bruno Resende

    O chá de cogumelo que a PaTrulha anda tomando deve ser do bom…. As alucinações conspiratórias e a ‘FÉ’ na pureza do Governo, vítima da grande imprensa, são hilárias. Cuidado!! Daqui a pouco vão começar a ver o Lula pintado de azul com um gorro vermelho…é o Papai Smurf… E com certeza a culpa será da imprensa.

  4. Comentou em 11/01/2007 Bruno Resende

    O chá de cogumelo que a PaTrulha anda tomando deve ser do bom…. As alucinações conspiratórias e a ‘FÉ’ na pureza do Governo, vítima da grande imprensa, são hilárias. Cuidado!! Daqui a pouco vão começar a ver o Lula pintado de azul com um gorro vermelho…é o Papai Smurf… E com certeza a culpa será da imprensa.

  5. Comentou em 11/01/2007 Marco Tognollo

    Ivan Berger (o senhor é parente do piloto?hehe), segue parte da entrevista do Modesto Carvalhosa concedida ao Tribuna do Direito: TD — Como presidente do Tribunal de Ética da OAB-SP o sr. foi coordenador da Comissão Especial de Investigações em 1994 que mapeou a corrupção em ministérios e autarquias federais. Há algum paralelo entre o que se verificou na ocasião e o que ocorreu no Brasil nos últimos dois anos? O Brasil piorou?
    Carvalhosa — Pouco progresso se fez. Naquela Comissão trabalhamos durante um ano verificando, no âmbito do Poder Executivo, as repercussões do escândalo dos anões do orçamento. Depois foi feito o “Livro Negro da Corrupção”. Quando acabou o governo de Itamar Franco, o próprio Itamar levou ao presidente eleito todos os resultados da comissão, e o presidente eleito, no dia da posse, extinguiu a comissão, como se fosse uma comissão criminosa. Trabalhamos um ano de graça para o governo, pro bono, em Brasília. Não cobramos um tostão. Recebemos a colaboração do funcionalismo público de uma forma nunca vista e obtivemos informações extraordinárias sobre corrupção estrutural e sistêmica nos ministérios, notadamente no Planejamento, nos Transportes, na Saúde. Tudo isso foi jogado pela janela pelo governo Fernando Henrique no primeiro dia. Só faltou extinguir a comissão a bem do serviço público. (continua…)

  6. Comentou em 11/01/2007 Sergio Oliveira

    Me parece que o intuito era desviar o assunto para governo-IURD e suas proximidades. Parabéns pois pelos comentários suscitados o objetio foi bem cumprido. Esqueçamos a Renascer que não faz muito alarde.

  7. Comentou em 11/01/2007 Renato Ribeiro

    Além da falta de respeito para com os fiéis da Igreja Renascer, que com certeza contribuíram com o montante flagrado com os bispos, a acusação necessita de julgamento severo e rápido. Dizem por aí que não é a primeira vez os Hernandez são pegos aplicados o golpe de lavagem de dinheiro.

    Como o Dines ressaltou, é um prato cheio para a mídia. Um prato cheio, vale dizer, que deve ser dividido com o grande público, especialmente com os fiéis da Renascer… coitados!

    Xilindró neles já!

  8. Comentou em 11/01/2007 ubirajara sousa

    Sr Dines, o senhor está passando dos limites. O senhior já não insinua. O senhor afirma.’ Acontece que a Igreja Universal, além de seita multinacional, é uma poderosa entidade política muito bem representada no Congresso e muito próxima do governo’. Quer dizer que o Governo é corrupto? Que o Governo acoberta falcatruas? Sabe o que falta aos jornalistas? Um critério aprimorado. Esses que vocês (na maioria) utilizam é nojento. Disseminar a dúvida, a desconfiança e até a injúria é de uma falta de ética despudorada. Senhor dines estamos atentos. As máscaras estão caindo, inclusive a sua.

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem