Domingo, 25 de Junho de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº946

IMPRENSA EM QUESTãO > VEJA vs. RENAN

Ou Veja prova denúncias
ou cai no descrédito

Por Alberto Dines em 01/06/2007 na edição 435

Já deve estar pronta a edição da Veja que circulará amanhã. Pode ser uma edição histórica: ou condena o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), ou condena-se ao descrédito. Não há alternativas.


Além de oferecer um mínimo de provas ou, pelo menos, evidências para sustentar a acusação da semana passada sobre as supostas relações do senador com a empreiteira Mendes Júnior, a revista faria muito bem se escapasse da esfera do escândalo e das demandas que sucedem romances mal-sucedidos.


Por enquanto, as acusações ao senador alagoano partem apenas do advogado da sua ex-namorada, evidentemente insatisfeita com os valores estipulados pela Justiça para a pensão alimentícia da filha de ambos.


Por conta de uma nova bomba, o senador Renan Calheiros cancelou a sua viagem a Londres para assistir ao amistoso entre Brasil e Inglaterra em Wembley, ao lado do presidente Lula. Quer estar aqui para rebater na hora: neste aspecto, o comportamento do senador está correto, ele não se omite.


Resta saber se aquilo que o senador Renan Calheiros designou como ‘calvário’ acaba amanhã ou se este calvário vai transferir-se para Veja e contaminar a credibilidade da mídia como instituição.

Todos os comentários

  1. Comentou em 22/02/2011 José Vieira dos Santos

    Quero colocar em pauta sobre a censura que o governador André Puccinelli, PMDB impôs aos servidores públicos, bloqueando um site de noticia (www.midiamax.com.br) da capital, Campo Grande/MS, por entender que o site trazia muitas notícias que falavam mal do seu governo. Todos os computadores foram bloqueados, quem quisesse acessar não podiam.
    É um bom assunto para se discutir…. até que ponto o estado tem o direito de privar um determinado público de acessar um site… Qual é a liberdade de imprensa que os sites de notícias tem?

  2. Comentou em 23/05/2008 josé carlos leao da costa

    ‘Digitalizando meus documentos encontrei um contrato de compra de
    um apartamento na rua das Laranjeiras,247 Laranjeiras, RJ.Este apto. eu vendi mas tarde. Vendedor era Albeto Dinis. Sera o mesmo?
    Um dos incorporadores era Julio Rafael de Aragão Bozano’. O tempo
    passa’
    José Carlos

  3. Comentou em 22/11/2007 tania cristina cardoso de oliveira cristina

    gostaria que por gentileza cancelasse o eu acelerador prodel ig,já faz dois meses que solicitei o cancelamento e até o oento estao debitaNDO NA MINHA CONTA ,O VALOR DE 9.90 CASO ISSO Ñ. OCORRA TAMAREI MEDIDAS CABIVÉIS,se estou cancelando e porque para me ñ. tem mais utilidadeagradeço desde já pela vossa atenção .OBRIGADA

  4. Comentou em 01/06/2007 Paulo Mora

    A veja é superficial, falaciosa e enviesada, assim como os que creêm nela, não importa o mérito da questão. O engraçado é que só agora estão reclamando do veículo…

  5. Comentou em 01/06/2007 Marco Costa Costa

    Para ter opinião abalizada não se faz necessário ler isto ou aquilo, basta entender o texto ou como queira interpretar a matéria e com uma dose de bom senso e uma pitada de inteligência, que tudo será esclarecido. Você leu a matéria na revista, porém não interpretou corretamente a mensagem. Não seja preconceituso, muito celetista, bem como discriminador. Sou ateu, não lei a bíblia, somente pôr isso não poderei opinar sobre o que percebo de contradição nas religiões. Acorda?

  6. Comentou em 01/06/2007 Marco Costa Costa

    A classe política brasileira é totalmente inútil e de índole duvidosa. Existe uma quantidade de parlamentares mas não existe qualidade moral e intelectual, para que o país sai de marasmo da desorganização e baguncite aguda que atinge o povão, o qual paga a conta com juros e correção monetária. Renans, Cônicas(não aquela da revistinha em quadrinhos) entre outros malabaristas do circo do terror S/A . Cônica, aquela que arranjou uma filha com o senador e se arranjou na vida particular, bem como arranjou uma dor de cabeça enorme com a denuncia da revistinha em quadrinhos Veja, o que jogamos no ventilador da nação.

  7. Comentou em 01/06/2007 Clerton de Castro e Silva

    Se estão opinando é porque leram a materia da Veja. Mas tem uma meia dúzia aqui, que afirma categoricamente que não lê a revista. Então não podem opinar sobre uma materia que não leram. Ou será só me engana que eu gosto.

  8. Comentou em 01/06/2007 João Carlos

    Alberto Dines,

    A credibilidade da mídia como instituição está contaminada há muito tempo, antes mesmo do golpe militar de 64. Ou não?

  9. Comentou em 01/06/2007 REGINALDO SHIGUEHIKO TAKEDA

    É…
    Mais uma pixotada da Veja…
    Aliás… Sujíssima (como diz Helio Fernandes).
    A família Civita, logo terá de correr do Brasil, como já correra da Argentina, EUA.

  10. Comentou em 01/06/2007 Lica Cintra

    Não estou entre os fãs de VEJA mas acho que cabe a polícia e não a revista provar as denúncias, que parecem ter fundamento. Diante do que já foi divulgado só uma visão machista poderia conceber a hipotese de ser uma armação da ex-namorada por causa de pensão alimentícia. Pega leve, Dines.

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem