Domingo, 22 de Julho de 2018
ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº996
Menu

INTERESSE PúBLICO > IRÃ

Governo tira de circulação diário conservador

29/07/2008 na edição 496

A edição vespertina do jornal iraniano Hamshahri – lançada há um mês – foi proibida de ser vendida pelo órgão regulador de mídia do país, que alegou que o diário divulgava notícias com o objetivo de prejudicar a economia, noticia a AFP [24/7/08]. Segunda a agência de notícias estatal, Irna, o diário de propriedade do governo de Teerã e administrado pelo conservador Mohammad Baqer Qalibaf ‘publicou informações imprecisas com o fim de desestabilizar a economia do país’. Qalibaf é um dos críticos mais veementes do presidente Mahmoud Ahmadinejad e é um potencial candidato presidencial nas eleições de 2009.

Na semana passada, uma matéria de capa noticiou que houve uma briga entre o diretor do banco central, Tahmasb Mazaheri, e o ministro interino das Finanças, Hossein Samsami, que se especula ser apontado permanentemente para o cargo. O motivo seria a discordância sobre políticas econômicas, em especial sobre taxas de juros.

Em junho, a agência de notícias conservadora Fars foi suspensa por três dias depois de ter anunciado que Mazaheri seria substituído pelo vice-presidente Parviz Davoudi. Posteriormente, a matéria foi retirada do ar. Ahmadinejad vem sendo fortemente criticado por suas políticas econômicas, em especial pelo modo como lida com a inflação – que aumentou 26% em junho, segundo o banco central.

Todos os comentários

x

Indique a um amigo

Este é um espaço para você indicar conteúdo do site aos seus amigos.

O Campos com * são obrigatórios.

Seus dados

Dados do amigo (1)

Dados do amigo (2)

Mensagem