Quarta-feira, 21 de Fevereiro de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº975

INTERESSE PúBLICO > CONFERÊNCIA NACIONAL DE COMUNICAÇÃO

Comissão proíbe abordagem da comunicação mineira

Por Heitor Reis em 17/11/2009 na edição 564

Conforme deliberação da Comissão Organizadora Estadual (COE), os mineiros não podem discutir a comunicação em seu estado na Conferência Estadual de Comunicação a ser realizada neste fim de semana. Segundo os representantes dos movimentos sociais que participam desta COE, o presidente da Comissão Organizadora Nacional da Conferência Nacional de Comunicação (Confecom), Marcelo Bechara (consultor jurídico do Ministério das Comunicações), foi quem deu esta orientação aos empresários daqui.

Não parece um absurdo incomensurável que uma conferência estadual não tenha o direito de discutir a situação em que se encontra o setor de que ela trata na própria região onde é realizada? As lideranças da sociedade civil não empresarial estão se perguntando se terão que ir ao Rio de Janeiro ou ao Japão para discutir a comunicação mineira.

Certamente, o ministro Hélio Costa, tido como o maior inimigo da democratização da comunicação, a serviço do inconstitucional oligopólio da mídia comandado pela Rede Globo, não tem interesse algum em ver sua vida empresarial no setor devassada… Ainda mais sendo pré-candidato ao governo de MG!

Ouça gravação em que o próprio ministro afirma que a Confecom não é necessária, pois eles já estão democratizando tudo (ver aqui).

Mais sobre trapalhadas do ‘menino do Rio’

Nem Aécio Neves, tido como o ‘censor das Gerais’ por parte do movimento social mineiro, conforme se pode ver aqui..

Menos ainda o ‘Menino do Rio’ quer que analisemos o cobertura da imprensa sobre a acusação de Juca Kfouri e de Joyce Pascowitch sobre ele ter batido na namorada, em plena festa da Calvin Klein, no Rio de Janeiro (ver aqui).

A vereadora Liza Prado, de Uberlândia-MG, e simpatizante de seu trabalho, divulgou na rede mundial de computadores o fato de haver protocolado moção de repúdio ao governador em função desta acusação, tida, por ela, como verídica, ferir o direito das mulheres.

Então, não perca o próximo capítulo! Conseguirão os movimentos sociais vencer esta queda de braço contra Hélio Costa, o governo Aécio e os empresários que financiam sua campanha e se beneficiam dos contratos por eles gerados?

Mais sobre as trapalhadas do nosso garoto carioca:

Liberdade, essa palavra

Gagged in Brazil – Censura na Imprensa

******

Engenheiro civil

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem