Sexta-feira, 17 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº966

IMPRENSA EM QUESTãO > DOSSIÊ VEDOIN

Perguntas (ainda) sem respostas

Por Alberto Dines em 17/09/2007 na edição 450

De onde teria saído a bolada de 1 milhão e 700 mil reais? A pergunta está completando um ano de existência.


O escândalo do Dossiê Vedoin tornou-se público em 15 de setembro de 2006, duas semanas antes do primeiro turno das eleições presidenciais, e as dúvidas mais elementares ainda não foram esclarecidas. Ao contrário, ficou tudo mais confuso.


Mesmo que o presidente Lula tenha acusado os primeiros suspeitos como ‘aloprados’, mesmo que a compra do dossiê tenha sido abortada pela ação da Polícia Federal, até hoje não há culpados. Nem os responsáveis pela ‘Operação Abafa’ foram incomodados. Aquilo que seria um dos maiores crimes eleitorais transformou-se na maior pizza de todos os tempos.


Pior de tudo: foram melancólicas as retrospectivas publicadas em alguns jornalões de domingo (16/7). A única certeza inequívoca e incontestável foi esquecida: a disposição da revista IstoÉ de publicar um trambique jornalístico.


Se houve crime na compra de um dossiê calunioso, se este dossiê calunioso chegou a ser divulgado parcialmente e até serviu de base para a propaganda do candidato Orestes Quércia, por que razão omite a mídia este ilícito praticado por um veículo jornalístico? É falta de memória ou corporativismo?


Esta é uma pergunta que jamais será respondida com clareza porque a mídia no Brasil não discute a mídia. Mesmo quando se trata de um caso de polícia.

Todos os comentários

  1. Comentou em 04/09/2010 SALETE MARIA DA SILVA

    Prezados amigos/as!!!

    Quero parabenizar a todas as pessoas que amam a liberdade de informação, e também as emissoras de rádio e televisão, bem como jornalistas, comentaristas e humoristas, pela vitória no STF sobre a questão polêmica da lei eleitoral….e, como forma de homenagear a democracia, a liberdade de imprensa e de expressão, fiz o cordel intitulado A VISÃO DO STF SOBRE A LEI ELEITORAL ou O HUMOR AUTORIZADO, que consta do blog http://www.cordelirando.blogspot.com

    Visitem e divirtam-se!

    Bom trabalho a todos e todas!

  2. Comentou em 18/09/2007 Eugênio Simões

    Jovem Cid, não adianta colar links com pseudo-dados, se vc não se dá o trabalho de analisá-los ou se tenta esconder a verdade com gráficos. O petismo pueril tenta associar qualquer crítica a interesses partidários. Se você critica os deuses do pt é pq deve ser Tucano ou do pfl. Não é o meu caso, para mim, esses partidos (pt inclusive) são todos iguais. Mistos de aproveitadores, sabotadores e carreiristas que tentam ascender socialmente com dinheiro público ou seja, com o dinheiro dos ‘excluídos’ que dizem representar. O problema é que o pt tem um exército de ingênuos que saem difundindo suas versões como se fossem fatos e, por isso, merecem ser desmascarados. (continua)

  3. Comentou em 17/09/2007 Jair Longo

    Foi noticiadp que o Banco Central dos USA, informaram dia, hora e para onde foi o dinheiro, `a nossa PF. Precisamos saber quem consegue afastar a PF dos casos graves, por ex.: No caso de Celso Daniel, Jose Dirceu , Delubio, Lula e Genoino, foram ‘blindados’. No caso Vedoin, ‘blindaram’ Lorenzetti, Mercadante, e outros Nao foi divulgado o nome da mulher ‘protegida’ de Lorenzetti e em cuja conta em Miami o dinheiro foi depositado antes de ser ‘internado’ no Brasil. O BC americano divulgou que o dinheiro nao tinha entrado em circulacao nos States. Eles deram ate a sequencia da numeracao das notas. Puxa vida, quem tem o poder de mandar ‘esconder’ estas informacoes, e sem duvida ‘dono de fato do brasil’

  4. Comentou em 17/09/2007 Robertson Marques

    Ridícula a tentativa de alguns comentaristas cegos pelo partidarismo de insistir nessa briga idiota de quem roubou mais ou quem roubou antes. Não me interessa e não interessa à população isso. O fato é que TODOS os partidos são corruptos e são farinha do mesmo saco. No caso do PT é muito pior, pois à corrupção se juntaram o cinismo e a hipocrisia. O PT é a viúva-virgem da política brasileira.

  5. Comentou em 17/09/2007 Marcelo Ramos

    É, é por isso que gosto deste site, APESAR de alguns articulistas. Só de ler os últimos posts do Cid Elias, dá pra ver o quanto a imprensa tem trabalhado para esconder os verdadeiros escândalos. E Marco Costa, cuidado, soluções como ‘el paredón’ já foram testadas antes e só resultaram em mortes. A propósito, mortes de muitos inocentes. É que nem separar o joio do trigo. Se você tentar queimar, vai queimar o trigo também. Só tem um jeito. Cada um faz sua parte e arranca o joio que puder.

  6. Comentou em 17/09/2007 walter D

    Bem, o carregador da mala sr. Hamilton Lacerda daqui de s.caetano do sul, anda por aí livre e solto dizendo que comeu a pizza e estava uma delícia, e que vai voltar nas proximas eleições pra prefeito, inclusive já está armando contra o atual.
    Outra coisa, a PF só foi rapidamente no hotel porque avisaram que lá estava o pessoal do psdb, qual não foi a surpresa eram os do pt, aí deu no que deu.

  7. Comentou em 17/09/2007 Ciud elias

    ‘A mulher (Roseli, Rosely ou Rosy de Souza Pantaleão) que apresentou Lima como testemunha é do PSDB – Polícia Federal desmente “laranja” e investiga integrante do PSDB – A Polícia Federal desmentiu a versão apresentada por uma testemunha da investigação da origem do dinheiro apreendido na negociação de um dossiê contra políticos dos PSDB. Inicialmente, a testemunha, do município de Varginha (MG), afirmou que seria um “laranja” e teria emprestado a conta bancária para membros do PT. A PF descobriu que a versão era falsa e que uma integrante do PSDB teria apresentado a testemunha falsa. A confirmação das informações foram dadas pelo superintendente da Polícia Federa em Cuiabá, Daniel Lorenz. Inicialmente a versão da testemunha falava que ele teria autorizado um depósito no valor de R$ 250 mil para que fossem sacados da conta dele em Pouso Alegre (MG). Posteriormente, o dinheiro seria entregue ao ex-coordenador da comunicação da campanha do candidato derrotado ao governo de SP, Mercadante.“As investigações que foram desenvolvidos em Varginha e Pouso Alegre não se mostraram verdadeiras. Irá responder com falsidade ideológica”, disse o superintendente. Depois, a Polícia Federal investigou como a testemunha teria aparecido. Segundo os investigados, quem a apresentou a testemunha foi a secretária-executiva do PSDB-Pouso Alegre, Rosy de Souza Pantaleão’.Da AGENCIA BRASIL- continua…

  8. Comentou em 17/09/2007 Duda Ferreira

    e eu achando que ele ia cobrar a repercussão da matéria sobre as origens do esquema do Mensalão durante o governo do Eduardo Azeredo e que foi notícia neste final de semana – nenhum jornalão, nenhum noticiário de TV, ninguém falou uma linha sobre o grande furo de reportagem da semana.

    e aí, Dines, neste caso não precisa cobrar ninguém?

  9. Comentou em 17/09/2007 Alexandre Machado

    caro Dines
    vim até o observatório para saber se este observou que a imprensa não observou o valerioduto mineiro com uma ‘bolada’ quase 60 vezes maior que essa do dossiê. Para efeitos comparativos dá quase 2 mensalões do Lula. O sr não viu nada? Mas já que gosta de bolada, o Cacciola vem aí com 1,6 BILHÃO!

  10. Comentou em 17/09/2007 Paulo Bandarra

    Caro Fábio Carvalho, quer dizer que eles iriam pagar toda esta grana por uma coisa que já estava na Internet. Eram mais aloprados do que Lula achou? E com estas provas fotográficas contra Serra e Alkimin de crime a PF do governo Lula, e o Procurador Geral da República não fez nada????

  11. Comentou em 17/09/2007 Pauloi Bandarra

    “Dines, pq antes VOCÊ NÃO ERA ASSIM!” Não foi o Dines que mudou, mudou foram os ocupantes do palácio! Estes não se podem comentar! E os observadores dos observadores não aceitam que Dines não tenha mudado junto! Até Marilene Chaui, agora, por esta turma estar no pode, corrupção é uma necessidade ética deste presidente! Maracutaia virou profissão pública!

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem