Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº969

IMPRENSA EM QUESTãO > IRAQUE

Repórter do Post é morto em Bagdá

16/10/2007 na edição 455

O jornalista iraquiano Salih Saif Aldin, do diário americano Washington Post, foi morto no domingo (14/10) quando trabalhava, em Bagdá. Aldin, que por vezes assinava Salih Dehema por questões de segurança, foi baleado quando apurava uma matéria sobre a violência no bairro de Sadiyah. A região é hoje dominada por xiitas, depois que a grande maioria dos sunitas a deixou por causa do conflito sectário.

Segundo o jornal, os ferimentos pareciam indicar que o repórter foi atingido a curta distância. O corpo foi encontrado na rua, coberto com jornais. Aldin, que tinha 32 anos, começou a trabalhar para o Post no início de 2004, como stringer, em sua cidade natal, Tikrit. Ele é o primeiro profissional do Post a ser morto na guerra do Iraque, que teve início em março de 2003.

Jornalistas iraquianos que trabalham para organizações de mídia internacionais costumam ser alvo de ameaças de insurgentes por sua ligação com empresas Ocidentais. De acordo com o Comitê para a Proteção dos Jornalistas, com sede em Nova York, pelo menos 118 jornalistas e 41 assistentes de mídia foram mortos no Iraque desde o início da guerra. Informações da AP [14/10/07].

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem