Sexta-feira, 24 de Novembro de 2017
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº967

INTERESSE PúBLICO > BANDA LARGA

Teles atingem meta de qualidade

Por Rodrigo Petry em 03/09/2013 na edição 762
Reproduzido do Estadão.com.br, 30/8/2013; título original “Teles atingem meta de qualidade de banda larga”

As operadoras de serviços de banda larga fixa e móvel atingiram em julho a maior parte das metas de qualidade estabelecidas pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Segundo o levantamento divulgado nesta sexta-feira, 30, pelo órgão regulador, apenas a Oi apresentou problemas nas medições em alguns quesitos de banda larga fixa. Já a Vivo e a TIM não atingiram metas referentes aos serviços de banda larga móvel em alguns Estados.

No levantamento da banda larga fixa, todas as empresas atingiram as metas de 95% de velocidade instantânea de internet, de 60% de velocidade média, de 80% de variação de latência na recepção da informação em pacotes de dados e de 85% de disponibilidade do serviço.

Nos casos de medição da latência (período de transmissão de ida e volta de um pacote, entre o ponto de medição e o servidor de medição), a maioria das empresas atingiu a meta de 85% para banda larga fixa, com exceção da Oi apenas no Estado do Rio Grande do Norte, que ficou 14%.

Na média do levantamento do quesito de perda com pacotes (que ocorre quando, por falha ou baixa qualidade da conexão, um dos pacotes não encontra seu destino ou é descartado pela rede), que é de 85%, a maioria das empresas também atingiu a meta, menos a Oi, no Rio de Janeiro (77,7%) e Paraná (83,6%).

Banda larga móvel

Na banda larga móvel, a medição da Anatel tinha como meta o atingir 95% de taxa de transmissão instantânea (velocidade de upload e download no momento de utilização da internet pelo usuário). Neste caso, a Vivo não atingiu as metas em São Paulo (93,55%) e no Rio de Janeiro (91,09%), enquanto a TIM ficou abaixo em São Paulo (89,51%). No levantamento da taxa de transmissão média, que é de 60%, todas as empresas atingiram a meta.

As medições da Anatel abrangeram os estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Norte. Em ambos casos, foram consultados clientes das prestadoras com mais de 50 mil assinantes.

“Desenvolvido desde o final de 2012, o projeto de medição da qualidade da banda larga pretende reunir informações para a adoção de medidas que permitam a melhoria progressiva da qualidade do serviço”, afirmou a Anatel.

******

Rodrigo Petry, da Agência Estado

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem