Segunda-feira, 23 de Setembro de 2019
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº1055
Menu

IMPRENSA EM QUESTãO >

Técnica, arte e coragem

26/08/2009 na edição 552

Desde 2002 o Instituto Prensa y Sociedade (Ipys), entidade independente criada por jornalistas peruanos, e a Transparência Internacional premiam as melhores investigações jornalísticas sobre casos de corrupção na América Latina e no Caribe. Entre 15 e 18 de agosto, as duas instituições deram um passo adiante ao realizarem pela primeira vez a Conferencia Latinoamericana de Periodismo de Investigación, em Lima (Peru), sede do Ipys, com o apoio financeiro da Fundação Ford, do instituto Open Society e de outras instituições.


Foram quatro dias em que jornalistas da América Latina, e também dos Estados Unidos e da Espanha, se encontraram para relatar suas experiências profissionais e saber o que de melhor andam fazendo colegas de outros veículos ou nações. Tomaram conhecimento da realidade dos países da região, discutiram novas técnicas de pesquisa jornalística, e fizeram uma fascinante viagem por um território que ainda esconde muitos mistérios mesmo para nós, latino-americanos. Encararam, ao longo de uma jornada de quase 40 horas de atividades, temas como corrupção, transparência, assassinatos de jornalistas, internet, narcotráfico, medo e democracia.


‘Foi um massacre’, dizia com razão ao final da conferência a chilena Francisca Skoknic, do site independente Ciper. Mal sobrou tempo para os participantes saborearem as delícias da fantástica culinária local, uns tragos de pisco (aguardente de alto teor alcoólico feito da uva) ou errarem por Lima, tarefa sempre facilitada pelo jeito amável e acolhedor dos peruanos.


Convidado para participar do evento, no qual foi dada ao site a oportunidade de mostrar um pouco desta aventura que você compartilha com a gente desde fevereiro de 2004, o Congresso em Foco quer dividir aqui algumas coisas que viu e ouviu na conferência. Clique nos links abaixo para escolher os tópicos de sua preferência:


Profissão perigo


Na América Latina, fazer jornalismo investigativo é, muitas vezes, arriscar a vida


Estado X informação


Quando quem caça é o Estado, não o jornalista


Estado a favor da transparência


Bons exemplos de iniciativas estatais em favor da transparência de informações


Corrupção e impunidade


‘Quanto mais se investiga, mais aparece’


O jornalismo do futuro


Temas que ficaram para próximas conferências


Um exercício de ‘coragem e vocação’


Principais trechos do discurso de abertura do diretor da Transparência Internacional

******

Jornalista

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem