Sexta-feira, 22 de Setembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº958

IMPRENSA EM QUESTãO > OI NA CRISE

Refúgio das viúvas do PT

Por Átila Costa em 04/10/2005 na edição 349

O Observatório da Imprensa, ao menos no que diz respeito aos comentários dos leitores, está se tornando maçante… A óbvia condição de refúgio das viúvas do PT começa a abalar sua credibilidade. Um veículo que se quer portador da crítica ‘isenta’ da mídia, mas que só atrai manifestações de um ínfimo grupo de obcecados, que não admitem nem mesmo o que nomes ilustríssimos do PT (como Hélio Bicudo) já cansaram de declarar em público, deve ter alguma coisa errada. Essa coisa de complô da mídia de direita já cansou.

Senão, vejamos: quem seria a tal ‘mídia de direita’ por antonomásia? Creio que aquela rede de TV da família Marinho é boa candidata. E, no entanto, o que vemos? No dia 28 tivemos apenas mais um exemplo de um comportamento que vem se repetindo há quase três anos. O Bom Dia, Brasil só entrevista gente do governo. Aldo Rebelo foi entrevistado. Por que Nonô não foi? Nonô foi entrevistado por inúmeras rádios, por exemplo. Alguém que ‘perdeu’, nas circunstâncias que aí estão, por 15 votos, não teria nada a dizer ao telespectador da Globo?

Uma única direção

Contem-se o número de aparições nos jornais da Globo de oposicionistas desde o início deste governo e compare-se com o quanto são entrevistados integrantes do governo. Os programas de debates da Globo News quase sempre trazem dois petistas para ‘debaterem’! Quem só assista aos canais da Globo deve pensar que não existe oposição ou que, se existe, restringe-se à esquerda do PT!

Os integrantes do governo aparecem diariamente nos jornais da Globo para serem entrevistados, mentem com uma cara de pau inacreditável (inclusive fraudando estatísticas, como vi várias vezes) e ninguém vê o Sr. Renato Machado contestando os absurdos que qualquer pessoa alfabetizada sabe serem falsos. Comporta-se como as ‘estenógrafas com amnésia’ de Mencken. E não há, nunca, ninguém da oposição para fazer o contraditório (justiça seja feita, esse contraditório é regularmente garantido na CBN).

O Observatório não existe para fazer a crítica da mídia? Nunca vi nenhum comentário a esse respeito aqui. O maior representante da tal ‘mídia burguesa’ que quer destruir o PT nunca convida a oposição para falar em seus jornais, e o OI acha isso muito natural. Isso para não falar do fato de que nunca li aqui nada a respeito dessa inacreditável Carta Capital, para quem, até outro dia, nem crise existia e que, quando não dava mais para se fazer de desentendida, abraçou a extravagante tese do ‘complô da mídia’, tão popular no OI

Este Observatório, ao que parece, só está sendo capaz de observar em uma única direção…

******

Consultor

Todos os comentários

  1. Comentou em 09/10/2005 Douglas Puodzius

    O Planeta Átila é com certeza muito distante da galaxia que habitamos. O ser que produziu este texto definitivamente assiste uma outra midia, uma outra rede globo. Recomendo ao ilustre E.T. que acomapanhe o SP TV e poderá constatar:
    1 – 90% transito.
    Antes o problema eram as obras da Marta. Agora são: Pedestres, motoristas, a frota velha da C.E.T., Flanelinhas, muita chuva e toda serie de elementos participantes deste sistema caótico que a valorosa prefeitura tem buscado orientar.
    2- Marcio Kanuto
    Antes faziam pesquisa para avaliar as subprefeituras. Colocavam a comunidade de um lado e subprefeitos de outro, distantes, com fone de ouvido e tela dupla. E lá o funcionario ouvia as barbaridades. Agora levam a comunidade e apresentam em sala de reunião com o chefe regional. Depois anunciam a solução. O mais interessante é que quem não conhece nada da burocracia do orgão, fica com a falsa impressão que o poder do subprefeito é ilimitado e que é só chegar conversar com o homem e ele decidir que tudo acontece. Mas, quem sabe, ve logo que o processo é inverso do apresentado na TV, como sendo uma surpresa.Ocorre mesmo é que, depois de aprovado, orçado e empenhado chama-se a comunidade para o circo e aí dá-se a noticia: Olha! Até a semana que vem vamos colocar postes aqui nessa rua ou amanhã faremos uma praça ali e assim vai. Pra fechar aparece o Bigodudo com a cara lavada. – Olha! nós estamos de olho, hein! Vamos cobrar!
    Querido Átila, sintonize Planeta terra da próxima vez.

  2. Comentou em 09/10/2005 Douglas Puodzius

    O Planeta Átila é com certeza muito distante da galaxia que habitamos. O ser que produziu este texto definitivamente assiste uma outra midia, uma outra rede globo. Recomendo ao ilustre E.T. que acomapanhe o SP TV e poderá constatar:
    1 – 90% transito.
    Antes o problema eram as obras da Marta. Agora são: Pedestres, motoristas, a frota velha da C.E.T., Flanelinhas, muita chuva e toda serie de elementos participantes deste sistema caótico que a valorosa prefeitura tem buscado orientar.
    2- Marcio Kanuto
    Antes faziam pesquisa para avaliar as subprefeituras. Colocavam a comunidade de um lado e subprefeitos de outro, distantes, com fone de ouvido e tela dupla. E lá o funcionario ouvia as barbaridades. Agora levam a comunidade e apresentam em sala de reunião com o chefe regional. Depois anunciam a solução. O mais interessante é que quem não conhece nada da burocracia do orgão, fica com a falsa impressão que o poder do subprefeito é ilimitado e que é só chegar conversar com o homem e ele decidir que tudo acontece. Mas, quem sabe, ve logo que o processo é inverso do apresentado na TV, como sendo uma surpresa.Ocorre mesmo é que, depois de aprovado, orçado e empenhado chama-se a comunidade para o circo e aí dá-se a noticia: Olha! Até a semana que vem vamos colocar postes aqui nessa rua ou amanhã faremos uma praça ali e assim vai. Pra fechar aparece o Bigodudo com a cara lavada. – Olha! nós estamos de olho, hein! Vamos cobrar!
    Querido Átila, sintonize Planeta terra da próxima vez.

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem